Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "campanha de vacinação"

Campanha de Multivacinação termina nesta sexta-feira

29 de setembro de 2016 0

Por Maria Eduarda Fortuna

Não esqueça de levar a caderneta de vacinação  Foto: TK Helena / Agencia RBS

Não esqueça de levar a caderneta de vacinação
Foto: TK Helena / Agencia RBS

Os pais tem até amanhã para colocar em dia a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes. A Campanha Nacional de Multivacinação que teve início no dia 19  termina nesta sexta (30).

O objetivo da campanha é atualizar a caderneta de crianças com até cinco anos incompletos e adolescentes de nove a 15 anos. Todas as vacinas disponíveis pelo SUS para esses públicos estão sendo oferecidas nos postos e unidades básicas de saúde dos Municípios. Os pais ou responsáveis devem levar a caderneta de vacinação para a conferência das doses em atraso.

As secretarias de saúde Estadual e da Capital ainda não divulgaram o balanço sobre a campanha. No Rio Grande do Sul, mais de 1,6 milhão de crianças e jovens fazem parte das faixas etárias. A multivacinação contempla 13 tipos de vacinas, que protegem contra 18 doenças.

Leia também:

Atenção pais: começa campanha de multivacinação

Benefícios da vacina do rotavírus são muito maiores que os riscos

Escolas de Porto Alegre poderão denunciar ao Conselho Tutelar crianças sem vacinação em dia

Bebês menores de seis meses são imunizados contra a gripe pelo leite da mãe vacinada

OMS esclarece que vacinas oferecidas a gestantes no Brasil são seguras

A vacina contra o HPV é segura?

Campanha de vacinação contra a gripe começa segunda. Saiba quem terá direito.

22 de abril de 2016 0

Por Milena Schoeller

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Todos os postos do Rio Grande do Sul estarão vacinando contra a gripe a partir desta segunda-feira, dia 25 de abril. Mas serão disponibilizadas doses apenas para os grupos de risco. Fazem parte dos grupos de risco aquelas pessoas onde um possível quadro de gripe tem mais chance de evoluir e trazer complicações. Segundo números da Organização Mundial da Saúde, a influenza atinge de 20 a 30% das crianças anualmente. De acordo com informações técnicas da Secretaria Estadual da Saúde, as crianças com idade entre um e cinco anos são as principais fontes de transmissão do vírus na família e na comunidade. Por isso a importância da vacinação. Os postos vão fornecer a vacina trivalente, que protege contra três tipos de vírus:

A/California/7/2009 (H1N1) pdm09
A/HongKong/4891/2014(H3N2)
B/Brisbane/60/2008(linhagenVictoria)

Terão direito:

- Maiores de 6 meses a menores de 2 anos: 214.977

- Maiores de 2 anos a menores de 5 anos: 387.557

- Gestantes (em qualquer idade gestacional): 107.489

- Puérperas (mulheres no período até 45 dias após o parto): 17.669

- Trabalhadores da Saúde: 299.777

- Povos indígenas: 23.000

- Pessoas com 60 anos ou mais: 1.467.957

- População privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas: 36.997

- Pessoas portadoras de doenças crônicas 1.019.327

Para pessoas deste último grupo, será exigido atestado médico comprovando doença crônica, conforme a tabela abaixo:

milena 2

ATENÇÃO: a vacina não pode ser feita por alérgicos ao ovo, ou a outros componentes da fórmula.

A recomendação da Secretaria Estadual da Saúde é para que as pessoas procurem a vacina o quanto antes, pois a imunização é mais efetiva após quatro semanas da aplicação.

Veja a lista dos endereços dos postos de saúde de Porto Alegre

Consulte o Informe Técnico da Secretaria Estadual da Saúde sobre a vacinação

Diferença da Vacina no Posto e nas Clínicas Particulares

Nos postos de saúde será oferecida a vacina trivalente, que protege contra três tipos de vírus da gripe. Nas clínicas particulares, é oferecida a vacina tetravalente (ou quadrivalente) que protege contra 4 tipos de vírus da gripe. Cada dose é oferecida por valores entre 90 e 120 reais. Importante ligar antes para a clínica para verificar se há disponibilidade das doses, pois a procura é grande, e algumas registram falta.

Leia Também

Bebês menores de seis meses são imunizados contra a gripe pelo leite da mãe vacinada

Como proteger as crianças da gripe e outras doenças

Saiba quais os sintomas da gripe H1N1

Secretaria da Educação orienta que aulas não sejam suspensas em caso de gripe

Já vacinou seu filho contra a gripe?

20 de abril de 2016 0

Confira lista atualizada de locais que têm doses disponíveis em Porto Alegre

Por Milena Schoeller

Clientes fazem fila em clínica de Santa Maria. Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Clientes fazem fila em clínica de Santa Maria. Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

A campanha pública de vacinação contra a Gripe começa na próxima segunda-feira. Mas muitos pais não estão esperando, e já levaram os pequenos para tomar a dose em uma clínica particular. Até o momento, o Rio Grande do Sul tem 11 mortes confirmadas por Gripe A H1N1. O número assusta e provoca uma correria às clínicas. Temos relatos de algumas mães que esperaram na fila para vacinar os filhos por 3h30.

A Rádio Gaúcha entrou em contato nesta terça-feira (19) com todas as clínicas particulares da capital. Confira abaixo a lista e saiba onde encontrar as doses:

Clini Baby
R. Castro Alves, 624 3222-8898 (vacinação mediante agendamento)
- Tetravalente a partir de 6 meses – SIM (em pouca quantidade). R$ 120
- Tetravalente a partir de 3 anos – em falta

Clínica de Vacinas Imune
Shopping Iguatemi -  Av. João Wallig, 1800
Barra Shopping Sul -  Av. Diário de Notícias, 300
(51) 3328.5322 – (51) 3328.6194
- Tetravalente a partir de 6 meses – SIM R$ 120 (R$ 110 Unimed)
- Tetravalente a partir de 3 anos – SIM R$ 120 (R$ 110 Unimed)

Clínica Multivacinas
Av. Assis Brasil, 3940 – 3028-2538
- Tetravalente a partir de 6 meses – Sem estoque – previsão para início de maio.
- Tetravalente a partir de 3 anos Sem estoque – previsão para início de maio.

Clínica de Vacinas Vacine
R. Oscar Bittencourt, 324 – 3233-9090 / 6990
- Tetravalente a partir de 6 meses – chegará em breve
- Tetravalente a partir de 3 anos – SIM R$ 110

Clínicas de Vacinas Mãe de Deus Center
Avenida Soledade, 569 – 3378-9802
- Tetravalente a partir de 3 anos – esgotou hoje. Reposição nesta quarta-feira (20/04) a partir das 9h. (Sem informações sobre preço).

Núcleo de Vacinas Moinhos de Vento
Shopping Iguatemi -  Av. João Wallig, 1800 – 3327-7073 / 3537.8400
- Tetravalente a partir de 6 meses – SIM (R$ 100, descontos para convênios)
- Tetravalente a partir de 3 anos – SIM (R$ 100, descontos para convênios)

Clínica Prophilax
Av. Cristóvão Colombo, 545  – 3407.7464
- Tetravalente a partir de 6 meses – sem estoque
- Tetravalente a partir de 3 anos – sem estoque

Cia de Vacinas
R. 24 de Outubro, 1312 – 3343-8002
- Tetravalente a partir de 6 meses – SIM (R$ 130, Unimed R$ 105 e Colégio Israelita R$ 100)
- Tetravalente a partir de 3 anos – SIM (R$ 130, Unimed R$ 105 e Colégio Israelita R$ 100)

Imunoclin
Av. Neusa Goulart Brizola, 422 – 3517-5755
- Tetravalente – sem estoque

Clínica da Unimed (para clientes e não clientes do convênio)

Av. Cristóvão Colombo, 545 – 08005104646

- Tetravalente a partir de 6 meses – SIM (valor não divulgado)

Clínica de Vacinas Previne
R. Cel. Bordini, 380 – 3337.5455 – A reportagem não conseguiu contato.

Clique aqui para saber quem terá direto às doses nos postos de saúde do Rio Grande do Sul.

 

Como proteger as crianças da gripe e outras doenças

06 de abril de 2016 0

Por Milena Schoeller

Foto: Charles Guerra / Agência RBS

Após a divulgação das primeiras mortes causadas pelo vírus da Gripe A no Rio Grande do Sul, houve uma corrida às clínicas particulares em busca da vacina contra o vírus. Mas muitas delas já estão com os estoques zerados. E a campanha de vacinação nos postos de saúde começa só no fim do mês.

Faltam vacinas contra a gripe em clínicas particulares: confira locais e valores!

Campanha contra a Gripe começa no dia 25 de abril no RS

Enquanto as vacinas não chegam, seja nas clínicas particulares ou nos postos de saúde, seguem algumas dicas para evitar a doença, elaboradas pela Secretaria Estadual da Saúde e Ministério da Saúde. As medidas também evitam a proliferação de outras doenças virais:

- Higienizar as mãos com frequência. E sempre, após tossir ou espirrar.

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

- Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, de preferência, com lenço descartável. Jogar fora o lenço imediatamente após a utilização.

- Evitar tocar em superfícies como maçanetas, mesas, pias e outras.

- Evitar tocar olhos, nariz e boca.

- Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

- Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social.

- Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração.

- Evitar visitas a hospitais.

- Ventilar os ambientes.

E se a criança vai para a escola? Como controlar? Seguem algumas dicas para pais e creches:

- Higiene frequente dos brinquedos com água e sabão.

- Utilização de lenço descartável para limpeza das secreções nasais e orais das crianças. No caso de utilização de lenço ou fralda de pano, estes devem ser trocados diariamente.

- Cuidadores devem lavar as mãos após contato com secreções nasais e orais das crianças.

- Cuidadores devem observar se há crianças com tosse, febre, e/ou dor de garganta. Se sim, os pais devem ser comunicados e devem buscar as crianças.

- A escola deve notificar a secretaria municipal de saúde, caso observem um aumento do número de crianças doentes com síndrome gripal.

- Recomenda-se que a criança doente permaneça em casa por pelo menos 24 horas após o desaparecimento dos sintomas e da febre. Deve estar há 24 horas sem uso de remédios para febre.

Algumas medidas são recomendadas para evitar a proliferação da doença, caso a pessoa apresente sintomas de gripe:

- Evitar sair de casa em período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas).

- Restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação.

- Evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados.

- Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

ATENÇÃO: o serviço de saúde deve ser procurado imediatamente caso apresente algum desses sintomas: dificuldade para respirar, lábios com coloração azulada ou roxeada, dor ou pressão abdominal ou no peito, tontura ou vertigem, vomito persistente, convulsão.

 

Saiba Mais

Bebês menores de seis meses são protegidos contra gripe através do leite materno

Saiba quem poderá tomar a vacina contra a gripe nos postos de saúde

OMS esclarece que vacinas oferecidas a gestantes no Brasil são seguras

Conheça o novo calendário de vacinação em vigor no Brasil

Maioria das clínicas de Porto Alegre já oferece vacina contra a gripe

30 de março de 2016 1

*Atenção. Algumas clínicas reajustaram o valor. Confira aqui a matéria mais recente sobre o assunto.

Por Milena Schoeller

Foto: Carlos  Macedo/Agência RBS

Foto: Carlos Macedo/Agência RBS

A campanha de vacinação contra a gripe nos postos de saúde começa somente no fim de abril. Mas as clínicas particulares já oferecem doses da vacina, de dois tipos: a trivalente, que protege contra 3 tipos de vírus da gripe, e a tetravalente, que protege contra 4 tipos de vírus da gripe. Quem tomou a vacina no ano passado, deve novamente tomar a dose, já que a cada ano a vacina se renova, protegendo contra as possíveis mutações que o vírus sofreu ao longo do último ano. Por isso, é importante que os pais confiram com as clínicas se a vacina oferecida é a atualizada de 2016.

O Blog entrou em contato com 10 estabelecimentos de Porto Alegre. Abaixo você confere a relação de locais, a disponibilidade das doses, previsão de chegada, e valores (algumas oferecem desconto para convênios).

CLÍNICA

VACINA 3

VALOR

VACINA 4

VALOR

Clini Baby

Não trabalham

-

Sim
(para maiores de 3 anos)

R$ 110

Clínica de
Vacinas Imune

Não trabalham

-

Sim

R$ 100

Clínica de
Vacinas Multivacinas

Chega a partir de 4 de abril

R$ 60

Sim
(para maiores de 3 anos)

R$ 100

Clínica de
Vacinas Previne

Não

-

Sim

R$ 120

Clínica de
Vacinas Vacine

Sim

R$ 70

Sim

R$ 100

Clínicas
de Vacinas Mãe de Deus Center

Não trabalham

-

Sim

R$ 100

Núcleo de
Vacinas Moinhos de Vento

Não

-

Chega até 01 de abril

não definido

Clínica Prophylaxis

Sim

R$ 70

Sim
(para maiores de 3 anos)

R$ 90

Cia de
Vacinas

Sim

R$ 85

Sim

R$ 100

Imunoclin

Chega a partir de 04 de abril

R$ 70

Chega 01 de abril

R$ 90

 

Leia Também

Atenção: novo calendário de vacinação começa a vigorar no país

OMS esclarece que vacinas oferecidas a gestantes no Brasil são seguras

A vacina contra o HPV é segura?

Soro contra o Zika vírus para grávidas ficará pronto em 1 ano

Confirmada vacinação contra a gripe para abril no Rio Grande do Sul

29 de março de 2016 0

Campanha começa no dia 30 de abril, mas estado tenta ainda antecipar em 5 dias.

Por Milena Schoeller

Foto: Lucio Sassi / Agência RBS

Foto: Lucio Sassi / Agência RBS

A Secretaria Estadual da Saúde confirmou nesta segunda-feira (28) que a vacinação contra a gripe começa no Rio Grande do Sul no dia 30 de abril. Por aqui, não haverá antecipação, ao menos por enquanto. A entrega de 40% das doses pelo Ministério da Saúde deve ocorrer no estado até o dia 15 de abril. Se o prazo for cumprido, há possibilidade de antecipar a campanha por aqui em 5 dias. Após o registro de mortes causadas pelo vírus da H1N1, os estados de São Paulo e Santa Catarina estão antecipando a aplicação das doses. Em Santa Catarina, elas começam a chegar já nesta sexta-feira (01). No Rio Grande do Sul, ainda não há casos. A campanha de vacinação vai até 20 de maio. São mais de 3,5 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, e receberão as doses gratuitamente nos postos de saúde.

- Maiores de 6 meses a menores de 2 anos: 214.977

- Maiores de 2 anos a menores de 5 anos: 387.557

- Gestantes (em qualquer idade gestacional): 107.489

- Puérperas (mulheres no período até 45 dias após o parto): 17.669

- Trabalhadores da Saúde: 299.777

- Povos indígenas: 23.000

- Pessoas com 60 anos ou mais: 1.467.957

- População privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas: 36.997

- Pessoas portadoras de doenças crônicas 1.019.327

Para pessoas deste último grupo, será exigido atestado médico comprovando doença crônica, conforme a tabela abaixo:

milena 2

A recomendação da Secretaria Estadual da Saúde é para que as pessoas procurem a vacina antes da chegada do inverno, pois a imunização é mais efetiva após quatro semanas da aplicação.

Diferença da Vacina no Posto e nas Clínicas Particulares

Nos postos de saúde será oferecida a vacina trivalente, que protege contra três tipos de vírus da gripe:

A/California/7/2009 (H1N1)pdm09
A/Hong Kong/4891/2014 (H3N2)
B/ Brisbane/60/2008 (linhagen Victoria)

Esta vacina também já é oferecida em algumas clínicas particulares de Porto Alegre. Alguns estabelecimentos também já oferecem a vacina tetravalente, ou seja, que protege contra quatro tipos de vírus da gripe. Esta não será ofertada na rede pública. Os pais devem pesquisar para terem certeza de que a dose oferecida é a vacina de 2016, e não a mesma do ano passado, pois elas têm diferença na proteção.

ATUALIZAÇÃO DE 30 DE MARÇO: Maioria das clínicas particulares de Porto Alegre já oferece vacina contra a gripe.

Leia Também

Atenção: novo calendário de vacinação começa a vigorar no país

OMS esclarece que vacinas oferecidas a gestantes no Brasil são seguras

A vacina contra o HPV é segura?

Soro contra o Zika vírus para grávidas ficará pronto em 1 ano

Meninas devem fazer segunda dose de vacina contra HPV

13 de setembro de 2015 2

 

No Rio Grande do Sul, somente 69,2% das meninas já fizeram a segunda aplicação.

Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

Por Milena Schoeller

O Ministério da Saúde está começando uma campanha para que meninas que já fizeram a primeira dose da Vacina contra o HPV procurem os postos de saúde para a segunda aplicação. As doses são gratuitas. A vacina é indicada para adolescentes de 9 a 13 anos, e é dividida em três doses. A segunda dose deve ser aplicada seis meses após a primeira. E a terceira é um reforço que deve ser feito cinco anos após a primeira. O HPV é um vírus que pode causar Câncer de Colo de Útero.

No Rio Grande do Sul, 239,7 mil meninas, de 11 a 13 anos, tomaram a primeira dose da vacina, ainda no ano passado. Porém, só 169,9 mil procuraram novamente uma unidade de saúde para tomar a segunda dose, o que representa 69,2%. O número preocupa o governo federal pois a proteção só é garantida com a aplicação de duas doses. Conforme o Ministro da Saúde Arthur Chioro, “neste ano os números ficaram abaixo do esperado. Por isso, o Ministério da Saúde convoca os pais, responsáveis, gestores locais, professores e toda a sociedade para divulgar a informação de que a vacina é segura e eficaz”.

O câncer do colo do útero é o terceiro tipo que mais mata mulheres no Brasil, atrás apenas do de mama, e o de brônquios e pulmões. Segundo dados do próprio ministério, o número de mortes por câncer do colo do útero no país aumentou 28,6% em 10 anos. Tomar a vacina na adolescência é o primeiro de uma série de cuidados que a mulher deve adotar para a prevenção do HPV e do câncer do colo do útero.

Meninas a partir de 9 anos que não tomaram a primeira dose também devem procurar os postos de saúde.

Vacinação neste sábado! Saiba onde levar seu filho.

14 de agosto de 2015 0

 

Por Milena Schoeller

Vacinação contra a Poliomielite

 

Postos de Saúde de Porto Alegre e interior estarão abertos neste sábado para o o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação.

600 mil crianças com até 5 anos devem ser imunizadas no Rio Grande do Sul.

O Brasil não registra casos de paralisia infantil há 26 anos. Mas a vacinação é importante, já que ainda existem registros na Ásia e África.

Confira a lista dos postos de saúde de Porto Alegre que estarão funcionando neste sábado, das 8h às 17h.

Além das gotinhas contra a poliomielite, haverá ainda atualização da Caderneta de Vacinação.  Por isso, pais devem levar o documento até o posto. Confira o calendário completo das vacinas disponíveis na rede pública.

Vacinação contra poliomielite começa no próximo sábado

10 de agosto de 2015 0

Por Elisandra Borba

Foto: Fabrizio Motta

Foto: Fabrizio Motta

Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite de 2015 começa nopróximo sábado (15). As doses serão aplicadas em todo país em crianças com mais de seis meses e até cinco anos. O objetivo é manter o país livre da paralisia infantil. Durante a campanha, serão ofertadas também as vacinas que compõem o calendário básico da criança.

No Rio Grande do Sul as doses podem ser aplicadas em cerca de 1,8 mil unidades básicas de saúde. Mais de 600 mil crianças estão dentro da faixa etária que deve se vacinar. A recomendação da Secretaria Estadual da Saúde (SES) é para que os pais ou responsáveis não esqueçam de levar junto a caderneta de vacinação para que seja avaliada a situação vacinal da crianças.

O Brasil está livre da poliomielite – ou paralisia infantil – há 26 anos. Mesmo assim, as campanhas de vacinação são importantes para evitar a reintrodução do vírus no país, já que ele ainda circula em parte da África e Ásia. A campanha segue até o dia 31 de agosto.