Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Homem adota 22 crianças portadoras de HIV abandonadas pelos pais

15 de fevereiro de 2017 0

Conheça a história emocionante que transborda amor e carinho

Por Milena Schoeller

Imagem: Reprodução Youtube

Imagem: Reprodução Youtube

Vejam que história bacana divulgada pelo portal britânico indy100 e nas redes sociais. Ocorreu na Índia. Rajib Thomas adotou 22 crianças que foram abandonadas pelos pais, depois de serem diagnosticadas com HIV. Todas estão morando com ele em Mumbai, uma das maiores cidades da Índia. Ele já tem dois filhos adolescentes biológicos. E agora, está responsável pela saúde e educação dos outros 22 adotados.

Ele contou sua história no Facebook, e ganhou admiradores de todo o mundo. Veja o relato emocionante:

O Início

Eu estava passando próximo ao hospital DY Patil quando eu vi uma garota dormindo do lado de fora. Tão fraca a ponto de ver seus ossos. Eu descobri que ela era HIV positivo e tinha perdido os dois pais. Eu perguntei o que ela gostaria de comer, e ela disse macarrão. Mas eu não poderia achar naquele momento. Então eu prometi a ela que eu iria voltar no dia seguinte. Ela faleceu naquela noite, e o incidente me assombrou. Então eu fui ao hospital, e pedi para que entrassem em contato comigo se houvesse outras crianças assim no futuro”.

As primeiras adoções

“Duas dessas crianças foram enviadas para mim. Então, em 2009, eu aluguei um apartamento para minha esposa, meus dois filhos, e as duas crianças HIV positivas. No início foi difícil. Nós providenciamos um colchão para que minhas quatro crianças dormissem. E as pessoas começaram a doar: camas, alimentos e dinheiro. Minha família de quatro pessoas, lentamente expandiu para 24, com mais e mais crianças portadoras de HIV sendo enviados a mim”.

O apoio da família

“Minha esposa tem sido um apoio sólido e não fazemos diferença entre os nossos filhos. Nós repreendemos a todos, amamos a todos, e damos os mesmos presentes. Minha esposa cozinha para todos os nossos 24 filhos, cuida da medicação deles, leva-os para o médico. Tentamos dar a todos uma boa educação e ter certeza de que eles têm uma vida que vale a pena ser vivida”.

“Com amor e carinho, tudo é possível”

“Um incidente que eu nunca vou esquecer é de um menino que foi abandonado por seus pais, e nos trouxeram na última fase da tuberculose e do HIV. Nós o pegamos, demos comida. Nós começamos a rir ao redor dele, fazendo com que brincasse conosco. Derramamos tanto amor que ele tinha que se recuperar! Ele não era capaz de se levantar. Dentro de duas semanas, ele estava correndo por toda parte! Essa é a parte mais gratificante sobre o que eu faço: posso orgulhosamente dizer que minha família de 24 pessoas está transbordando de amor! Ser HIV positivo não significa que eles têm que cortar a vida. Eles podem viver como qualquer pessoa normal. Eu estou aqui para salvá-los e dar-lhes uma vida longa. E com amor e carinho, tudo é possível. Essas crianças me chamam de ‘Papai Reji’ e é dever de um pai proteger. Eu não sou alguém especial, sou apenas um pai cuidando dos filhos “.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Leia Também

“Não é necessário ter um bebê para ter um filho”, diz mãe que ampliou perfil de adoção

Não diga a meu filho que homem não chora!

Deixe o amor te surpreender – campanha incentiva adoção de crianças fora do perfil mais buscado

Desinformação impede que solteiros adotem crianças

Justiça divulga informações de crianças e adolescentes disponíveis para adoção no Estado

Envie seu Comentário