Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Definida a nova data para o leilão de frisas e camarotes do Carnaval de Porto Alegre

23 de janeiro de 2014 2
Foto: Cristine Rochol/PMPA

Foto: Cristine Rochol/PMPA

A venda dos camarotes e frisas do carnaval de Porto Alegre será no dia 28 de janeiro. O evento será na próxima terça-feira na Usina do Gasômetro, a partir das 20h.

Camarotes:

Os camarotes tem capacidade para 15 pessoas.  Não é permitido colocar qualquer tipo de propaganda ou cartaz, interna ou externamente, ou alterar a estrutura física das frisas e dos camarotes. Os camarotes são cobertos, na altura do segundo piso, e proporcionam uma visão panorâmica do desfile.

Frisas:

As frisas são uma invenção carioca e funcionam como uma espécie de camarote a céu aberto. Cada frisa comporta no máximo oito pessoas.

Entrada de bebidas gerou discussão que cancelou o primeiro leilão:

O leilão anterior foi cancelado após uma briga entre carnavalescos e a Secretaria da Cultura. Os membros das escolas de samba querem ter o direto de levar de casa as bebidas alcoólicas para os camarotes e frisas do Porto Seco, como ocorria nas demais edições do carnaval.  Mas neste ano, o consumo de bebidas e alimentos será dentro do Complexo. Conforme a diretora do Procon de Porto Alegre, Flávia do Canto, a estratégia de venda somente no interior do evento é legal e não fere o direito do consumidor.

“A comunidade carnavalesca deve saber que em todos eventos funciona desta maneira. Seja em uma casa noturna, bar ou restaurante. Se o evento organiza desta forma, a determinação deve ser respeitada. Desde que o valor seja comunicado com antecedência”, explica a diretora do Procon.

Em 2013, o valor arrecado com o leilão de frisas e camarotes no carnaval de Porto Alegre foi de R$ 169 mil.

 

Comentários (2)

  • jorge bertoli diz: 23 de janeiro de 2014

    a questão não é tão simples de poder ou não adentrar ao porto seco aqueles que arrematarem camarotes ou frisas… nosso questionamento é o seguinte: adquirimos os camarortes da prefeitura, pessoa jurídica de direito público. a prefeitura delega as funções de organizadora do evento para as ligas e associações das escola de samba, pessoas jurídicas de direito privado, e estas tem contratam com o patrocinador, que até agora não foi feito nada neste sentido, palavras do próprio conselho gestor, mas nesta situação se equipara à pessoa jurídica de direito público, haja vista tal delegação… o direito de exclusividade ´poderá ser adquirido pelo patrocinador, desde q este seja escolhido através de uma escolha aberta entre todas as empresas interessadas e que, caso seja direcionado a uma ou outra, poderá caracterizar o favorecimento.. e vou além, o direito de comercializar poderá ser desta forma, mas e meu direito de consumidor? ente privado, negociar o direito da exclusividade da comercialização é uma coisa… ente público é outra!!!!!!!!!!

  • Mauro de Deus diz: 23 de janeiro de 2014

    O que vale a pena no carnaval de Porto Alegre é a festa no camarote no momento que acabar isso termina o carnaval.

Envie seu Comentário