Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Anvisa suspende fabricação da vacina BCG, obrigatória para bebês

22 de dezembro de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS

Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a fabricação da vacina BCG produzida pela Fundação Ataulpho de Paiva, do Rio de Janeiro, única fabricante do país. A vacina BCG é obrigatória para menores de um ano e imuniza contra a tuberculose. A aplicação deve ser feita o mais cedo possível, de preferência logo após o nascimento.

A suspensão na fabricação se deve ao “descumprimento de requisitos de Boas Práticas de Fabricação para a fabricação de produtos injetáveis”. A Anvisa não detalhou as falhas na atenção à norma. A agência informou ainda que verificou que os processos utilizados pela empresa na identificação de desvios de qualidade e suas causas não são eficientes.

Postos continuarão vacinando

A Anvisa esclareceu que as doses da vacina BCG que já estão no mercado, seja em postos de saúde, seja em clínicas particulares, podem continuar sendo utilizadas. Segundo a agência, os lotes são submetidos a testes de controle de qualidade pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) antes de serem liberados para o consumo.

O Ministério da Saúde informou que os postos de saúde de todo o país continuarão disponibilizando a vacina BCG, pois há estoques suficientes;

A vacina BCG é feita em dose única obrigatoriamente no primeiro ano de vida do bebê ou no máximo até quatro anos.

Leia também:

Secretaria de Saúde restringe vacinação da Hepatite B na Capital

Meninos também serão vacinados contra o HPV

Adolescentes serão vacinados contra meningite C a partir do ano que vem

Sociedade de Pediatria atualiza orientações para aplicação de vacinas

Envie seu Comentário