Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Sobrepeso e obesidade fazem diabetes gestacional dobrar em Pelotas

15 de abril de 2016 0

Por Camila Faraco

Foto: ChameleonsEye

Foto: ChameleonsEye

Um levantamento realizado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), revela que o aumento de sobrepeso e obesidade entre as gestantes dobrou o número de mulheres diagnosticadas com diabetes gestacional em onze anos. A proporção de grávidas com a doença aumentou de 3% em 2004 para 7,5% em 2015.

Os pesquisadores acompanharam mais de 19 mil nascimentos ocorridos em Pelotas nos anos de 1982, 1993, 2004 e 2015 e coletaram dados sobre a saúde e as condições socioeconômicas de mães e recém-nascidos. O estudo aponta que os fatores de risco para a doença são idade materna, excesso de peso, herança genética e histórico pessoal, como diabetes gestacional em gravidez anterior.

De acordo com um dos coordenadores do levantamento, o pesquisador Marlos Domingues, da Escola Superior em Educação Física (Esef) da UFPel, a diabetes gestacional surge durante a gravidez e normalmente desaparece em até seis semanas após o parto. No entanto, mulheres que desenvolvem a doença estão mais propensas a apresentar hipertensão, pré-eclâmpsia e diabetes tipo 2 no futuro. O quadro aumenta ainda os riscos de aborto, parto de feto morto e complicações para a vida do recém-nascido, além de deixá-lo mais propenso à obesidade e ao diabetes.

O diagnóstico é simples e feito por meio de exames de rotina durante a gravidez, como glicemia de jejum, curva glicêmica e hemoglobina glicada. Já o tratamento inclui monitoramento dos níveis de glicemia, adoção de dieta saudável e prática regular de atividade física na gestação. Se a dieta e o exercício não forem suficientes, o médico irá prescrever injeções de insulina para manter o açúcar no sangue em níveis adequados.

Leia também:

Hospital de Clínicas faz pesquisa com mulheres com diabetes gestacional

Mais de 3 milhões de gaúchos já retiraram remédios pela Farmácia Popular

Brasil é referência mundial em aleitamento materno

Bebê gordo não é sinônimo de saúde

Bendita diabete gestacional

O que meu filho precisa comer?

Mãe megera não dá doces para os filhos. Ou seria o contrário?

 

Envie seu Comentário