Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "fralda cheia"

Blog encerrado

04 de maio de 2017 0

Olá, o blog Fralda Cheia encerra sua participação neste formato. A partir de agora você encontra informações sobre tudo o que envolve a maternidade em radiogaucha.com.br ou zerohora.com.br na #fraldacheia. Obrigada e até breve!

Concurso cultural: O que é ser pai?

09 de agosto de 2016 0
Foto: Jefferson Botega

Foto: Jefferson Botega

O dia dos pais está chegando e as mamães do Fralda Cheia querem prestar uma homenagem para aqueles que nos deram os maiores presentes das nossas vidas, que são nosso filhos.

Para marcar a data, queremos dar espaço no blog para os pais contarem suas experiências. Os melhores depoimentos serão publicados.

Para participar, os pais devem enviar para o e-mail fraldacheia@rdgaucha.com.br um texto de no máximo mil caracteres, contando o que é ser pai na sua visão. Envie juntamente com o texto, uma foto com seus filhos.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

SIGA AS DICAS DE MÃE NO INSTAGRAM

Sarah Kallies: "Com licença, vou passar este creme tóxico no meu filho"

02 de agosto de 2016 0

Por Sibeli Fagundes

Melhor seguir a consciência Foto: Charles Guerra/Agencia RBS

Melhor seguir a consciência Foto: Charles Guerra/Agencia RBS

Ter conhecimento é uma benção. Mas ser bombardeada o tempo todo sobre novos métodos, descobertas, pesquisas, tendências, a última onde de saúde, comportamento ou educação pode enlouquecer qualquer mãe, de primeira ou de quinta viagem. E aquela culpa, que toda mãe carrega por não saber se está fazendo o melhor pelo filho, vai nos levar direto para o divã ou para uma clínica psiquiátrica (e nossos filhos vão junto). Uma amiga compartilhou um artigo no Facebook que me fez lembrar disso. Com licença, vou passar este creme tóxico no meu filho, foi escrito por Sarah Kallies e publicado no jornal Huffpost dos Estados Unido. Leiam, vale a pena.

É Memorial Day, feriado prolongado nos Estados Unidos, o começo da temporada de verão. Estamos na casa de campo com a família. Deveríamos estar descansando e relaxando. Uma época de gratidão. Uma época para lembrar daqueles que deram suas vidas pela nossa liberdade.

Meu marido vem trabalhando muito nos últimos tempos, fazendo vários freelas, então estamos esperando essa viagem há semanas. Compramos as primeiras varas de pescar para nossos gêmeos de dois anos e planejamos uma caça ao tesouro.

Um dos meus meninos olhou para mim e disse: “Mamãe está cansada”. Sim. Sim, Bennett. Mamãe está cansada. Mamãe está muuuuuuito cansada. Faço o que posso para que minhas questões emocionais não afetem meus filhos, mas eles estão ficando maiores e mais perceptivos.

Não dá para enganá-los para sempre. E estou percebendo que você não precisa ter uma doença mental como eu para que isso seja uma questão. Se você não for louco, o mundo vai te enlouquecer.

Estamos todos na mesma correria. Fazendo o melhor para criar nossos filhos. Para mantê-los seguros. Para protegê-los desse mundo difícil.

Mas o que acontece quando o mundo te diz que você é o problema?

Que você não toma cuidados suficientes. Não presta atenção o suficiente. Não é diligente o suficiente.

Esse era meu maior medo diante da maternidade. Na realidade, durante a maior parte da minha vida tive certeza de que não teria filhos.

Com minhas questões de infância e meus problemas de ansiedade e depressão, achava que não daria conta do recado. E acredito que o clima cultural de hoje não ajuda. Regras demais.

Sinceramente, com esses padrões, ninguém está à altura do desafio.

Na noite antes de partirmos, li um artigo sobre os piores tipos de protetor solar para crianças e adultos. Como não poderia deixar de ser, os que eu tinha comprado estavam no topo da lista. Claro. Jogo tudo fora e desperdiço 30 dólares, que não é pouco dinheiro para a gente?

Aí vou comprar os protetores bons, cremes feitos por minúsculas fadas, cheios de amor e vida e eterna, pelo preço de um ovário? E, a propósito, eles só são vendidos na Califórnia, onde vivem as fadinhas.

Ou uso esse creme tóxico nas minhas crianças porque obviamente, segundo este artigo, eu não cuido dos meus filhos?

Estou cansada, pessoa. E não é só porque meu marido está trabalhando demais. Ou porque tenho dois filhos que só funcionam a 0% ou a 120%.

Eles vivem no que gosto de chamar de Planeta Capitão Eu. A visibilidade é zero e eles estão voando o tempo todo a 200 km/h. Tudo bem. Sob controle.

Estou cansada de tantas regras. Regras sobre comida. Regras sobre higiene. Regras sobre roupas. Regras sobre escolas/educação. Regras sobre desenvolvimento. Regras sobre remédios. Regras sobre métodos para dormir.

Regras sobre horários de brincar. Regras sobre amigos. Regras sobre cadeirinhas de carro. Regras sobre amamentação. Regras sobre criação dos filhos. Regras sobre televisão. Regras sobre regras.

E você pode trocar “regras” por outras palavras. Opiniões. Lições. Estudos. Diretrizes. Programas. Crenças. Padrões. Políticas. Ad nauseam.

Deu para mim. Por favor, do fundo do meu coração exausto, pegue esse gráfico de pizza e enfie lá.

Em todos os meus anos de ansiedade e preocupação com filhos, nunca tinha me dado conta de que eu poderia não ser o problema.

Que amar e fazer o melhor para prover para meus filhos com os recursos disponíveis, sem enlouquecer ou quebrar a banca, era sinônimo de ser uma mãe responsável.

Que ser bipolar ou tomar remédios não seria o que me tiraria o sono. Em vez disso, me pergunto se lavei as roupas novas antes que os meninos as usassem, porque li uma reportagem sobre a presença de químicos tóxicos que podem fazer mal para a pele.

Vamos dizer de uma vez que tudo está tentando nos matar? O tempo todo? E pronto? Bola pra frente? Todos vamos morrer um dia. As coisas saíram do controle.

Eu quero servir uma refeição para os meus filhos. Só uma refeição sem ter uma voz na minha cabeça dizendo que eles podem estar ingerindo o banquete de Satã.

Ainda não sei, porque não achei tempo na minha agenda para pesquisar todos os ingredientes listados na embalagem.

Não estou dizendo que ser pró-ativa é errado. Não estou dizendo que se preocupar com essas questões é errado. Não estou dizendo que ter voz é errado.

Faça o possível. Quando der. Eu sei que faço. Para todas as mães campeãs nesse departamento, parabéns. Vocês têm todo o meu respeito. De verdade. Merecem comendas.

Eu estou cansada. Cansada de tudo. Olho para meus meninos quando os ponho para dormir e eles são as pessoas mais doces, felizes e saudáveis que já conheci. Eles são as melhores coisas que eu já fiz. Essa é a coisa da minha vida que sei que estou fazendo direito.

Concordem as últimas tendências ou não. Às vezes queria viver numa época em que eu não fosse inundada diariamente com esse tipo de artigo.

Meu pai e minha madrasta têm uma clínica para cuidar de crianças vítimas de tráfico humano na Tailândia. Duas semanas atrás eles acolheram uma criança de três anos. Repito, de três anos.

Ela nunca falou e está completamente desnutrida. Só Deus sabe o que ela viu e pelo que já passou. Enquanto isso, aqui no Ocidente, nos torturamos para saber se botamos nossos filhos na cama na hora certa.

Então é isso. Postem todos os artigos ferinos. Compartilhem as últimas revelações. Vou passar. A vida já é difícil demais. Vou viver e me jogar em cada momento com meus meninos.

Quando vir “10 coisas do ar que você não fazia ideia de que está respirando” ou “Você sabia que abrir os olhos pode ser fatal?”, vou desligar o computador e dormir. E sonhar com a próxima viagem de camping.

Ou nossa caminhada. Porque estou cansada. Muito, muito cansada. E estou mais interessada em viver cada dia com meus filhos em vez de morrer com eles.

1 ano do blog Fralda Cheia!

04 de julho de 2016 0
Foto: Bia Bittelbrunn / Agencia RBS

Foto: Bia Bittelbrunn / Agencia RBS

O blog Fralda Cheia está completando um ano!

Nossas primeiras postagens aconteceram no dia 04 de julho de 2015. Neste um ano, nós passamos de um espaço onde dávamos nossa opinião e pitacos sobre a maternidade, para um portal que, agora, abriga diversos conteúdos sobre a infância, editados por algumas mães da Gaúcha, mas produzido por toda a reportagem da rádio. Neste um ano, dividimos com vocês as nossas alegrias, preocupações, tristezas, e dúvidas. Vocês puderam conhecer um pouco mais outro lado nosso, pessoal, que não era conhecido pelas ondas do rádio.

E nós adoramos!

Por isso, postamos hoje o nosso MUITO OBRIGADA a todos os nossos leitores queridos, que nos propiciaram neste ano Um milhão e 900 mil acessos!!

Nossa gratidão a todos que deixaram comentários, que mandaram sugestões, reclamações, dúvidas, e deixamos aqui um abraço especial a todas as mães e pais que nos mandaram pedidos de reportagens com desabafos e questionamentos. Tomara que tenhamos conseguido ajudar!

E agora, você fica com uma seleção dos conteúdos mais acessados neste 1 ano de blog (até 16h desta segunda-feira). Os assuntos são os mais variados, e mostram a diversidade dos nossos leitores, que gostam desde conteúdos mais amenos até postagens mais sérias e reflexivas:

1º Promotor da infância faz alerta sobre questionário que virou moda na última semana no Facebook – 248.427

Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

2º Prepare o coração: homem perde a esposa e tem uma ideia linda para a filha não esquecer a mãe – 200.759

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

3º Menino de um ano mata cobra com mordida no Rio Grande do Sul – 138.241

Foto: Divulgação Hospital São Luiz

Foto: Divulgação Hospital São Luiz

4º Pai faz carta para vizinho sem paciência com choro de seu bebê – 55.855

vizinho

Foto: Reprodução Facebook

5º Tendências de nomes de bebês para 2016 – 47.792

Imagem: http://www.thenamemeaning.com/

Imagem: http://www.thenamemeaning.com/

6º “Médico Bonzinho” surpreende família com bilhete carinhoso para menina durante atendimento – 46.099

Foto: Arquivo Pessoal

7º As cinco crianças mais lindas do mundo são loiras, de olhos claros e até usam peitos falsos – 38.392

Foto: Reprodução youtube

Foto: Reprodução youtube

8º Tem mais pão no forno: casal anuncia gravidez do 3º filho de maneira inusitada – 37.646

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

9º Pai troca senha do wi-fi até que a filha arrume o quarto e lave a louça – 36.700

Foto: Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

10º “I love mom”. Usuários do facebook fazem homenagem às mães e apoiam causa social – 28.814

Foto: Reprodução Internet

As mais acessadas da semana!

28 de maio de 2016 0

A partir deste sábado, vamos divulgar aqui no Blog as notícias mais acessadas da semana.

É a maneira de você conferir os assuntos que mais geraram interesse dos nossos leitores e ouvintes. :)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA O FRALDA CHEIA NO TWITTER

-As cinco crianças mais lindas do mundo são loiras, de olhos claros e até usam peitos falsos

Foto: Reprodução youtube

Foto: Reprodução youtube

Bebê pode comer mel??

Foto: Adriana Franciosi/Agência RBS

Foto: Adriana Franciosi/Agência RBS

Grávidas e mães que amamentam não podem trabalhar em local insalubre, garante Lei

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

15 Nomes proibidos para bebês!

Imagem: http://www.thenamemeaning.com/

Imagem: http://www.thenamemeaning.com/

“Vaquinha” online arrecada mais de R$130 mil para custear tratamento de menino de 4 anos com doença rara

Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

O Fralda Cheia chega a 1 Milhão de visualizações!!!

02 de março de 2016 0

mães do fralda cheia O blog Fralda Cheia alcançou na noite desta quarta-feira (2) a marca de 1 milhão de visualizações! E as mamães do Blog estão muito felizes. Estamos prestes a completar 8 meses de existência, no dia 04 de março, sexta-feira.

Queremos agradecer cada um dos nossos ouvintes/leitores.

O Blog foi lançado em julho de 2015, com a ideia de dividir com os internautas as nossas opiniões e experiências, e principalmente, para falar sobre os palpites que estão sempre presentes na vida de quem tem filhos. E, por isso, o nome do blog: uma brincadeira com os assuntos que nos deixam de “saco/fralda cheio(a)”. Mas com o tempo, o blog se tornou um portal dentro do site da Rádio Gaúcha de conteúdos sobre infância e maternidade, produzidos pelos profissionais da rádio, e editado pelas mamães jornalistas. Aqui no blog você encontra serviço, notícias, depoimentos, utilidades para quem tem filho/netos/sobrinhos, e claro, o compartilhamento de experiências e opiniões.

E pra comemorar esta marca, dividimos com vocês os posts mais acessados da história do Fralda Cheia:

1. Prepare o coração: homem perde a esposa e tem idéia linda para a filha não esquecer a mãe.

2oo.546 visualizações

 

2. Menino de 1 ano mata cobra com mordida no Rio Grande do Sul

137.669 visualizações

Foto: Divulgação Hospital São Luiz

Foto: Divulgação Hospital São Luiz

3. Pai faz carta para vizinho sem paciência com choro de bebê

53.635 visualizações

vizinho

4. Tendência de nomes de bebês para 2016

39.064 visualizações

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

5. Tem mais pão no forno: Casal anuncia gravidez do terceiro filho de maneira inusitada

37.167 visualizações

Foto: Juliana Matos - Fotografia de Parto

Foto: Juliana Matos – Fotografia de Parto

Fralda Cheia no ar!

26 de fevereiro de 2016 0

Mães do Fralda Cheia participam do Gaúcha Repórter Podcast

Foto: Luis Campos

Foto: Luis Campos

As Mães do Fralda Cheia ganharam uma participação especial neste final de semana. Uma conversa muito bacana sobre criação de filhos no Gaúcha Repórter Podcast. Durante 50 minutos, com mediação da apresentadora Andressa Xavier, falamos sobre alimentação, medo da violência, amamentação, e os polêmicos pitacos que mais irritam as mães.

Na foto acima: Milena Schoeller, Elisandra Borba, Andressa Xavier, Marcela Panke (com o filho Nicolas), e Sibeli Fagundes.

Confira o programa completo:

O programa vai ao na programação da Gaúcha às 0h de domingo. Ou você pode baixá-lo no Itunes.

Tire suas principais dúvidas sobre transporte escolar

26 de fevereiro de 2016 0
Foto: Pena Filho / Agencia RBS

Foto: Pena Filho / Agencia RBS

* por Lucas Abati

No início do ano letivo, o transporte escolar é uma das maiores preocupações dos pais. Saber se o transportador é capacitado e o veículo está em dia com a prefeitura pode tranquilizar neste momento. Também existe uma tabela estadual para cobrança do serviço.

Em Porto Alegre, são 619 veículos entre kombis, microonibus e ônibus que transportam mais de 15 mil estudantes. Do total, 123 contam com ar-condicionado.

O Blog Fralda Cheia consultou a EPTC e o Sindicato dos Transportadores para esclarecer as principais dúvidas.

Como funciona a cobrança?

O valor é cobrado de acordo com a distância entre a casa do aluno e a escola, somando ida e volta. De um a 20 quilômetros, são 12 parcelas de R$ 417,13. A cobrança também pode ser realizada em 10 parcelas. Veja a tabela completa.

Cinto é obrigatório?

O cinto de segurança é de uso obrigatório

Como está a questão das cadeirinhas e assentos de elevação?

A exigência dos equipamentos será obrigatória a partir de 1º de fevereiro de 2017. A partir da data, até um ano de idade, as crianças devem ser transportadas em bebê conforto. Do um aos quatro anos, em cadeirinha, e, dos quatro aos sete, usar assento de elevação.

A resolução do Contran que obriga o uso das cadeirinhas causou polêmica entre os transportadores, que foram resistentes ao uso dos equipamentos de segurança.

Como saber se o transportador e veículo estão credenciados?

Em Porto Alegre, a EPTC é o órgão responsável pelo credenciamento e fiscalização dos transportadores. Os pais podem entrar no site da EPTC e consultar através do prefixo do veículo. A pesquisa retorna o nome do responsável, bem como os telefones para contato.

Como denunciar irregularidades?

A denúncia deve ocorrer pelo número 118 da EPTC, em Porto Alegre. Nas outras regiões, a denúncia pode ocorrer através do próprio Sindicato: 51.3334 9063

33 palpites que mais irritam as mães

03 de setembro de 2015 0

Por Milena Schoeller

 

Pitacos na Maternidade

Reprodução Internet

 

Toda mãe gosta de dividir experiências. Não há dúvidas de que sempre que alguma amiga conta algum fato sobre o filho/a, na hora pensamos como foi com os nossos, ou como faremos com os nossos. E é verdade também, que desde que a mulher anuncia que está grávida, começa a receber milhares de palpites sobre a maternidade. O fato é que criar um filho é algo muito particular. O que é bom e deu certo para um, pode não ser para outro. Existem mil teorias, e cada um faz aquilo que considera o melhor pro seu filho. Não temos como julgar. E pode ter certeza, que pro teu filho, tu és a melhor mãe/pai do mundo! :)

Mas como os palpites sempre virão, e em algum momento nos deixarão de Fralda Cheia, as mães do blog reuniram uma lista das 33 frases que mais irritam os pais. Quem nunca ouviu alguma destas?

 

1) Aproveita pra dormir agora, pois depois você não vai mais conseguir.

2) Aproveita a vida antes de ter filho, depois você não fará mais nada.

3) Não coma tal coisa pois li que é abortivo.

4) Tem certeza que é guri?

5) Tem certeza que é guria?

6) Tem certeza que não são dois?

7) Não vai tentar uma guriazinha? (se você tem filho homem)

8) Não vai tentar um gurizinho? (se você tem uma menina)

9)  Ele tem cólica porque você está estressada.

10) O que você comeu que deixou ele com cólica?

11) Ele está chorando porque sente que você está tensa/o.

12) Ele não está com pouca roupa?

13) Ele não está com muita roupa?

14) Não vai dar bico/chupeta?

15) Nossa, tão novinho e já chupa bico?

16) Será que o teu leite é suficiente?

17) Não está na hora de botar na escolinha?

18) Nossa, tão pequeno e já na escolinha?

19) Criança que não vai pra escola não é sociável.

20) Coitado, não come nada com açúcar. Ou Coitado, não come doce.

21) Por que tantas regras e rotinas?

22) Deixa comer areia, é vitamina S.

23) É bom as crianças terem contato com vírus e bactérias! (ao falarem de recém-nascidos)

24) Deixa eu beijar o bebê? (bebê recém nascido não se beija)

25) Deixa chorar pra aprender!

26) Você tem que impor limites ao seu filho.

27) Tem que dar mamadeira pra dormir a noite toda (para bebês que só mamam no peito).

28) Se está com soluço é porque tem frio.

29) Ainda usa fraldas?

30) Com essa idade faz xixi na cama?

31) Já olha TV com essa idade?

32) Coitado, você não deixa ele olhar TV?

 

E a unanimidade entre as mães do blog, qualquer frase/palpite/conversa que comece com:

33) Na minha época…

 

Leia também:

Pode oferecer comida para um bebê sem perguntar aos pais?

No meu tempo não fazia mal!

Barriga de Grávida é patrimônio da humanidade.

Crianças em Apuros!

Qual o seu momento Fralda Cheia??

24 de agosto de 2015 3

Participe enviando sugestões para os nosso vídeos. Conte a sua história.

Todo mundo tem sempre um Momento Fralda Cheia quando se torna mãe ou pai. Cada um tem um jeito de criar os filhos, mas sempre tem alguém que questiona, dá pitacos, ou sugere que você faça diferente. Algumas mães/pais se irritam, outros lidam com bom humor, outros apenas ignoram, e muitos acatam as sugestões.

Foi pensando em dividir estas experiências que as mães do blog Fralda Cheia criaram o quadro “Momento Fralda Cheia”, onde uma vez por semana gravamos um vídeo contando situações que aconteceram e como lidamos.

E agora queremos convidar os leitores do Blog pra participar. Envie pra gente o seu momento Fralda Cheia, e você pode virar personagem do nosso vídeo semanal. Você pode comentar aqui mesmo neste post, ou então nos mandar mensagem através da nossa página no Facebook. Participe!

 

Acompanhe nossos Momentos Fralda Cheia:

- Não se coloca o dedo na boca de um bebê!

- “O bebê está com frio!”

- Como orientar as primeiras visitas?

- Podemos oferecer alimentos aos bebês sem perguntar antes aos pais?

- Por que todo mundo quer encostar na barriga de uma grávida?

- Se usa sal na comida de um bebê?