Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "PBC"

6º Paraná Business Collection ocorre de 26 a 30 de junho com 21 desfiles do verão 2013

24 de maio de 2012 0

Estão definidas as marcas que mostrarão as novidades do verão 2013 na passarela do 6º Paraná Business Collection (PBC). Entre os dias 26 e 30 de junho, no Centro de Eventos FIEP, o PBC apresenta coleções de 11 marcas e estilistas paranaenses, além de desfiles de dez novos designers na amostra Ideia Moda. Encerrando o line up, o 9º Prêmio João Turin de Incentivo aos Novos Designers de Moda revelará o vencedor do concurso direcionado a estudantes de cursos de moda do estado.

O desfile de Jefferson Kulig (foto) abre o evento no dia 26. O estilista, conhecido por suas coleções conceituais, caracterizadas por pesquisa de materiais e tecidos, já é uma tradição na primeira noite de PBC. Em seguida, a Lafort, comandada pela empresária Irit Czerny, mostra as novidades para o público feminino.
O evento termina com o esperado desfile Prêmio João Turin de Incentivo aos Novos Designers de Moda, que reunirá 12 finalistas do concurso.

LINE UP

Terça-feira, 26 de junho
Jefferson Kulig – 20 horas
Lafort – 21 horas

Quarta-feira, 27 de junho
Fabio Bartz – 19 horas
All Purpose -  20 horas
Recco – 21 horas

Quinta-feria, 28 de junho
Lady Louca – 19 horas
Cyntia Fontanella -  20 horas
Docthos – 21 horas

Sexta-feira, 29 de junho
Francesca Córdova – 19 horas
Camoa Brasil -  20 horas
Sinistra – 21 horas

Sábado, 30 de junho
Ideia Moda – 19 horas
Prêmio João Turin – 21 horas

Silmar Alves apresentou temática paranaense

21 de fevereiro de 2011 0

Silmar Alves encerrou o penúltimo dia do PBC. Mais uma vez o estilista trouxe à passarela a riqueza de uma temática paranaense – a Lapa com sua história heroica, artesanato e cultura. Fitas, franjas, bordados e tecidos foram produzidos artesanalmente, com detalhes minuciosos de uma moda artística que desenhou o estudo aprofundado da trajetória lapeana e consolidou a característica de inclusão social defendida por Silmar Alves.
Em sua maioria, as peças ilustraram, de maneira sofisticada, o movimento tropeiro e a persistência da luta do município durante o Cerco da Lapa. Para prestar homenagem à alta sociedade curitibana, vinda do município do interior paranaense, surgiram vestidos longos esvoaçantes, com brilhos aplicados sem exagero, um luxo despretensioso. Para Paulo Martins, organizador do evento, a escolha por dirigir o desfile de Silmar Alves é fruto da sintonia com o estilista, pois, ambos têm prazer em trabalhar com a identidade paranaense. “Fiquei impressionado com o resultado envolvente que obtivemos com o público. A escolha da trilha sonora e iluminação deram o tom épico e nostálgico para ilustrar a história contada nesta edição.”


Ficha técnica:
Estilo e desenvolvimento de Produto: Silmar Alves
Trilha sonora: Dingue
Edição de moda e styling: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Direção de desfile: Paulo Martins
Hair: Keune Trainée com produtos Keune
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Armazém das Fábricas
Agradecimento: Elisa Sawada / Juliana Morya / Dali Terres / Família Bozza

Cataventos retrataram liberdade da Picnicdelefante

21 de fevereiro de 2011 0

Cataventos na passarela do PBC: gigantes, na ambientação, pequenos e dourados para quem esteve na primeira fila, e em acessórios de cabelo, broches e aplicações dos looks da Picnicdelefante. Uma coleção que fez a plateia mergulhar num universo mágico de liberdade, mostrando que o vento leva a rumos inusitados.
Inspirada na moda francesa feminina, a grife apresentou vestidos retos, curtos e com cinturas baixas, golas do tipo claudine – redondas -, franjas e bordados em pérolas. Cada detalhe das peças revisita os anos 20, época em que liberdade era uma prioridade, inclusive na moda.
A exemplo do que se viu até hoje, o romantismo tomou conta do PBC 2011, desta vez de uma maneira diferente, com transparências e uma assinatura jovial, característica da marca. Peças listradas lembraram, com sutiliza, o navy – estilo marinheiro – presente nas coleções croisières, de primavera, que sempre antecedem o verão nas passarelas internacionais. O final do desfile também surpreendeu: as modelos fizeram uma saída diferente, em movimentos circulares, retratando a temática da coleção.


Ficha técnica:
Estilo e desenvolvimento de Produto: Isabella Seghese
Trilha sonora: Isabella Seguese & Clé Carrer
Edição de moda e styling: Clé Carrer
Direção geral: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Hair: Keune Trainée com produtos Keune
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Armazém das Fábricas
Apoio: Bossa do Pano / Eurolaser

Docthos explorou xadrez em peças casuais

21 de fevereiro de 2011 0

Sacas de algodão ambientaram o desfile masculino da Docthos que encerrou o quarto dia do PBC com muito xadrez e listras em camisas, bermudas, calças e gravatas. A coleção trabalhou a alfaiataria de maneira sutil, em looks que têm influência nos anos 60, destacando a jovialidade nas calças ajustadas e paletós sem colarinho. As produções apresentadas propuseram um homem moderno que ousa misturar composições, cores e prints. Os jeans lavados quebraram a seriedade dos visuais que associaram camisas, paletós e gravatas mais casuais.



Ficha técnica:
Direção Geral: Stela Krindges
Direção Criativa: Adriano Carvalho
Direção de Desfile: Robson Schultz
Trilha Sonora: Dingue
Cabelo: Keune Trainee
Maquiagem: Grisiela Ribeiro
Sapatos: Kildare
Luz: Tamandúa

Frescor na coleção da Sinistra

21 de fevereiro de 2011 0

Fresca e jovial, a coleção da Sinistra trouxe diversão à passarela do PBC. Corações, grampos de cabelo, laços, maçãs e o liberty aparecem numa estamparia leve, romântica, presente em carteiras, cintos, botões e colares. Os elementos das prints destacaram a coleção que lembra as flores recebidas pelo primeiro amor, acessórios de cabelo, e os melhores momentos da infância.
O colorido das peças foi trabalhado em peças cruas com predominância da malharia. Meia-calças claras com diferentes texturas se associaram e construíram visuais descontraídos.


Ficha técnica:
Direção Geral: Dalva Herreiro
Direção Criativa: Eliane Herreiro
Direção Executiva: Marcelo Tadeu
Direção de Desfie: Robson Schultz
Trilha Sonora: Dingue
Cabelo: Keune Treinne / Franjas: Hair Do
Maquiagem: Grisiela Ribeiro
Luz: Tamandúa

Yet reproduziu um exército de mulheres sensuais

21 de fevereiro de 2011 0

Sensual, o militarismo tomou conta do desfile da Yet. Looks em jeans valorizaram a silhueta feminina. Para retratar isso, shorts e macaquinhos ultracurtos associados a botas do tipo Cavalière e suspensórios foram apresentados. Cintos largos e altos destacaram a cintura em vestidos e o conceito esportivo da coleção recebe um toque glam com o dourado em botões e cordas aplicados nas peças.
O estilo militar, tendência também revisitada em outras coleções neste ano, foi ilustrado com as folhas secas espalhadas na passarela e a saída das modelos que, ao final do desfile, formaram um exército feminino sensual, completou o mise em scène proposto pela marca.

Ficha técnica:
Estilo & Desenvolvimento de produto: Amanda Riquerme
Marketing: Marcos Gomes
Stiling e direção geral: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Trilha sonora: Clé Carrer e Isis Ruda
Hair: Keune Trainée Team com produtos Keune
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Armazém das Fábricas

Café brasileiro perfumou desfile de Fábio Bartz

21 de fevereiro de 2011 0

Um aroma de café perfumou a coleção de Fábio Bartz, no terceiro dia de desfiles do PBC. A influência do produto, importante para a economia brasileira, inspirou estampas geométricas, aplicações de botões, listras e recortes que integraram os looks femininos e masculinos propostos pelo estilista para o inverno 2011. O designer pensou no formato de fazendas e fez referência à Art Déco para criar peças cosmopolitas como parcas acinturadas, vestidos, calças e saias de alfaiataria, num conceito que revisita os tecidos rústicos de maneira sofisticada.
Chapéus estilo Panamá complementaram peças sobrepostas em composições bem ordenadas, mesclando as nuances de rosa, além do marrom, que retratou o período de queima do café no país, predominantes na coleção. “Tudo foi muito pensado a partir de uma pesquisa aprofundada sobre a história do café no Brasil. Até os recortes em zig zag detalhados nas saias buscaram ilustrar a fumaça da queima do produto”. Destaque para os decotes de maxi regatas com bordados tanto para a linha feminina quanto masculina.


Ficha técnica:
Styling: Filipe Reblin
Produção: Diego Domingos (Qi Produção de Moda) e Silvana Bartz
Assistente de Produção: Miguel Luís Cuenca, Fernado Stein e Thaís Fujarra
Coordenação de Backstage: Filipe Reblin e Wagner Gabardo
Trilha sonora: Leonardo Karam
Efeitos Sonoros: Lilian Nakao
Marketing Olfativo: Biomist
Hair: Keune Trainée Team
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Femininos: Melissa para Nonsense Jeans e Masculinos: Botas Vonder
Agradecimentos Especiais: Pablo Gaertner, Fronczak, Índias de Rococó, Sônia Leva, Ricardo Strechar, Cooper Botões, Germer Porcelanas, Lúcia Encanto de Chapéus, Barbearia Clube, Tânia Fagundes, Marcus Fagundes, Thiago Aniceski, Marcelo Moraes, Stephanie Schafer, Sá, Léo Ostrovski, Passos Teixeira, New Jeans, Hugo Becker, Yure lobo, Ingrid Justus e Jackson Justus.

Joyful reinventou a sustentabilidade

21 de fevereiro de 2011 0

Uma moda consciente, que propoz a mudança de atitude, reforçou a importância da sustentabilidade, desde a ambientação que trabalhou casulos na passarela. Foi assim que a Joyful desfilou no PBC. A transformação da borboleta foi retratada gradativamente, começando com peças quentes compostas por maxi golas e maxi echarpes, no off-white. Continuou com looks orgânicos, ilustrando a lagarta e chegou ao ápice com o colorido de estampas, trabalhadas à mão pela estilista, Taisa Ruiz Paloma, na seda e algodão orgânico.
Leggings e túnicas em tricot foram sobrepostos numa silhueta elegante, conceitual e sem pretensões, os macacões, apareceram curtos e em nuances de alfaiataria. Franjas, até mesmo nas echarpes, e a lona residual foi reaproveitada na confecção de pulseiras e enfeites de cabelo, em forma de borboleta.

Ficha técnica:
Direção Geral: Adilson Filipaki
Direção Criativa: Taisa Ruiz Paloma
Direção Executiva: Edilaine Conzendei Filipaki
Direção de Desfile: Robson Schultz
Trilha Sonora: Dingue
Cabelo: Keune Trainee
Maquiagem: Grisiela Ribeiro
Sapatos: Santa Lolla
Luz: Tamandúa

A moda lúdica da Lady Louca

21 de fevereiro de 2011 0

Um toque de mistério e de fantasia. Lúdicos, os looks da Lady Louca reforçaram a brincadeira com uma trilha sonora que surpreendeu o público. As produções femininas foram românticas e sensuais, trouxeram vestidos mini e aplicações em decotes nas costas, mangas, apareceram até mesmo nas bailarinas e nos sapatos de salto.
A capeline foi trabalhada de forma suave, o trapézio apareceu em vestidos românticos e os casacos acinturados, numa proposta que revisitou o visual das bonequinhas de luxo. Destaque aos olhos reforçados e à boca, em vermelho, que retrataram esse conceito. Vestidos e saias com babados, e as calças boca de sino amplas, corsets e tops ajustados, numa contraposição de shapes.
O Lord Louco, coleção masculina que estreou no PBC, seguiu a linha do que se viu nos looks para as mulheres, com proposta da calça sarrouel despojada e ajustada em moletinhos. Nos pés, as Rain Boots divertiram e completaram as produções.



Ficha técnica:
Estilo & Desenvolvimento de produto: Michele Candido e Yoko Hirano
Direção geral: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Trilha sonora: Diogo Mazza
Hair: Keune Trainée com produtos Keune
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Juliana Schumann Hess Sapatos
Apoio: CAW Projetos e Consultoria Industrial / Abruzzo Fotografia / Multicort Cortes e Gravação a Laser / Fabrica do Silk Estamparia / Juliana Schumann Hess Sapatos / Made in Mars Design e Ilustração

Os looks glamourosos da Lafort

21 de fevereiro de 2011 0

Um inverno romântico com looks que reinventaram o preto e branco sofisticado da Coco Chanel, misturando peles ecológicas, aplicações artesanais, e destacando o romantismo e a feminilidade do estilo lady like. Essa foi a proposta a Lafort.
O universo glamouroso da grife revisita os anos 50, ao mesmo tempo em que destaca uma moda rica no trabalho manual. Perfeccionista, o trabalho da haute couture no Théâtre de La Mode apareceu em vestidos tomara que caia que trouxeram saias trabalhadas, além de outros modelos com rendas, paetês nos tons dourados que mesclaram tricot e peles ecológicas. Luvas curtas e longas completaram os visuais, que ajudaram a entender a magia de uma costura focada no luxo.
Produções em off-white ilustraram uma elegância suave e, os decotes nas costas, a feminilidade de uma mulher poderosa. O preto, cinza, dourado e bege ganharam suavidade a partir de cortes exatos e peças de alfaiataria, também reinventadas a partir de aplicações. De acordo com Cristina Voswinckel, sócia do grupo Servopa, o romantismo proposto pela coleção de inverno da Lafort e a mistura das peles nos looks são as características mais marcantes do desfile, que trouxe roupas fáceis de usar e que despertaram o desejo das consumidoras.


Ficha técnica:
Estilo e desenvolvimento de produto: Irit Czerny e Léa Okamoto Ramos
Edição de moda e styling: Irit Czerny e Léa Okamoto Ramos
Direção de desfile: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Trilha sonora: André Gentil
Make up: Grisiela Ribeiro
Hair: Keune Trainée Team com produtos Keune
Apoio: Shoestock/Tri Fill