Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Antibióticos durante a gravidez aumentam chance de otite em crianças

27 de março de 2017 0

Por Elisandra Borba

Foto: Radu Bercan

Foto: Radu Bercan

Uma pesquisa divulgada pelo The Journal of Pediatrics, publicação científica voltada para a área infantil, concluiu que o uso de antibióticos durante a gravidez aumenta a possibilidade da criança desenvolver otite média. Os riscos são ainda maiores quando a ingestão acontece na fase final da gravidez, aumentando a necessidade de colocação de tubos de ventilação (drenos).

O estudo foi feito com 700 crianças. As informações sobre o uso de antibióticos maternos e outras exposições durante a gravidez foram coletadas e os episódios de otite média foram registrados em um diário por 3 anos. 37% das mães receberam antibióticos durante a gravidez, o que foi associado a um risco aumentado de otite média. O risco de receber tubo de ventilação foi especialmente associado aos antibióticos do terceiro trimestre.

Segundo o artigo, os antibióticos podem perturbar a colonização bacteriana materna e uma nova contaminação bacteriana da mãe podem desencadear processos de doença duradoura na vida perinatal ou afetar a colonização mais precoce da criança por transmissão vertical. A otite média é uma das infecções mais comuns na primeira infância.

A imunidade mais baixa da gestante é uma porta aberta para infecções e enfermidades. Muitas vezes os tratamentos podem ser realizados sem a necessidade de antibiótico, mas o médico é o profissional que vai avaliar a real necessidade da gestante ingerir o medicamento. Os riscos x benefícios são avaliados pelo profissional. A gravidez, mas do que nunca, não é momento para automedicação.

 

Envie seu Comentário