Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dia D de Combate ao Aedes aegypti: como podemos ajudar!

11 de fevereiro de 2016 0

Tire suas dúvidas sobre o combate ao mosquito.

Fonte: Ministério da Saúde

Fonte: Ministério da Saúde

Por Milena Schoeller

O Brasil inteiro se prepara para o Dia D de Combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus, e Febre Chikungunya. Neste sábado, dia 13 de fevereiro, voluntários, exército, técnicos federais, estaduais, e municipais, saem às ruas para terminar com criadouros do mosquito. E nós também podemos, e devemos, nos envolver. Por isso, o Blog Fralda Cheia preparou uma série de informações para que nós possamos ajudar e envolver os pequenos neste dia de conscientização.

O Aedes costuma ter uma circulação maior no verão, em virtude da combinação da temperatura mais quente e chuvas. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada. Segundo o  Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame, dois terços dos criadouros do mosquito estão em residências. Em entrevista ao Gaúcha Repórter nesta quinta-feira (11), ele afirmou que, ao contrário do que muitos pensam, o Aedes se reproduz também em água suja:

- Os cuidados são simples, tem que se eliminar qualquer depósito de água limpa, mas suja também, pois serve de criadouro. Ralo, garrafa pet, tampa de garrafa, latas, enfim, tudo deve ser revisado pelas pessoas, para eliminar a possibilidade de que o mosquito nasça.

Saiba alguns cuidados para evitar o acúmulo de água:

Fonte: Secretaria Estadual da Saúde RS

A Secretaria Estadual da Saúde elaborou uma lista com as principais dúvidas que envolvem o mosquito Aedes aegypti. E o Blog reproduz algumas para que os nossos leitores fiquem em dia com as informações de combate:

Água de piscina é uma ameaça?

Se estiver recebendo o tratamento adequado, com aplicação da quantidade correta de cloro não há problema. Caso contrário, será um criadouro de mosquitos.

É suficiente apenas tirar a água dos potinhos que ficam sobre os vasos?

Não. Os ovos ficam aderidos às laterais internas dos pratos ou ainda nas laterais externas dos vasos. O ideal é optar por pratos que fiquem bem justos ao vaso e lavá-los com água e sabão, utilizando uma bucha para retirada de possíveis ovos.

Ovos ressecados do Aedes também são perigosos?

Sim. Mesmo ressecados, os ovos são perigosos. Eles sobrevivem até um ano sem água e, se neste período entrar em contato com água, o ciclo evolutivo recomeça.

Borrifar inseticida mata os ovos ou apenas os mosquitos adultos?

A aplicação de inseticidas elimina apenas os mosquitos adultos. Por isso, a borrifação dos químicos só é eficaz no caso de surtos ou epidemias. Para matar os mosquitos é preciso acabar com os ovos e as larvas. Caso contrário, outros mosquitos nascerão.

O repelente funciona? Quantas vezes deve ser aplicado por dia?

Os repelentes possuem ação limitada e não eliminam o mosquito, apenas o mantém distante.

Para saber mais sobre o uso de repelentes acompanhe as informações na postagem: como proteger as crianças das picadas de mosquitos.

Velas e incensos ajudam a espantar o aedes?
Velas de citronela ou andiroba têm efeito paliativo. Isto porque o raio de alcance e a duração são restritos.

Aplicar borra de café na água das plantas e sobre a terra ajuda a combater o mosquito?

A eficácia da borra de café não foi comprovada, e a sua utilização não simplifica os cuidados atualmente recomendados que são: a eliminação dos pratos ou a utilização de pratos justos aos vasos, a colocação de areia até as bordas dos pratos ou eliminar a água e lavar os pratos com bucha e sabão semanalmente.

O que devemos fazer ao encontrar larvas do mosquito em um recipiente?

Não devemos jogar em ralos, mas sim diretamente na terra.

Fonte: Secretaria Estadual da Saúde RS

Fonte: Secretaria Estadual da Saúde RS

.

Envie seu Comentário