Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Hospital Presidente Vargas precisa de doações de leite; estoque é suficiente para apenas dois dias

08 de novembro de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Cristine Rochol / prefeitura de Porto Alegre

Foto: Cristine Rochol / prefeitura de Porto Alegre

O Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), está com baixo estoque de leite materno e precisa de doações.

A unidade possui leite suficiente para apenas dois dias de consumo. O local tem capacidade para processar a demanda de 100 litros de leite humano por mês, quantidade que seria suficiente para suprir as necessidades dos bebês internados na neonatologia.

Para doar, as mães devem entrar em contato com Banco de Leite Humano, que fica na avenida Independência, 661, esquina com rua Garibaldi, telefone 3289-3334.

O hospital vai confirmar os critérios de doação e repassar orientações iniciais para esgotar as mamas manualmente e armazenar o leite com segurança, até que a doadora possa se dirigir ao Banco de Leite para a primeira doação. Depois, a equipe começa a buscar o leite direto na residência.

Quem pode doar?

Toda mãe que estiver amamentando, com excesso diário de leite (no mínimo em torno de 50ml), desde que esteja clinicamente saudável.

Como doar?

Primeiro, a mãe deve entrar em contato com o hospital, que vai confirmar os critérios de doação e repassar orientações de como retirar e armazenar o leite, até que a doadora possa ir até o banco de leite. Depois da primeira doação, o hospital começa a buscar o leite na casa da doadora.

Onde fica o hospital?

Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas:
Avenida Independência, 661, esquina com rua Garibaldi, 6º andar
Telefone: 3289-3334

Por que doar?

O leite materno aumenta a imunidade, diminui o risco de doenças infecciosas e diarreias, além de atuar no sistema cognitivo. Para os bebês prematuros, o leite materno é fundamental na luta pela sobrevivência. Nesses casos, as mães, sob estresse, muitas vezes não conseguem produzir a quantidade suficiente para alimentar os filhos internados.

Leia também:

Rio Grande do Sul tem apenas seis bancos de leite humano ativos

Bebês que mamam no peito ganharão salários maiores quando adultos

Campanha arrecada leite, fraldas e itens de higiene para crianças que vivem em presídios

Envie seu Comentário