Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Gucci"

Elegância nunca sai de moda

13 de julho de 2012 0

Que tal um pouco de inspiração nestes dias frios? A mulher idealizada nas coleções prêt-à-pôrter inverno 2012/1013, apresentadas na Semana de Moda de Milão, revela toda a força, a elegância e a versatilidade feminina.

Barroca para Dolce & Gabbana; orgânica segundo a Missoni; selvagem para a Fendi; real na concepção da casa Prada; masculina chique para Giorgio Armani; e esbanjando sensualidade na interpretação da Gucci. E isso é apenas uma amostra do que desfilou nas passarelas italianas.

Não faltaram brilho, peles, tecidos refinados e misturas originais, mas é praticamente impossível apontar apenas uma ou outra tendência. O que fica mesmo é a lição de que elegância nunca sai de moda. E o inverno é a estação própria para esbanjar esta elegância em cada look.

 

Prada apostou em rostos pálidos e longos cabelos dourados para compor com os trajes de corte simples e rigoroso. A geometria reina assim como as cores: violeta, rosado, alaranjado, amarelo, verde, branco e preto.

 

 

 

Giorgio Armani propôs uma mulher chique, com casacos bordados, sapatos baixos e calças curtas, tipo bermuda. Apesar do estilo masculino, inspirado nas tropas coloniais inglesas, ela conserva sua feminilidade e elegância.

 

 

 

A coleção de Domenico Dolce e Stefano Gabbana se inspira na opulência barroca. Ao som de Luciano Pavarotti, suas rainhas desfi laram com diademas tipo coroas e brincos pendentes. Nos pés, botinhas amarradas com laços de fi tas, protegidos por meias de renda ou bordadas com fios de ouro.

 

 

 

Na Missoni as tramas confeccionadas em diferentes materiais (lã, pele, feltro, couro) exprimem todas as nuances de um mundo profundamente orgânico. Tudo lembra a natureza.

 

 

 

Para a Fendi, Karl Lagerfeld propôs uma mistura de peles luxuosas, lã ou caxemira, jérsei e ainda pele de rã ou de tubarão que se repetem nos acessórios e desenhos. Destaque ainda para os cinturões medievais e casacões de pele de cabra.

 

 

 

A mulher Gucci veio com saias longas com amplas aberturas, em tons verdes, azuis escuros e roxos. Os cabelos longos e os lábios vermelhos, completaram o estilo de heroína russa.

Está na hora de pensar no vestido de formatura

18 de outubro de 2011 0

Se você ainda não parou para pensar sobre o seu vestido de formatura está mais do que na hora. Hoje, muitas regras do passado podem ser quebradas e o que interessa de verdade é apostar num vestido que respeite o seu biotipo e a sua personalidade. Parece fácil, não é mesmo? Mas não é bem assim. São mil e uma opções de modelos, tecidos e cores, e fica difícil saber por onde começar. Para dar uma ajudinha à quem está atrasada nesta tarefa eu conversei com a estilista joinvilense Paula Domingues. Ela confecciona muitos vestidos de formatura – já tem encomendas para o final de 2012 – e também presta serviços como personal stylist, ajudando clientes a encontrar a melhor opção em lojas da cidade. E para ilustrar, escolhi alguns looks que desfilaram nas passarelas internacionais, em coleções de Elie Saab, um mago dos vestidos, copiadíssimo no mundo todo; Carlos Miele, Donna Karan, Ralph Lauren, e Frida Gianini para Gucci, por exemplo. Já o modelo azul abaixo é da Le Vestito, loja especilizada em vestidos de festa de São Paulo.

“Cores fortes estão sempre na moda, mas o rosa em todas as suas nuanças voltou com tudo”, conta Paula. Na opinião da estilista, as estampas são uma ótima opção, mas as mulheres ainda tem resistência porque sentem dificuldade em reaproveitar a peça depois. Ela alerta para os nudes, que são elegantes, mas exigem uma dose extra de cuidado, para que a mulher não fique apagada pela peça.

Se a opção for pelos curtos, vale lembrar que eles precisam ter um “quê” a mais, com recortes e volumes. “Os curtos estão permitidos sim, desde que a festa permita. O que eu estou fazendo muito são modelos dois em um: longos que se transformam em curtos para que a formanda consiga curtir a festa numa boa depois de toda parte formal”, conta.

Conforme Paula, com a modelagem correta existe o vestido perfeito para cada tipo de corpo. “Os drapeados estão na moda, mas nem todo mundo pode usar no busto, na linha horizontal. Algumas mulheres tem de usar o drapeado na linha vertical. Basta usar pensando em valorizar o corpo”, ressalta. Em relação aos tecidos, ela explica que os sintéticos estão muito bons, mas os tradicionais são a seda, o cetim, a musselina e o chiffon. “E neste verão as rendas e o paetê estão super na moda.”

Efeito das franjas: vale a pena entrar neste balanço

21 de junho de 2011 0

As franjas prometem ser a sensação do inverno. Pelo menos é o que anunciaram as semanas de moda internacionais. Fininhas e sofisticadas ou pesadas e de impacto, elas podem adornar detalhes de sapatos, bolsas e colares ou texturizar peças inteiras. Mas a ideia de cobrir as mulheres com pedaços de fios não é nenhuma novidade. Na década de 20, as tiras já enfeitavam e ganhavam destaqueno corpo das melindrosas e, depois, por um bom tempo, ficaram esquecidas no mundo da moda. Nos anos 70, as franjas voltaram com força total em materiais como couro e seda em produções hippies combinadas com estampas tie-dye.

Em 2011, grifes internacionais como Gucci, Ralph Lauren e Roberto Cavalli apresentaram coleções inspiradas nos anos 70 – ou tentativas de revisitar os estilos da época –, e colocaram as franjas de volta nas passarelas. Também no início deste ano, na cerimônia do Oscar, a atriz Anne Hathaway apareceu com um modelito da grife Oscar de La Renta, todo com franjas. No Brasil, elas foram trabalhadas em materiais como canutilhos pela Patachou, plumas pela Printing e até cabelo sintético pela Melk Z-Da. Designers catarinenses também investem nelas. A grife de bolsas Laci Baruffi criou peças com detalhes de franjas e trançados que dão um ar étnico e moderno aos modelos, e a marca de acessórios Fabiana Silva trabalhou colares de franjas feitas com tiras de couro e correntes.


A Gucci apresentou coleção com franjas, inspirada nos anos 70

 

 

 

 

A marca catarinense de acessórios Fabiana Silva apostou no couro e nas correntes

 

 

 

 

Anne Hathaway apareceu com um modelito Oscar de La Renta todo com franjas na cerimônia do Oscar 2011

Quanto mais colorido melhor: a moda agora é color blocking

09 de junho de 2011 0

Pra quem está se perguntando: não é o preto a cor deste inverno? A resposta é sim. Nada mudou. Mas uma tendência apontada pelos desfiles internacionais desde o verão passado está em alta e não vai passar despercebida na estação do frio. Então, em alguns momentos, deixe a sobriedade de lado, e aposte no color blocking. Isso mesmo! A ideia é criar blocos de cores vibrantes, que normalmente você não usaria juntos mas que, para aderir a esta onda colorida, você vai misturar num mesmo look. Escolha duas ou três cores superchocantes e sólidas como laranja, verde, azul, violeta, amarelo, pink, e por aí vai, e começe a testar as combinações. Se você está com medo de ficar com um look Restart, melhor apostar nos acessórios: sapato de uma cor, cinto de outra (e em alguns casos, o look permite até uma terceira cor na bolsa); ou então, sapato de uma cor, cinto de outra e casaco de uma terceira cor, com uma roupa bem básica. E você pode ainda variar com um cachecol de uma única cor. E se nada disso combina com você ainda tem a opção do ton sur ton, que é uma blocagem usando tons diferentes de uma única cor. É mais simples e o resultado é muito elegante. Vale a pena tentar! E se você não ficar craque durante o inverno vai estar preparada para o verão 2012, que deve ser ultracolorido.


A Blumarine levou para a passarela de Milão, em fevereiro deste ano, no desfile da coleção inverno 2012 uma sequência de looks muitos coloridos

 

 

 

A Gucci já havia mostrado a tendência do color blocking no ano passado, em seu desfile primavera/verão 2011

 

 

 

O verão 2011 da Prada  já tinha o color blocking

 

 

 

Jil Sander apresentou a tendência em seu último desfile

 

 

 

Na Gucci, as cores também estavam nas bolsas, chapéus e peles da coleção inverno 2012

 

Da passarela para a berlinda: o polêmico uso de peles de animais na moda

01 de maio de 2011 0

Nas semanas de moda da Europa, os ativistas do Peta gritaram, e muito, nesta temporada. Porque não foram poucas as marcas que apostaram nas peles como tendência para o inverno 2012 (eles estão apresentando as tendências para o hemisfério Norte, por isso, estão sempre antecipados em uma temporada). Aliás, havia tempo que a Europa não apresentava tanta pele nas passarelas! A discussão foi lançada, mas nenhuma marca recuou e cedeu aos protestos.

Aqui no Brasil, os desfiles que mostraram as tendências de inverno na Fashion Rio e São Paulo Fashion Week – que também aconteceram no início do ano -, mostraram peles em algumas coleções, mas não se ouviu falar de protestos. Agora, bem próximo da temporada do frio, a coleção Pelemania da Arezzo provocou o maior auê por causa do uso de pele de raposa e de coelho em bolsas, coletes e calçados.

A discussão teve início nas redes sociais e o apelo foi tão forte que a marca retirou do mercado no dia 18 de abril uma série de produtos feitos com a pele de raposa. Antes da decisão, o presidente da Arezzo, Anderson Birman, defendeu em entrevista à “Folha de S. Paulo” que a pele de raposa utilizada na confecção dos produtos era legalizada e vinda de criatórios. Mas no final das contas, a empresa resolveu não entrar em confronto e acalmar os ânimos. Pouco antes, no dia 14, a Arezzo apresentou a coleção Pelemania no Garten Fashion Show, em Joinville, sem polêmicas.


Deixe aqui a sua opinião sobre o uso de peles de animais na moda.



Há algum tempo a Europa não apresentava uma quantidade tão significativa de criações utilizando peles de animais.
De cima para baixo fotos dos desfiles da Gucci, Brioni, John Richmond, Salvatore Ferragamo e Fendi

 

 

Nas coleções de Samuel Cirnansck e Victor Dzenk , na SPFW e Fashion Rio, a pele já estava presente

 

 

No desfile do Garten Fashion Show, dia 14, em Joinville (foto acima), a Arezzo apresentou a coleção Pelemania