Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Desenvolvimento infantil: o que é normal e quando se preocupar

28 de janeiro de 2016 0

Por Elisandra Borba

Foto: Ronaldo Bernardi

Foto: Ronaldo Bernardi

desenvolvimento das crianças é algo que preocupa bastante os pais. Ao comparar com outros bebês, os pais acabam querendo que seu filho tenha o mesmo ritmo dos demais. Para entender um pouco mais sobre o que é normal em cada idade conversamos com o pediatra Renato Santos Coelho, que é presidente do Comitê de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul.

Levantar a cabeça
Deitado de bruços, o bebê consegue levantar sozinho a cabeça. Ele começa gradativamente aos dois meses de idade, a um ângulo de 30°. Até os quatro meses ele é capaz de levantar 90°. Depois dos quatro meses, se o bebê não consegue firmar o pescoço, os pais devem questionar o pediatra. É importante proporcionar este tipo de exercício ao bebê, mas sempre de forma lúdica e prazerosa. O estresse pode prejudicar o aprendizado.

Rolar
O desenvolvimento começa de cima para baixo, segundo o pediatra. Depois de firmar a cabeça, ele vai rolar. Isto acontece entre quatro e cinco meses. Ele levanta a cabeça, apoiar os braços e gira o corpo, procurando uma posição mais confortável.

Sentar sem apoio
Entre quinto e sétimo mês o bebê já deve sentar sem apoio. No início ele apoia os braços na lateral e até o oitavo mês precisa estar perito no assunto. Se ele não consegue no oitavo mês ficar com a coluna na posição, precisa ser averiguado o motivo.

Engatinhar
Engatinhar não é um marco no desenvolvimento segundo o pediatra e não deve ser tratado com preocupação, se a criança decidir não engatinhar. Isto costuma acontecer entre oito e onze meses, mas muitas delas caminham direto, sem engatinhar. O engatinhar, com sincronismo nos movimentos, pode ser um bom exercício para o desenvolvimento motor, segundo o pediatra.

Ficar em pé, se apoiando em móveis
A partir dos dez meses eles começam a se apoiar e levantar. Costuma ser um exercício prazeroso, já que veem os mais velhos nesta posição, destaca Coelho.

Caminhar
Acontece entre onze meses e um ano e quatro meses. Precisa de uma série de fatores e não apenas desenvolvimento físico para tal. É necessário ter sensação de equilíbrio e noção espacial também. Muitas crianças se sentem tão seguras e ágeis engatinhando, que acabam atrasando o caminhar, explica o especialista. Outras têm medo após cair ou algum problema de visão que também podem atrasar o processo, mas é considerado normal, segundo ele, com um ano e quatro meses já estar caminhando.

Falar
Até um ano de idade a criança sabe falar, de alguma forma, mamãe e papai. Ela costuma apontar o que quer, mesmo que ainda não diga o nome do objeto. As frases e palavras mais elaboradas surgem bem mais tarde, mas é importante observar se até um ano ela já reconhece os pais através das palavras.

Gosto de pensar e dizer que cada indivíduo é diferente e os pais são as melhores pessoas para perceber se está tubo bem. Sempre que houver alguma desconfiança, é importante procurar um profissional para sanar as dúvidas.

Envie seu Comentário