Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Proteste sugere recall de três modelos de cadeira de alimentação para bebês

30 de setembro de 2016 0

Por Marcela Panke

Imagem de divulgação

Imagem de divulgação

A Proteste, uma associação sem fins lucrativos de direito do consumidor, avaliou cinco modelos de cadeiras altas para alimentação de crianças de seis meses a três anos de idade (ou até 15 quilos). A conclusão é preocupante: apenas uma delas foi considerada 100% segura e três devem ser retiradas do mercado, na avaliação da entidade. A Proteste também pediu ao Inmetro a revisão da certificação desses modelos.

Foram avaliados os seguintes modelos:

- Bon Apetit, da Burigotto;
- Pocket Lunch, da Chicco;
- Standard, da Galzerano;
- Recreio, da Lenox Kiddo;
- Teddy Alta, da Tramontina.

A justificativa para a análise é o risco que as cadeiras podem oferecer às crianças: 13% dos acidentes de consumo registrados no Brasil, entre 2006 e 2014, foram causados por itens específicos para crianças, perdendo apenas para utensílios domésticos.

Única aprovada

A única cadeira de alimentação aprovada no teste foi a Recreio, da Lenox Kiddo. Esse modelo foi eleito o melhor do teste por não apresentar nenhuma falha
de segurança, ser versátil e fácil de usar.

Avaliação média

O modelo Teddy Alta, da Tramontina, não foi bem avaliado com relação à versatilidade, por não ter apoio para os pés da criança e bandeja com porta copo.

Reprovadas

O modelo Bon Apetit, da Burigotto, foi reprovado porque possui fendas maiores do que 7 mm e menores do que 12 mm, suficientes para prender o dedo de uma criança de até 3 anos. Além disso, sua borda superior tem um raio menor do que 5 mm, o que também é considerado um perigo.

A fivela da cadeira Pocket Lunch, da Chicco, se abriu com um força menor do que 40 Newtons (medida de força), o que é um risco para uma criança de até 3 anos. Isso significa que, nessa faixa etária, a criança consegue abrir esse dispositivo e se levantar com facilidade, correndo o risco de cair.

O modelo Standard, da Galzerano, sofreu sérias avarias quando foi submetido a impactos semelhantes aos do dia a dia. A bandeja e o assento quebraram, demonstrando má qualidade do material. Além disso, sobraram pontas que podem ferir a criança.

Confira o resultado da avaliação da Proteste na tabela (clique em cima para ampliar):

Imagem de divulgação / Proteste

Imagem de divulgação / Proteste

A Proteste esclareceu que os produtos testados foram comprados anonimamente nas lojas e que os laboratórios que fazem as análises são independentes e não têm seus nomes divulgados.

Confira o que dizem as fabricantes das cadeiras de alimentação reprovadas e da cadeira que não foi bem avaliada em um dos quesitos:

BURIGOTTO

“Esclarecemos que o nosso produto Cadeira de Refeição Bon Apetit – Referência IXCR3045, atende a todas as exigências de segurança das normas e regulamentos existentes no Brasil, sendo testado e aprovado consecutivamente por vários anos de acordo com a norma brasileira ABNT NBR 15991 1-2.

Ressaltamos que o referido produto pode ser comercializado pelos lojistas e utilizado pelos consumidores com segurança.

Entraremos em contato com a Proteste para a devida comprovação de que o produto atende às normas acima citadas.”

GALZERANO

“A Galzerano informa que o modelo de cadeira alta Standard encontra-se certificado desde 31/07/14, tendo passado por ensaios de manutenção em 29/07/15 e 13/06/16, sendo que em todas as ocasiões foram realizados todos os ensaios prescritos nas normas e regulamentos previstos e em nenhum deles foi apresentada qualquer não-conformidade.

Tomamos conhecimento dos ensaios realizados pela Proteste, o qual aponta que este nosso produto apresentou ruptura na estrutura da bandeja quando ensaiado nos quesitos 6.2 (Ensaio de impacto) e 6.10 (Ensaio de carga estática vertical do assento) da NBR 15991:2011-2, fato que muito estranhamos, pois em nenhum desses 2 requisitos existem ensaios prescritos para a bandeja, item apontado como não-conforme.

Desta feita, sem desmerecer a iniciativa dessa organização, não temos como apurar os resultados apresentados, pois são falhos e não seguiram as prescrições da norma e do regulamento em tela.”

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

CHICCO

“A ARTSANA BRASIL LDTA, detentora da marca CHICCO, confirma que todos os seus produtos, inclusive as cadeiras altas de alimentação, atendem a todas as exigências do INMETRO, inclusive a norma brasileira mencionada ABNT NBR 15991/2001 que asseguram total segurança dos produtos. O produto testado “Pocket Lunch” está certificado sob o registro Nº 006911/2014. Contudo, é importante mencionar que já existe uma versão mais moderna, com características diferentes do modelo testado.
A Chicco visa sempre antecipar as inovações e exigências do mercado e exceder os parâmetros de segurança e desta forma, o modelo atual (comercializado desde Abril de 2016) apresenta um novo fecho mais moderno de trava unificada diferente daquele testado pela Proteste.
A Artsana reitera seu compromisso com a qualidade e segurança dos seus produtos inclusive com o modelo “Pocket Lunch”, o qual foi submetido também a testes dinâmicos baseados nos mais rigorosos testes europeus e atenderam aos seus requisitos.
Com mais de 50 anos de atuação no mercado, a CHICCO sempre obteve excelentes desempenhos em todos os itens de segurança da norma referida.
Portanto gostaríamos de esclarecer a todos os consumidores que os produtos CHICCO adquiridos não apresentam nenhuma não conformidade e encontram-se dentro dos requerimentos exigidos por Lei.
Caso algum cliente necessite de mais informações, fora as descritas acima, por gentileza peçam que entrem em contato com o SAC através de e-mail sac.brasil@artsana.com ou telefone (11) 2246-2129.”

TRAMONTINA

“A cadeira de alimentação para crianças Teddy Alta, da Tramontina, é fabricada e comercializada atendendo aos requisitos estabelecidos nas portarias publicadas pelo Inmetro.”

Confira dicas de segurança divulgadas pela Proteste (clique em cima para ampliar):

Divulgação / Proteste

Divulgação / Proteste

Leia também:

Teste: Apenas um modelo de carrinho de bebê é considerado de boa qualidade

Cadeirinha no carro: saiba a maneira correta e segura de utilizar

Confira dicas de segurança para crianças e adolescentes de zero a 18 anos

Nenhuma cadeirinha recebe nota máxima em teste de segurança

Médicos gaúchos alertam para risco de traumatismo craniano em crianças que usam andadores

Envie seu Comentário