Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pesquisa mostra que mães passam pouco tempo com os filhos

30 de outubro de 2015 0

Principal atividade compartilhada entre mãe e filhos é olhar televisão.

Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Por Milena Schoeller

O SPC Brasil tem divulgado pesquisas bem interessantes sobre crianças. Mas a desta semana serve de alerta: 42% das mães passam menos de dez horas por semana com os filhos, descontadas já as horas de sono. A pesquisa, feita em parceria com o portal Meu Bolso Feliz mapeou como os valores estabelecidos pelas mães, e o período de convivência, incentivam e delimitam o consumo dos filhos. Foram ouvidas mães das 27 capitais brasileiras.

 

Fonte: Divulgação.

Fonte: Divulgação.

 

A principal atividade compartilhada entre mães e filhos é assistir TV: 83,8% das entrevistadas. Em segundo lugar, passear em parques e praças: 50,8%. O brincar aparece em terceiro lugar: 50,4%. Segundo o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli, “não há como afirmar que essa quantidade seja insuficiente, mas o fato é que muitas mães se sentem angustiadas por não conviverem mais com suas crianças”.

O levantamento mostra ainda um sentimento que conhecemos bem: 32,7% das mães se sentem culpadas por não estarem tão presentes na vida dos filhos. Porém, há um outro dado que chama muito a atenção: 12,1% das mães admitem que não têm paciência para educar seus filhos. Por este motivo, o SPC orienta que as mães reflitam mais sobre o tempo dedicado à tarefa de educar, transmitindo valores e ensinamentos, inclusive, ligados aos hábitos de consumo. O que a criança aprender agora, vai refletir depois, na vida adulta.

Outra questão levantada na pesquisa do SPC Brasil é sobre os ensinamentos das mães sobre educação financeira aos filhos.

Fonte: Divulgação.

Fonte: Divulgação.

O conteúdo que se é conversado varia em função da idade e maturidade dos filhos. Entre seis e onze anos a conversa sobre planos, sonhos, e os motivos para economizar, é mais comum do que nas demais faixas etárias.

E a pesquisa ainda mostra um dado interessante: 75% das mães garantem que não há premiação ou recompensa para os filhos quando as responsabilidades são cumpridas. Por outro lado, 42,9% aplicam algum tipo de castigo, e 35,1% não adotam punição quando as tarefas impostas não são cumpridas pelas crianças. Segundo José Vignoli, “não é aconselhável condicionar o cumprimento das tarefas a qualquer tipo de recompensa, sobretudo financeira, pois as crianças podem entender que suas responsabilidades em casa são uma oportunidade de ganho, quando a tarefa deveria ser encarada como responsabilidade.”

A pesquisa entrevistou 843 mães que possuem filhos com idade entre 02 e 18 anos. A margem de erro é de no máximo 3,4 pontos percentuais, com confiança de 95%.

 

Leia Também:

Quanto tempo você passa com seu filho?

Mães acham que filhos são discriminados por não terem produtos da moda

Culpa Materna: como lidar

Meu filho não sabe dividir

Envie seu Comentário