Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Paladar infantil - Tudo começa ainda na gestação

28 de janeiro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

Foto: Genaro Joner / Agencia RBS.

Foto: Genaro Joner / Agencia RBS.

 

Antes de começar este texto, destrua a ideia de que paladar infantil é gostar de comer batata frita, achocolatado e pirulito. Feito? Então, podemos conversar.

Eu não quero filhos comilões e nem chatos para comer. E, para isso, conduzo a alimentação deles com uma rica troca de ideias com a pediatra e a nutricionista.

O blog Fralda Cheia fará uma série de posts sobre o assunto. Serão três textos, começando pela gestação.

Quero que meus pequenos provem de tudo. Tenham sim suas preferências, mas que elas jamais os impeçam de experimentar novos sabores e até voltar a gostar de algo. Na linha “experimente 20 vezes antes de dizer que não gosta”.

“Eu também tenho uma filosofia pessoal que ensinar as crianças a explorar novos sabores mantém a mente aberta para o mundo, diferentes ideias, opiniões diferentes e diferentes culturas. (…) A vida é enriquecida por compromisso, partilha e desafios – e tudo isso pode ser ensinado à mesa.” – está no texto que eu adoro Parenting, Lunchmaking, and Hoping Your Kids Will Love Food, de Amanda Hesser, que já foi editora de gastronomia do New York Times.

Não é só uma questão de saúde! É também cultural. Mente aberta.

É bacana valorizar todos os alimentos. Se a raiz da beterraba tem nutrientes diversos dos talos e das folhas, o que dizer quando os alimentos são diferentes. A nutricionista Rita Lamas alerta: são 4 mil nutrientes que estão por aí. Nenhum alimento substitui o outro totalmente.

Aí que chegamos ao ponto principal deste post: tudo começa na gestação!

O Centro para Ciências do Paladar, na França, analisou mães que comeram balas de anis na gestação. Quando as crianças nasceram, colocaram essência de anis para cheirarem. Filhos das mães que comeram as balas movimentaram a boca como se estivesse lambendo ou sugando. As outras não reagiram ou choraram.

Quando estava grávida, comprava na feira tudo que eu via e que não era oferecido no restaurante da empresa. Queria que meu bebê, ainda na barriga, tivesse acesso a todos os nutrientes e sabores que este mundo oferece.

Estudos recentes apontam que os sabores do que a mãe come interferem na composição do líquido amniótico, onde o bebê fica durante a gravidez. Além disso, há outras pesquisas que mostram que o bebê começa a desenvolver os sentidos no quinto mês de gestação.

- Os estudos ainda são iniciais. Mas se existe indicativos para esta hipótese, por que não investir? Até mesmo porque há os benefícios para a saúde. – comenta Rita Lamas.

Acesso a todos os sabores tende a fazer com que o bebê aceite mais alimentos diversificados após o nascimento. Então, o mesmo tende a ocorrer para o consumo exagerado de açúcar e gorduras ruins.

Duvida?

Cientistas da University of Adelaide, na Austrália, estudaram dois grupos de ratos durante a gravidez e lactação. Um foi alimentado com ração normal. O outro grupo, com uma dieta com mais gordura e açúcar. Os filhos, depois de desmamados, foram colocados para escolher a própria dieta. Aqueles que nasceram das ratas adeptas do junk food optavam mais por alimentos gordurosos.

Além do paladar, bebês gordos ainda na barriga têm maior tendência à obesidade e as doenças que vêm junto. No terceiro trimestre da gestação, o bebê produz células de gordura com mais rapidez. O excesso destas células fica com a gente a vida toda, dificultando o emagrecimento e estimulando a obesidade.

Aguarde as outras duas reportagens da série: sobre o paladar infantil dos 0 aos 2 anos e dos 2 aos 4 anos.

Leia mais posts de Giane Guerra:
Ursinho personalizado a partir de US$ 50

Leitora pergunta qual taxa média cobrada em planos de previdência

Dinheiro para os filhos – Como juntar R$ 85 mil em 20 anos

Mensalidade varia 89% nas melhores escolas de Porto Alegre pelo Enem

Chocalhaço: Mães organizam protesto por segurança em Porto Alegre

Bebê gordo não é sinônimo de saúde

Roubos de carro crescem – Dicas para proteger as crianças

Como reforçar a imunidade das crianças

Da desconfiança ao desmaio: como pais reagem à gravidez de gêmeos

Frase Fralda Cheia: “Coitadinho! Doces e guloseimas fazem parte da infância.”

Negada indenização por gravidez após vasectomia

Bendita diabete gestacional

Nova loja Amamãe já tem data de inauguração

Preço do material escolar sobe acima da inflação em Porto Alegre

Experiência pessoal: Volta ao trabalho, mantendo a amamentação e sem tirar leite

Pais perguntam: Esterilizador de ar funciona mesmo?

Frio provoca soluço sim

“Reação da mãe evitou que roubassem o bebê”. Consultor dá dicas para segurança de crianças.

10 temas para tratar na consulta com o pediatra ainda no pré-natal

Cresce venda de roupa com proteção solar. Saiba como funciona e como comprar.

 

 

Envie seu Comentário