Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Zika vírus faz dobrar pedidos por pílulas abortivas no Brasil

24 de junho de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Carlinhos Rodrigues / Agencia RBS

Foto: Carlinhos Rodrigues / Agencia RBS

Os pedidos por pílulas abortivas mais que dobraram no Brasil após o início da epidemia do zika vírus. A informação foi divulgada nesta semana pelo coletivo internacional Women on Web, que é favorável ao aborto. O Brasil foi o país da América Latina que teve o maior aumento no número de solicitações de medicação abortiva feitas à entidade: os pedidos cresceram 108%.

Essa ONG tem sede em Amsterdã, na Holanda, e envia pelo correio pílulas abortivas para mulheres que vivem em países onde o aborto é limitado ou proibido, caso do Brasil. A Women on Web lançou uma campanha para ajudar grávidas contaminadas pelo zika a interromper a gestação, pelo risco do bebê nascer com microcefalia.

Polêmica

O assunto é muito polêmico. Em fevereiro deste ano, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu que os países atingidos pelo zika vírus permitissem o acesso de mulheres à contracepção e ao aborto. O Alto Comissário para os Direitos Humanos da ONU, o jordaniano Zeid Ra’ad al-Hussein, apelou principalmente aos países sul-americanos.

Os governos de alguns países chegaram a recomendar que as mulheres adiassem a gravidez em função da proliferação do zika vírus. O Rio Grande do Sul deu essa orientação à população.

Uma pesquisa Datafolha, divulgada em fevereiro, mostrou que a maioria dos brasileiros é contra o aborto por grávidas infectadas pelo zika vírus, mesmo com a confirmação da microcefalia no bebê. Conforme o levantamento, 58% se posicionaram contra a interrupção da gestação nesses casos, 32% defenderam o aborto e 10% não opinaram.

E você? O que pensa sobre o assunto? Deixe a sua opinião para a gente!

Leia também:

Após aumento de casos de zika, Secretaria da Saúde do RS orienta mulheres a adiarem gravidez

Mitos e verdades sobre infecção pelo Zika

Brasil já registra mais de 1600 casos de microcefalia

OMS decreta emergência internacional devido ao Zika Vírus

Brasil vai participar de estudo sobre efeitos do zika vírus em grávidas e bebês

Gestantes podem utilizar repelentes sem restrições, segundo Anvisa

Risco de feto infectado pelo zika ter microcefalia varia entre 1% e 13% no primeiro trimestre da gestação

Envie seu Comentário