Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Novo relatório médico "libera" chupeta e fórmula artificial para recém-nascidos

25 de outubro de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS

Um relatório divulgado nesta terça-feira (25) descarta alguns conselhos que eram dados até hoje para as mães de recém-nascidos. A revisão de evidências científicas mostrou, por exemplo, que evitar a chupeta não tem nenhum efeito sobre a amamentação. Aliás, a chupeta é recomendada para reduzir o risco de síndrome da morte súbita infantil, a principal causa de morte de bebês nos Estados Unidos.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Outro conselho que foi refutado no relatório é a amamentação exclusiva com leite materno nos primeiros dias de vida do bebê. O documento destaca que evitar fórmulas infantis pode aumentar o risco de desidratação e de reinternação de bebês durante a primeira semana de vida. O relatório assinala que o leite materno nem sempre é produzido imediatamente, podendo levar de quatro a sete dias.

Nos Estados Unidos, de 1% a 2% de todos os recém-nascidos precisam ser internados novamente na primeira semana de vida e o risco é de aproximadamente o dobro para aqueles que são alimentados exclusivamente com o leite materno.

O relatório foi divulgado pela Força-tarefa de Serviços Preventivos dos Estados Unidos (USPSTF), que é uma comissão independente de especialistas.

Leia também:

Dilema: dar ou não dar chupeta para o bebê?

Até quando a criança pode tomar mamadeira? Confira a opinião de especialistas!

Brasil é referência mundial em aleitamento materno

Funchicórea para a cólica do bebê: pode?!

Entidade médica sugere que bebês durmam no quarto dos pais até 1 ano de idade

Envie seu Comentário