Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Suicídio entre crianças e adolescentes está entre as principais causas de mortes no RS

21 de setembro de 2015 1

Por Elisandra Borba e Karolina Nogueira

Foto: Félix Zucco - Casa da família de adolescente que cometeu suicídio em decorrência de foto íntima que vazou na internet, na cidade de Veranópolis.

Foto: Félix Zucco – Casa da família de adolescente que cometeu suicídio em decorrência de foto íntima que vazou na internet, na cidade de Veranópolis.

Porto Alegre é a Capital brasileira, juntamente com Curitiba, com maior incidência de suicídios. E por que o Blog Fralda Cheia resolveu falar disso? Porque é a maior causa de mortes de meninas entre 15 e 29 anos e a terceira maior causa de mortes de meninos na mesma faixa etária. E pasmem: o problema pode começar na infância.

Decidimos que precisávamos abordar o assunto quando o médico psiquiatra Ricardo Nogueira contou durante entrevista ao Gaúcha Repórter sobre um caso que o Centro de Promoção da Vida e Prevenção ao Suicídio do Sistema de Saúde do Mãe de Deus atendeu aqui no Estado: Uma criança de OITO anos tentou se atirar do telhado da casa onde mora alegando não receber atenção dos pais. É inimaginável que uma criança tente o suicídio. Mas reparem nas estatísticas do estudo realizado entre 2005 e 2013 no Rio Grande do Sul: 26 crianças entre 05 e 09 anos tentaram suicídio. 1474 de 10 a 14 anos e 5601 entre 15 e 19 anos tentaram se matar.

O especialista destaca que a principal causa do problema está no abandono e falta de atenção dos pais. Esta criança de oito anos, por exemplo, é filha de dois profissionais da saúde, que passavam a maior parte do tempo trabalhando e acabaram não percebendo os sinais enviados pelo filho. Nogueira explica que crianças e adolescentes não conseguem lidar como os adultos contra a depressão e acabam se envolvendo com drogas ou passam muito tempo trancados em casa, acessando a internet. Segundo o médico, somente no Brasil há 560 mil sites que estimulam o suicídio. No caso das meninas, a principal causa de suicídio é a gravidez indesejada e tentativa de aborto.

Os pais e cuidadores precisam ficar atentos a alguns fatores, conforme orienta o Ministério da Saúde: tentativa de suicídio anterior e transtornos mentais, como os de humor (Depressão, TH Bipolar), transtornos de comportamento, decorrentes do uso de substâncias psicoativas, transtornos de personalidade (borderline, narcisista, antissocial), transtornos de ansiedade e esquizofrenia. Perdas de pessoas significativas, problemas legais e laborais, história de suicídio na família, abuso físico e sexual, isolamento social, doenças físicas dolorosas e incapacitantes e acesso fácil aos meios para se matar.

Algumas frases de alerta:

“Eu sou um perdedor e um peso pros outros”.
“Os outros vão ser mais felizes sem mim”.
“Eu preferia estar morto”.
“Eu não posso fazer mais nada”.
“Eu não aguento mais”.
“Cansei”.

PERCENTUAL POR FAIXA ETÁRIA TENTATIVAS SUICÍDIO CIT/RS 2005-2013

Imagem: Centro de   Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio  -  Hospital Mãe de Deus

Imagem: Centro de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio – Hospital Mãe de Deus

Comentários (1)

  • Leticia diz: 22 de setembro de 2015

    Até num simples choro acompanhado de uma postura diferente se detecta algo não esta certo com seu filho! Basta ser mais perceptivo que sempre haverá uma maneira de enxergar a tempo e evitar uma tragédia. Digo isso porque ajudei a diagnosticar e evitar o pior!

Envie seu Comentário