Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

12 dicas para manter seu filho em segurança

25 de maio de 2016 0

Hoje é o dia internacional para relembrar as crianças desaparecidas.

Por Milena Schoeller

Cartaz utilizado em campanha de Portugal. Imagem: divulgação internet

Cartaz utilizado em campanha em Portugal. Imagem: divulgação internet (clique para ampliar)

Esta quarta-feira (25) é o Dia Internacional da Criança Desaparecida. No mundo todo, e também no Brasil, ocorrem ações para relembrar os pequenos que desapareceram. A data tem origem em 1979. No dia 25 de maio, desapareceu o menino de 6 anos, Ethan Patz, em Nova Iork. Ele nunca foi encontrado. Nos anos seguintes, pais, familiares, e amigos passaram a se reunir sempre no mesmo dia para assinalar a data.

O dia de hoje é tão marcante em alguns países, que até mesmo o Papa Francisco se manifestou nesta quarta-feira (25) sobre o assunto. Disse que é um “um dever de todos proteger as crianças, sobretudo as que estão expostas a um elevado risco de exploração, tráfico, e comportamentos desviantes”, afirmou ao final da audiência pública semanal, que reuniu milhares de pessoas na Praça São Pedro. Logo depois, o pontífice rezou para que todas as crianças desaparecidas possam ser “devolvidas ao afeto dos seus entes queridos”.

E o Blog Fralda Cheia reuniu uma série de orientações repassadas por várias entidades sobre o assunto, a Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas, a Ong Mães da Sé, a Polícia Civil de São Paulo, e a própria Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

1. Ensinar para a criança o nome completo do pai e da mãe. Ensine também o número do telefone de casa, ou de um celular.

2. Faça o RG (Registro de Identidade Civil) da criança o quanto antes.

3. Mantenha atualizados na escola e outras instituições que ele frequenta (clubes, academias, etc.) o endereço, os telefones da família, e o nome das pessoas que devem ser procuradas em alguma necessidade ou emergência.

4. Orientar a criança para não dar informações a estranhos que se aproximem, e que não aceitem doces, balas e brinquedos de desconhecidos.

5. Garantir que a criança esteja sempre acompanhada por alguém de confiança.

6. Quando for pegar seu filho em algum lugar, chegue na hora combinada. Caso vá se atrasar, avise.

7. Procure saber quem são os amigos do seu filho.

8. Ensine a criança a dizer não, ou a gritar Socorro, sempre que se sinta ameaçada ou receosa com a presença de alguém.

9. Nunca tire os olhos de seu filho pequeno em locais de grande movimento.

10. Mostre o que fazer se a criança se perder: procurar um policial ou balcão de informações.

11.  Para os adolescentes, oriente a não manter contato via internet com qualquer pessoa estranha; e não oferecer informações sobre seu cotidiano, endereço e telefone via internet.

12. Converse sempre com o seu filho para conscientizá-las sobre os perigos de conversar com estranhos.

Material distribuído hoje pela Polícia Civil RS

Material distribuído hoje pela Polícia Civil RS

Pra marcar a data no Rio Grande do Sul, o Departamento Estadual da Criança e do Adolescente está fazendo nesta quarta-feira uma ação em Porto Alegre. Confira no Blog Caso de Polícia: Porto Alegre já teve neste ano 408 registros de crianças desaparecidas.

O Ministério da Justiça brasileiro listou os tipos e motivos mais frequentes de desaparecimentos de crianças no Brasil:

- Fuga do lar devido a conflitos familiares.

- Conflitos de guarda: quando há desacordo entre pai e mãe sobre a guarda da criança ou adolescente na hipótese de separação do casal, levando o(a) responsável que não detém a guarda a tomar a criança sem o consentimento do outro.

- Rapto consensual: fuga com namorado(a), por exemplo.

- Perda por descuido, negligência, desorientação.

- Situação de abandono por questões financeiras, deixando a criança em “situações de rua”.

- Vítima de acidente, intempérie, calamidade.

- Tráfico para fins de exploração sexual.

- Sequestro.

- Suspeita de homicídio e extermínio.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

Leia Também

Alerta aos pais: 10 dicas para prevenir a pedofilia

Nós viramos reféns do medo

Roubos de carros crescem – Dicas para proteger as crianças

“Reação da mãe evitou que roubassem o bebê”. Consultor dá dicas para segurança de crianças.

Conheça o Estatuto da Primeira Infância

Prevenção de Acidentes na Infância: dicas e orientações

Envie seu Comentário