Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Número de mortes acidentais de crianças e adolescentes caiu 31% no Brasil

31 de agosto de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

No Dia Nacional de Prevenção de Acidente (30), a ONG Criança Segura divulgou um levantamento que mostra a redução das mortes acidentais de crianças e adolescentes de até 14 anos no Brasil. A redução é de 31% entre 2001 e 2014. No primeiro ano, foram registradas 6.190 vítimas, contra 4.316 no último.

Tipos de acidentes com morte

Nesse período, as mortes por acidentes no trânsito (-34%) e afogamentos (-32%) tiveram redução em todo o Brasil. Também diminuíram significativamente os números de vítimas por quedas (-39%), queimaduras (-41%) e mortes por armas de fogo (-54%).

Já os óbitos por sufocamento e intoxicação cresceram 7% e 1%, respectivamente.

Internações de crianças e adolescentes

O levantamento da ONG Criança Segura também mostra que, no período entre 2008 e 2015, o número de internações de crianças e adolescentes em função de acidentais aumentou 8%, passando de 110.587 para 119.923.

Os casos por queimaduras aumentaram 37%, bem mais que a média de 8%, e por acidentes de trânsito, subiram 19%;

Já as hospitalizações por afogamentos diminuíram 47%. Internações por quedas, sufocação e intoxicação caíram 3%, 1% e 20%.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Faixa etária

Os dados da ONG Criança Segura mostram também que, entre 2001 e 2014, houve crescumento de 2% nas mortes acidentais de crianças menores de um ano de idade.

Já na faixa de cinco a nove anos, houve redução nos óbitos de 43%. Na faixa etária de um a quatro anos e de 10 a 14 anos, foi registrada uma média de 31% no total de vítimas.

No caso das internações, as faixas etárias de menor de um ano e de um a quatro anos registraram aumentos de 22% e 23%, respectivamente. Já a faixa de cinco a nove anos apresentou quase nenhum aumento no intervalo de tempo analisado (1%), estando abaixo da média geral. A faixa etária de 10 a 14 anos teve aumento de 7% nas hospitalizações.

Saiba mais

Mais informações podem ser conferidas na publicação “15 anos de atuação da Criança Segura no Brasil: Análise de indicadores de mortes e internações por acidentes na infância e adolescência desde 2001″.

Leia também:

Prevenção de Acidentes na Infância: dicas e orientações

Criança caiu e bateu a cabeça: e agora? Saiba o que fazer!

Campanha alerta sobre riscos de cordões de cortina e persianas para crianças

Atenção para os cuidados que podem salvar a vida de seus filhos

Alerta: Em cinco anos, 4 mil crianças foram hospitalizadas no Brasil por acidentes em parquinhos

Brigadianos salvam vida de bebê afogado com leite na região metropolitana

12 dicas para manter seu filho em segurança

Envie seu Comentário