Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Como fica o sexo depois dos filhos?

21 de junho de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Ter filhos é maravilhoso, é um amor que não cabe no peito, é transformador, em vários aspectos. O que muita gente não conta é que o sexo também muda depois da chegada deles! Para algumas mulheres, a retomada da vida sexual pode ser bem difícil.

Segundo uma pesquisa feita pelo projeto “Mães que pensam naquilo”, 70% das mulheres têm menos desejo sexual depois do nascimento dos filhos e mais da metade sente dor ou desconforto durante o sexo depois do parto.

O projeto, lançado neste mês, tem uma página no Facebook e um canal no Youtube, além de um site. A intenção, segundo uma das idealizadoras, a publicitária, empresária e mãe Carol Martins, de 31 anos, é esclarecer as mães que enfrentam dificuldades na retomada da vida sexual e incluir também os pais nessa discussão. O objetivo é trazer informações de especialistas e dar espaço para que as mulheres se manifestem.

Mães querem respostas!

“Segundo a pesquisa que fizemos, 80% das mulheres conversam com o parceiro sobre o assunto, mas apenas 22% falam com o médico sobre isso. Quando falam, recebem como resposta que essas dificuldades são normais e que vão passar. Mas a gente quer entender, quer mais que isso, até porque cada mãe, cada mulher, é diferente”.

O projeto surgiu depois que a Carol criou um grupo fechado no Facebook para falar sobre sexo após o parto. Ela teve dificuldades de encontrar respostas para os problemas que estava tendo após o nascimento da filha, como a falta de lubrificação vaginal.

“Na internet, não achei nada falando para mães e criei o grupo fechado. Em um mês, 400 mães estavam participando”.

A amiga da Carol, a jornalista, empresária e mãe Leda Sangiorgio, 39 anos, se identificou com o relato dela e juntas, decidiram criar um canal para discutir o assunto. A pesquisa feita por elas com as mães do grupo revelou que 87% das mães querem compartilhar suas angústias sobre o tema, seja de forma anônima ou não.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

Os hormônios mudam tudo!

Eu conversei com o médico obstetra Breno Acauan, que explicou o que acontece após o parto no corpo da mulher e que faz toda a diferença. O que deixa a vagina sensível e reduz a lubrificação local são os hormônios. Ou a falta deles.

“Logo após o parto ocorre a retirada da placenta, que tem uma função hormonal também, ela produz estrogênio e progesterona. Esses hormônios estão em altas doses no fim da gestação. Com a retirada da placenta, os níveis hormonais da mãe ficam muito baixos. Além disso, a prolactina, que é o hormônio produzido durante a amamentação, inibe os receptores de estrogênio”.

Com a retirada da placenta e a queda no nível dos hormônios, o Dr. Breno explica que a vagina fica “atrófica”, o tecido fica muito fino, o que a deixa mais sensível a um rompimento e à dor no momento da relação sexual. No caso do parto normal, ainda há pequenas lacerações no canal vaginal. O tempo médio de recuperação pós-parto é de duas a três semanas.

A chamada “quarentena”, lembra o Dr. Breno Acauan, foi estipulada há muitos anos, quando ainda não se tinha o conhecimento de hoje sobre a fisiologia da mulher.

Quando as coisas voltam ao normal?

Além do período necessário para a recuperação do organismo da mulher após a gestação e o parto, a questão hormonal ainda pode levar tempo para reequilibrar.

“Durante a gestação, o ovário não funciona, o cérebro das grávidas entende que não precisa estimular o ovário para produzir hormônios. A função ovariana volta ao normal de 60 a 90 dias, em mulheres que não estão amamentando, porque a prolactina compete com o estrogênio”.

Depende de cada mulher

A retomada da vida sexual depende de cada caso, de cada mulher, de cada organismo. O obstetra Breno Acauan lembra que há outros fatores além dos hormonais que influenciam essa questão, como o cansaço e o estresse.

“Costumo dizer que a vida de um casal muda muito depois do filho, eles trazem uma terceira pessoa para a relação que é muito querida, mas que gera um estresse muito grande, tem toda a questão de alimentar, cuidar, a mãe tem que ter disponibilidade para amamentar, não tem um fator só, é um contexto geral”.

Para o especialista, é difícil dizer quando a vida sexual vai ser retomada sem problemas, pois cada organismo se comporta de uma maneira diferente. Mas ele garante: “aos poucos, tudo vai voltando ao normal”.

Ele lembra que existe um recurso para auxiliar as mães na relação sexual, que é um creme à base de estrogênio que é utilizado via vaginal. Por isso, é importante a mulher conversar com o seu ginecologista a respeito do desconforto durante o sexo.

Cicatrizes do parto

Às vezes, no parto normal, é preciso fazer um pequeno corte no períneo, chamado episiotomia, que pode ou não dificultar o sexo após o parto. De acordo com o obstetra Breno Acauan, é uma pequena abertura, em que é feito um corte na mucosa, na musculatura e na pele. Ele esclarece que existem diversos tipos de episiotomia e que nem sempre ela vai trazer problemas para a mãe no sexo, como dor no local. Em algumas semanas, isso deve passar.

No caso do parto cesárea, a mulher costuma perder a sensibilidade na região da cicatriz, o que não deve trazer dificuldades no sexo. De qualquer forma, no período de três a seis meses, isso deve voltar ao normal.

Leia também:

Cuidados com a mãe no pós-parto

Depressão Pós-Parto: o que é e como ajudar!

“Ser mãe é um plus”: vídeo trata do mais emocionante emprego do mundo!

Médicos não poderão mais fazer cesáreas eletivas antes da 39ª semana de gestação

Justiça condena Furg a pagar pensão vitalícia a criança que teve sequelas após parto

Gravidez não é doença: o que a gestante pode fazer?

Prematuro: o que fazer quando o bebê nasce antes da hora?

Envie seu Comentário