Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Como as grávidas podem se proteger do mosquito transmissor da zika

29 de novembro de 2016 0
Foto: Adriana Franciosi

Foto: Adriana Franciosi

Verão chegando e cresce a preocupação com a proliferação do mosquito que transmite o vírus da zika. Preocupação maior ainda para as gestantes, já que o Brasil enfrentou uma epidemia de microcefalia causada por este vírus. Recentemente a Organização Mundial da Saúde retirou a situação de alerta mundial, mas este não é motivo para descuidar.

Quem mora na região Sul deve ficar bem alerta, pois ainda não teve o contato massivo com a doença, alerta o médico ginecologista e obstetra Jorge Alberto Telles: “Realmente temos que reforçar os cuidados no nosso verão. O primeiro cuidado é atentarmos para as medidas de combate ao mosquito em casa, relacionados a água parada, já bem divulgados. Segundo atentar que não sabemos como a zika vai evoluir nosso país. No Nordeste a epidemia recuou expressivamente, possivelmente pelo aumento do número de pessoas que tiveram contato com o vírus e ficaram imunes. Não é a nossa situação imunológica e cogita-se inclusive iniciar a vacinação nacional pelo nosso estado para diminuir a chance de disseminação dessas doenças por aqui”, explicou o médico.

O profissional esclarece também que o uso de repelentes costuma ser uma medida eficaz. O mercado disponibiliza três tipos de produtos: A Icaridina, que é o mais indicado, segundo Telles, e tem duração de cerca de dez horas. O DEET, que pode durar até seis horas  e o IR3535, que tem curta duração, cerca de duas horas. Tem também os repelentes ditos naturais, que tem duração menor que uma hora.

Apesar de não sabermos como será a proliferação do vírus no Estado, Telles acredita que não há motivos para adiar uma gestação planejada. Também não é necessário pânico, caso a gestante perceba que foi picada pelo inseto transmissor: “O mosquito Aedes é muito comum no nosso meio. Assim não deve-se ter pânico… em caso de dúvida, consulte seu obstetra”, tranquiliza.

Dicas do Ministério da Saúde

• Adoção de medidas que eliminem a presença de mosquitos transmissores de doenças e seus criadouros (retirar recipientes que tenham água parada e cobrir adequadamente locais de armazenamento de água);

• Proteção contra mosquitos, com portas e janelas fechadas ou teladas;

• Uso de calça e camisa de manga comprida e com cores claras;

• Denúncia de locais com focos do mosquito à prefeitura;

• Mosquiteiros proporcionam boa proteção pra aqueles que dormem durante o dia (por exemplo: bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos);

• Uso de repelentes indicados para gestantes;

O Ministério da Saúde orienta as mães também através da Caderneta da Gestante:

caderneta

 

Leia também:

Evitar a proliferação do Aedes aegypti é a melhor forma de prevenção

9 dicas para proteger seu filho das picadas de mosquito!

Meu filho foi picado por mosquitos: e agora? Que sintomas exigem atenção?

rodapé MatInset Blog NOVO

 

Envie seu Comentário