Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "bebês"

Pediatra toca música e menina em tratamento contra o câncer encanta dançando

26 de março de 2017 0

Por Sibeli Fagundes

dança

Era para ser apenas mais um dia de tratamento contra o câncer para crianças internadas no Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto, São Paulo, mas um pediatra fez a diferença. Paulo Martins contou em sua página no Facebook que ao visitar a enfermaria viu que muitos adolescente internados sofriam com a ociosidade, além das agruras do tratamento.

Ele, então, combinou que no outro dia iria levar um ukelele pra tocar. Martins cumpriu a promessa e fez o tour musical pela enfermaria da oncologia, atendendo pedidos dos pacientes. O pediatra foi de quarto em quarto tocando e cantando por duas horas sertanejo, rock e até música gospel.

No caminho, ele notou que um menininha acompanhava os passos dele com o olhar, dançando do lado de fora da porta de um dos quartos. Quando o pediatra saiu do último local, ela estava na porta esperando, curiosa.

Paulo Martins disse que ficou envergonhado quando pediram para cantar para a garotinha, porque não sabia nenhuma música infantil. O pai da menina então falou que ela gostava de Marília Mendonça. Ele tocou e cantou e ela dançou sem parar, uma música após outra.

“Comecei a tocar, baixinho, e na medida que os acordes e a letra iam fluindo, seus passos magicais foram me acompanhando”, relata. “Toquei e ela dançou divinamente bem. ”

Paulo Martins pediu permissão ao pai dela para publicar o vídeo, mas nunca imaginou que ele teria tanta repercussão. Na página dele, havia hoje mais de 217 mil visualizações me mais de 3,2 mil compartilhamentos. Uma clínica de vacinas também compartilhou e as imagens já foram vistas por mais de 8,3 milhões de pessoas.

“Hoje, dias após, vejo que essa tarde, aparentemente tão simples, ganhou uma repercussão que eu jamais imaginaria. Mensagens, ligações, apoio. Me lembrei de todas as vezes em que meu jeito foi criticado, desde a graduação, até mesmo na residência. Mas não há dúvidas: quando a gente faz o que gosta, do jeito que gosta, dá certo. Nesta tarde, todos ganhamos.”

Gestante tem surpresa ao ter gêmeo em ambulância do Samu em Passo Fundo

13 de março de 2017 0

Por Sibeli Fagundes

A mãe não sabia que estava grávida de gêmeos   Divulgação/Samu

A mãe não sabia que estava grávida de gêmeos Divulgação/Samu

A segunda-feria começou diferente para o pessoal do Samu de Passo Fundo. Pouco depois do amanhecer a equipe foi chamada para atender uma mulher de 31 anos que estava em trabalho de parto. Quando chegaram ao endereço, os socorristas a encontraram já com um bebê.

Os dois receberam os primeiros socorros e foram levados pelo Samu para o Hospital da Cidade. No caminho, ela começou a ter novas contrações. A técnica em enfermagem, Luci Santos, perguntou se ela estava grávida de gêmeos, mas a mulher não sabia. Ela não havia realizado pré-natal.

Quando os socorristas pararam a ambulância na porta do hospital, nasceu o segundo menino. Os enfermeiros da emergência e a médica pediátrica auxiliaram no parto dentro do veículo.

Devido o peso das crianças e o tempo gestacional, os dois bebês foram encaminhados para o CTI Neonatal. A mãe e os meninos estão bem.

Quem nos trouxe a história foi o repórter Lucas Cidade, da Rádio Uirapuru, da rede Gaúcha Sat.

Leia também:

Como prevenir o parto prematuro

9 fatos que ninguém conta sobre o parto

As mais acessadas da semana!

27 de janeiro de 2017 0

Todas as sextas, nós postamos pra você um resumo dos assuntos que geraram maior interesse dos nossos leitores e ouvintes na semana. Fique bem informado acompanhando o Top5 do blog Fralda Cheia.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

1º Mãe de primeira viagem tem bebê de 6kg por parto normal

Brian virou sensação nas redes sociais

Brian virou sensação nas redes sociais

 2º Bela Gil ingeriu a placenta do último parto, em maio deste ano

Foto: Reprodução Instagram

Foto: Reprodução Instagram

3º 9 fatos que ninguém conta sobre o parto

Foto: Jornal Zero Hora

Foto: Jornal Zero Hora

4º O que levar na mala da maternidade? Confira dicas!

Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

5º Bebê nasce na Free Way

Reprodução Facebook

Reprodução Facebook

Acompanhe as reportagens mais acessadas da semana passada!

Secretaria de Saúde restringe vacinação da Hepatite B na Capital

31 de outubro de 2016 0

Foto: Rafaela Martins/Agência RBS

Os postos de saúde de Porto Alegre estão restringindo a vacinação de Hepatite B, em razão do baixo estoque.  Apenas hospitais e maternidades estão disponibilizando as doses.

Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, que repassa as vacinas para o Município, o Ministério da Saúde repassou um número menor de doses neste mês. Não há previsão de normalização do serviço.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que a distribuição da vacina para hepatite B está regularizada em todo o País. Afirmou ainda que, em outubro, foram enviadas 96 mil doses para o Rio Grande do Sul, o que corresponde a 100% da média mensal enviada  ao Estado.

A vacina contra o vírus da hepatite B está indicada para todas as pessoas, em um esquema de três doses. A primeira dada nas primeiras horas de vida, a segunda, entre um e dois meses após a primeira dose, e a terceira,  seis meses após a primeira.

Leia também:

Sociedade de Pediatria atualiza orientações para aplicação de vacinas

Sarampo está erradicado das Américas

Meninos também serão vacinados contra o HPV

Adolescentes serão vacinados contra meningite C a partir do ano que vem

Clínicas de Porto Alegre oferecem vacinas contra a meningite

Unicef aponta que menos de 20% das crianças até 2 anos recebe nutrientes suficientes

14 de outubro de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Emerson Souza / Agência RBS

Foto: Emerson Souza / Agência RBS

Relatório divulgado nesta sexta-feira (14) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), mostrou que somente uma em cada seis crianças com menos de 2 anos recebe alimentos em quantidade e diversidade suficientes para a idade. O número corresponde a pouco mais de 16% das crianças nessa faixa etária.

Segundo o Unicef, os bebês têm necessidade de nutrientes maior do que qualquer outra fase da vida, quando o cérebro, os ossos e o físico estão em desenvolvimento. Conforme o órgão, as crianças que não recebem quantidade e qualidade de alimentos indicados, correm risco de ter danos mentais e físicos irreversíveis.

Falta quantidade e falta variedade

Conforme o relatório, chamado “Desde a primeira hora de vida”, a introdução alimentar tardia, o número reduzido de refeições e a falta de variedade de alimentos são comuns no mundo. A recomendação é que os alimentos sólidos sejam introduzidos na alimentação do bebê a partir dos 6 meses de idade. Contudo, conforme o levantamento do Unicef, um terço de todas as crianças do planeta só começa a consumi-los mais tarde. Um em cada cinco bebês só recebe alimentos sólidos depois dos 11 meses de vida!

O relatório mostra ainda que apenas 52% das crianças entre 6 e 23 meses recebem o número mínimo de refeições diárias indicados para a sua idade. Além disso, menos de metade das crianças recebe diariamente alimentos de pelo menos quatro grupos diferentes.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Quase metade das crianças sofre de anemia

O levantamento da Unicef revela que quase metade das crianças do mundo em idade pré-escolar sofre de anemia e metade das crianças entre os 6 e os 11 meses não recebe nenhum tipo de alimento de origem animal.

O Unicef projeta que melhora da nutrição as crianças menores de 2 anos poderia salvar 100 mil vidas por ano. A organização sugere investimentos dos governos e do setor privado para mudar esse quadro, com transferências em dinheiro ou alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade social, além de estímulo em programas de diversificação de colheitas e enriquecimento de alimentos básicos.

Leia também:

Quando o bebê pode começar a comer feijão?!

Qual a importância do café da manhã para a saúde das crianças?

Diabetes em crianças: como identificar e tratar?

Estudo mostra que quase 100% dos lanches das crianças do país contêm frutas

Crianças devem consumir no máximo seis colheres de chá de açúcar por dia, orienta associação

Postos de saúde abrem neste sábado para vacinação

23 de setembro de 2016 0

Por Maria Eduarda Fortuna

Foto: TK Helena / Agencia RBS

Postos abrem das 8h às 17h Foto: TK Helena / Agencia RBS

Os postos de saúde do Estado estarão abertos neste sábado no Dia D de Mobilização Nacional da Campanha de Multivacinação 2016. Em Porto Alegre, as 141 unidades de saúde do município vão realizar atendimento das 8h às 17h.

A campanha visa a colocar em dia a vacinação de crianças com até cinco anos incompletos, adolescentes de 09 a 15 anos. No Rio Grande do Sul, mais de 1,6 milhão de crianças e jovens fazem parte dessas faixas etárias.  Os pais ou responsáveis devem levar a caderneta de vacinação para conferência das doses em atraso.

O estado recebeu 1,2 milhão de doses para a campanha, que segue até o dia 30. Em Porto Alegre, é dia de passe livre nos ônibus.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Leia também:

Atenção pais: começa campanha de multivacinação

Benefícios da vacina do rotavírus são muito maiores que os riscos

Escolas de Porto Alegre poderão denunciar ao Conselho Tutelar crianças sem vacinação em dia

Bebês menores de seis meses são imunizados contra a gripe pelo leite da mãe vacinada

OMS esclarece que vacinas oferecidas a gestantes no Brasil são seguras

A vacina contra o HPV é segura?

Instituição que acolhe crianças em Porto Alegre é arrombada e precisa de ajuda

01 de setembro de 2016 2

Por Lucas Abati

sos

Uma das sedes da SOS Casas de Acolhida de Porto Alegre que foi arrombada nesta semana pede a doação com urgência de materiais de higiene e alimentos que foram levados pelos criminosos. São 25 crianças atendidas, sendo 18 bebês.

De acordo com a instituição, os itens de maior urgência são fraldas tamanho M e GG, pomadas, lenços umedecidos e leites Nestogeno 1 e Leite Ninho. Até as mamadeiras foram levadas.

Sistema de alarme

Para evitar novas invasões, a casa está realizando uma rifa para instalar um sistema de alarme, orçado em R$ 5 mil. A rifa, no valor de R$ 10, irá sortear uma TV de LED 20’’.

Saiba como ajudar:

O endereço da casa arrombada não é divulgado por questão de segurança, mas existe uma central em Porto Alegre que está recebendo as doações. Fica na Rua Miguel Tostes, 575. A conta da instituição também está disponível para depósitos.

Banco: Banrisul

Agência: 0100

Conta: 060616040-8

CNPJ: 92852854000114

A SOS – Casas de Acolhida é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, que desde 1993 acolhe crianças e adolescentes de 0 a 18 anos de idade, que foram vítimas de violência e que são afastadas do seu meio familiar e comunitário, como medida de proteção especial.

Confira 10 dicas para prevenir a bronquiolite no seu bebê

04 de agosto de 2016 0

Por Marcela Panke

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul divulgou 10 dicas para prevenir a bronquiolite em bebês. De acordo com a entidade, na maior parte das vezes a doença não requer hospitalização. No entanto, a maioria das internações em unidades pediátricas neste período do ano é de bebês com bronquiolite.

O grupo de maior risco são crianças com menos de seis meses, inclusive os recém-nascidos. O alerta permanece para os maiores porque a bronquiolite não produz imunidade, o que significa que o mesmo paciente pode ter a infecção mais de uma vez.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

A Sociedade de Pediatria alerta que os bebês devem ser mais protegidos, porque os mesmos vírus que causam sintomas leves em adultos e crianças maiores podem causar bronquiolite em menores de um ano de idade. Esses vírus impregnam o ar e as mãos das pessoas.

Por isso, a entidade elaborou as seguintes dicas:

1 – Incentivar o aleitamento materno;

2 – Restringir visitas, sobretudo de pessoas com sintomas respiratórios;

3 – As visitas devem ser breves e o contato físico deve ser mínimo com os bebês;

4 – Evitar ao máximo as saídas de casa, sobretudo a ambientes com aglomerados;

5 – Lavar as mãos repetidamente e, se possível, todas as pessoas que lidam com o bebê devem usar álcool gel;

6 – Manter a casa higienizada e ventilada;

7 – Exposição ZERO do bebê ao cigarro;

8 – Bebês com sintomas respiratórios não devem frequentar a creche, nem receber “xaropes para a tosse” sem orientação médica;

9 – Crianças maiores, ainda que irmãos, não devem ter contato direto com bebês, se apresentarem sintomas respiratórios;

10 – A avaliação com o pediatra é necessária sempre que aparecerem sintomas respiratórios, especialmente acessos persistentes de tosse ou qualquer sinal de dificuldade respiratória.

Bronquiolite: causa e sintomas

O Vírus Sincicial Respiratório (VSR) é responsável por 70% das bronquiolites. A doença também pode ser causada por outros vírus, como rhinovírus, adenovírus, metapneumovírus (MVP), influenza, parainfluenza, enterovírus e bocavirus.

Os sintomas iniciais são semelhantes a de um resfriado: febre, coriza, espirros ou tosse. Depois, aparece a dificuldade para respirar.

Leia também:

Vírus Sincicial Respiratório causou morte de dois bebês em 2016 no Estado

Inverno: saiba quais doenças são mais comuns e como proteger os bebês

Aquecedores e condicionadores de ar fazem mal à saúde das crianças?

Especialista tranquiliza mães: “não há circulação do vírus chikungunya no sul”

Como proteger as crianças da gripe e outras doenças

Febre, o que é e quando devo medicar?

Meningite: Saiba mais sobre a doença

Prematuro: o que fazer quando o bebê nasce antes da hora?

Planos de saúde são obrigados a cobrir exames de zika vírus a partir de quarta-feira

03 de julho de 2016 0

Por Sibeli Fagundes

Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Foto: Diego Vara / Agencia RBS

A partir desta quarta-feira,  os planos de saúde tem obrigação de cobrir três exames de detecção do zika vírus. Os procedimentos deverão ser disponibilizados para gestantes, bebês – filhos de mães com diagnóstico de infecção pelo vírus – e recém-nascidos com malformação congênita sugestivas de infecção pelo zika.

A escolha destes grupos levou em conta o risco de bebês nascerem com microcefalia devido à infecção da grávida pelo vírus durante a gestação. Segundo a norma é da Agência Nacional de Saúde Suplementar, são esses os exames com cobertura obrigatória:

- PCR, indicado para a detecção do vírus nos primeiros dias da doença

- Teste sorológico IgM, que identifica anticorpos na corrente sanguínea

- IgG, para verificar se a pessoa teve contato com o zika em algum momento da vida.

As mais acessadas da semana!

17 de junho de 2016 0

Você sabe quais os assuntos que geraram maior interesse dos nossos leitores e ouvintes nesta semana? Todas as sextas, as mães do Blog Fralda Cheia fazem um compilado pra você.

Fique bem informado acompanhando nosso Top5!

1° Justiça condena Furg a pagar pensão vitalícia a criança que teve sequelas após parto

Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

2° As cinco crianças mais lindas do mundo são loiras, de olhos claros e até usam peitos falsos

Foto: Reprodução youtube

Foto: Reprodução youtube

3° Como acostumar os cães à chegada de um bebê

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

4° Tire dúvidas sobre o vírus que já causou mais de 100 internações neste ano no RS

Vírus Respiratório é mais forte em prematuros. Foto Nereu de Almeida/Agencia RBS

Vírus Respiratório é mais forte em prematuros. Foto Nereu de Almeida/Agencia RBS

5°Pesquisa mostra que 90% das crianças asmáticas não fazem tratamento adequado

Foto: Cyntia Vanzella, Banco de Dados

Foto: Cyntia Vanzella

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

Vejas as reportagens mais acessadas da semana passada!