Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Ford Fiesta terá motor 1.0 EcoBoost Turbo de 125 cavalos

26 de maio de 2016 0

O propulsor de três cilindros será o mais potente do seu segmento no mercado brasileiro

Ford - Motor EcoBoost 1.0 (1)

A avançada tecnologia aumenta potência e reduz consumo de combustível e emissões

 Redução do tamanho e do peso do motor com o aumento da potência e menores consumo e emissões são as principais características da tecnologia EcoBoost desenvolvida pela Ford e com mais de 250 patentes. O 1.0 EcoBoost turbo chegará ao Brasil como um dos mais premiados do mundo e o mais potente do seu segmento no mercado do país. Equipará uma versão esportiva do Fiesta. Com avançada tecnologia, três cilindros, o 1.0 desenvolve 125 cavalos de potência e integra a família global EcoBoost com sete modelos de motores, do 1.0 ao V6  de 600 cv que equipa o superesportivo Ford GT.

Ecoboost - Rogelio Golfarb

Golfarb destaca importância de investimentos em tecnologia para a Ford (Gilberto Leal)

 O EcoBoost combina três tecnologias: turboalimentação, injeção direta de combustível e comando de válvulas variável, além de outras inovações. O vice-presidente de Estratégia, Comunicação e Relações Governamentais da Ford América do Sul, Rogelio Golfarb, define o novo motor como uma das soluções mais inteligentes que a norte-americana já incorporou em seus veículos. No seminário de tecnologia realizado em São Paulo, nesta semana, destacou que o investimento em tecnologia representa uma grande vantagem competitiva para a marca atendendo o consumidor que quer um motor pequeno com desempenho, economia e baixas emissões.

Bloco em alumínio, cabeçote em alumínio e fibra de carbono, duplo comando variável (admissão e escape), coletor de escape integrado ao cabeçote, injeção direta de combustível e turbo de  até 1,5 bar de pressão, o novo propulsor pesa 23,5 quilos,  40% mais leve em relação ao com bloco em ferro. A correia banhada em óleo dispensa manutenção e a durabilidade acompanha a vida útil do motor. Conforme a montadora, o EcoBoost 1.0 é até 20% mais econômico no consumo de combustível e  reduz em até 15% as emissões de CO2.

FORD BRASILNEW FIESTA AUTOMÁTICO HATCH 2014ITUPEVA/SPABRIL 2

Motor de três cilindros 1.0 Ecoboost equipará versão esportiva do Fiesta (Fotos Ford, DV)

Importado da Romênia, em conjunto com o câmbio automatizado Powershitf de dupla embreagem e seis velocidades, equipará o Fiesta. Dados da Ford mostram  que o 1.0 turbo deixou o Fiesta cerca de 20% mais rápido em relação ao atual com o propulsor 1.6 16V com a mesma transmissão. A aceleração de 0 a 100 km/h que no modelo atual é de 12,1 segundos cairá para 9,6 segundos.

Jaguar F-Type British Design chega ao Brasil

19 de maio de 2016 2

Serão apenas quatro unidades da série limitada com preços a partir de R$ 537.968

FTYPE_BDE_Location_Image_050116_12_LowRes

Apenas uma unidade do conversível foi destinada ao mercado brasileiro (Fotos Jaguar)

 Desenvolvida a partir da versão equipada com motor V6 S de 380, a British Design tem design e detalhes exclusivos baseados nas cores da bandeira do Reino Unido e recebeu novos equipamentos de série que valoriza ainda mais a esportividade.  Apenas quatro unidades chegarão ao mercado brasileiro nas cores, vermelha, preta e branca. Três serão do cupê, com preço de R$ 537.968, e uma do conversível que sairá por R$ 546.760.

O logotipo British Design Edition, que identifica a série limitada foi posicionado na grade dianteira e na traseira do esportivo. O S, do modelo, recebeu pintura especial nas cores da bandeira do Reino Unido. O aerofólio escamoteável traseiro destaca o visual esportivo e melhora a aerodinâmica em alta velocidade. As rodas de 20 polegadas, exclusivas com acabamento cinza, utilizam pneus mais largo em relação aos do S-Type V6 S. Na frente, 255/35/R20 e atrás 295/30/R20. Os freios têm pinças vermelhas.

O interior tem acabamento em fibra de carbono no console e couro preto com costuras em vermelho, branco ou azul nos bancos, volante, painel e laterais das portas. O sistemas de informação e entretenimento In Control Apps tem conectividade com smartphones enquanto o som é Meridian.

Nova Ford Ranger Flex 2017 custa a partir de R$ 99.500

18 de maio de 2016 0

Atualizado, o sistema de partida a frio do motor dispensa o tanquinho auxiliar de gasolina

NovaRangerFlex2017-Limited-1b

Picape média  tem três versões bem equipadas e  novos recursos eletrônicos de segurança

 A picape cabine dupla equipada com o motor 2.5 Flex com até 173 cavalos de potência complementa a gama de modelos da Nova Ranger 2017. Faróis auxiliares de neblina, rodas de liga leve de 17 polegadas com pneus 265/65 R17 All Season, direção elétrica, ar-condicionado, computador de bordo, controlador eletrônico de velocidade, vidros, retrovisores e travas das portas elétricas, sete airbags e Isofix para cadeiras infantis são equipamentos de série da Ranger Flex. Também o sistema de conectividade SYNC com tela colorida de 4,2 polegadas, Bluetooth, comandos de voz para áudio e telefone, além do AppLink para aplicativos de smartphones e assistência de emergência. Recursos eletrônicos auxiliam a condução e aumentam a segurança como o  Advance Trac que inclui os controles de estabilidade, tração e anticapotamento, assistente de partida em rampa, controle adaptativo de carga e assistência de frenagem de emergência. A  Ford Ranger 2.5 Flex 2017 XLS custa R$99.500.

Nova Ranger Flex int

Quadro de instrumentos programável,  sistema SYNC e tela de 8 polegadas  (Fotos Ford, DV)

 Ranger XLT – R$ 109.500

A versão intermediária acrescenta XLT estribos laterais, santantônio e detalhes externos cromados. No interior, o quatro de instrumentos conta com duas telas de quatro polegadas configuráveis, bancos são em couro,  ar-condicionado automático digital com controles individuais, sensor de estacionamento traseiro, monitoramento de pressão dos pneus e chave programável MyKey.  O sistema SYNC tem tela de oito polegadas sensível ao toque, navegação por GPS, câmera de ré, duas entradas USB, leitor de cartão de memória, comandos de voz para áudio, telefone, navegação e climatização.

Ranger LimitedR$ 118.500

A opção topo de linha traz ainda ajuste elétrico do banco do motorista em oito posições,  controle eletrônico de velocidade adaptativo, alerta de colisão, sistema de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, farol alto automático e personalização da luz ambiente em sete cores.  Também  retrovisores elétricos com piscas, rebatimento e luz de aproximação, sensor de chuva e sensor de estacionamento dianteiro. Por fora, é diferenciada pelo iluminação diurna em LEDs, santantônio na cor da carroceira, bagageiro no teto, rodas aro 18 com pneus 265/60 R18 All Season, protetor de caçamba e capota marítima.

A Ranger 2017 tem cinco anos de garantia e  plano de três revisões nos primeiros três anos de uso ou 30.000 km com preço fixo.

Volkswagen Gol 1.0 duas portas chega por R$ 33.620

17 de maio de 2016 2

O compacto hatch na versão Trendline traz o motor três cilindros de até 82 cv 

4_GOL2017_2portas

Opção duas portas recebeu identidade visual da marca e faróis escurecidos (Fotos VW, DV)

 O Volkswagen Gol 2017 ganha versão duas portas, equipada com o propulsor de três cilindros 1.0, traz as mesmas modificações do modelo quatro portas. Por fora, novos para-choques, faróis com máscara negra e lanternas acompanhando a identidade visual da marca. No interior foram atualizados o volante, painel, quadro de instrumentos, comandos e saídas de ar.  Direção hidráulica, banco do condutor com ajuste de altura, vidros elétricos e travas das portas, conta- giros lavador e limpador do vidro traseiro são de série. As rodas são de 14 polegadas e os pneus verdes de baixa resistência 175/70 R14. Com previsão de chagada aos concessionários em junho, o Volkswagen Gol 1.0 2017 Trendline duas portas terá preço sugerido de R$ 33.620.

O pacote Interatividade com ar-condicionado, sistema de som Media com rádio, suporte para celular, Bluetooth e entradas USB e auxiliar para cartões de memória é opcional.  Também o Interatividade Composition Touch,  central multimídia com tela colorida de cinco polegadas e alta resolução  interativa aos smartphones. Os bancos são revestidos em tecido tear preto.

O compacto Volkswagen duas portas conta com o motor de três cilindros 1.0 de 75 cv, a gasolina,  até 82 cv apenas com etanol. O sistema de partida a frio aposentou o tanquinho auxiliar de gasolina em baixa temperatura. O câmbio manual é de cinco marchas. Segundo a montadora, a eficiência energética melhorou até 11% em relação ao modelo anterior.

Anfavea comemora 60 anos e a importância do setor automotivo

17 de maio de 2016 0

A entidade dos fabricantes de veículos acompanhou o crescimento brasileiro

Linha de montagem da GM em Gravataí (RS). Crédito – João Al

Fábricas brasileiras estão entre as mais avançadas do mundo (Fotos Gilberto Leal e DV)

A história do setor automotivo no Brasil começou com a chegada dos primeiros carros importados pelas famílias de Santos Dumont, José do Patrocínio e Tobias de Aguiar. Logo depois, ainda no começo do século XX, algumas empresas começaram montar veículos em galpões e depósitos em São Paulo. Com o tempo, passam de importadoras para montadoras, com fábricas instaladas na Região do ABC paulista. A proibição da importação de peças em 1952, pelo presidente Getúlio Vargas, favoreceu a nacionalização. Juscelino  Kubitschek assumiu a presidência da República com a proposta de crescer 50 anos em cinco e incentivou o setor com a criação do Grupo Executivo da Indústria Automobilística (GEIA), em 1956. No mesmo ano, em 15 de maio, surgiu a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Anfavea. Nestes 60 anos da história da entidade, o setor automotivo se confunde com a história do desenvolvimento do Brasil embalando e atendendo sonhos que geram renda e emprego em um segmento que responde por 23% do Produto Industrial Interno Bruto do país.

A entidade dos fabricantes de veículos – automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e rodoviárias -  começou com oito associados que empregavam 9,8 mil trabalhadores e produziam 30, 5 mil veículos por ano. A cadeia automotiva acompanhou o desenvolvimento do país e ajudou desbravar fronteiras e a conquista do interior. Hoje as 32 associadas da Anfavea  respondem por quase 130 mil empregos e  produziram em anos recordes, como em 2013,  mais de 3,7 milhões de veículos, vendeu 3,80 milhões de unidades e exportou quase outras 900 mil. Também desenvolveu a tecnologia de motores flexíveis que permitem o uso da gasolina, etanol ou a mistura de ambos em qualquer quantidade e que equipam cerca de 90% dos veículos produzidos no país.

As principais montadoras do mundo estão presentes no país. Os investimentos anunciados chegarão a R$ 85 bilhões no período 2012 a 2018 para construção, ampliação e modernização de fábricas, atualização e desenvolvimento de novos produtos. Diversos fabricantes tem centros de pesquisa e desenvolvimento que criam veículos e plataformas que rodarão pelo mundo inteiro. Dos investimentos previstos, cerca de R$ 15 bilhões terão foco em pesquisa, desenvolvimento e engenharia para atender o Inovar-Auto.

Presidida por Antonio Megale, como parte da programação dos seus 60 anos, a Anfavea fará apresentações e palestras em universidades brasileiras com o objetivo de contato com jovens universitários para retratar a história da indústria, além de conversar sobre temas que são frequentemente debatidos na sociedade.

Range Rover Sport com motor V6 de 340 cv chega por R$ 381.015

16 de maio de 2016 0

A série especial limida em 45 unidades traz detalhes que valorizam esportividade

RANGE ROVER RRS  2

Motor de 340 cv, detalhes visuais e no interior fazem a diferença (Jaguar Land Rover, DV)

 A versão de entrada do Range Rover Sport ganhou edição limitada equipada com o motor V6 3.0 Supercharded, que equipa a versão top HSE. O propulsor sobrealimentado de 340 cv atua com o câmbio automático de oito velocidades e opção de troca sequencial de marchas por aletas atrás do volante. Detalhes no para-choque, saias laterais na cor da carroceria e rodas de aro 20 diferenciam a nova opção. As 45 unidades são divididas em cada 15 unidades nas cores Branco Fuji, Cinza Corris e Preto Santorini. O Range Rover Sport V6 Supercharged custa R$ 381.015.

 O interior premium tem revestimento em couro preto Ebony nos bancos, painel, laterais dasportas e volante além de detalhes em alumínio escurecido incluindo o console central. Os bancos do condutor e acompanhante têm ajustes elétricos e memória. O quadro de instrumentos virtual com tela de 12,3 polegadas em TFT substitui os mostradores analógicos. O Range Rover Sport V6 Supercharged traz ainda o sistema de entretenimento InControl Apps com sistema de navegação por GPS, dispositivos de áudio, conexão com smartphones e memória interna para armazenamento de músicas.

Chevrolet Trailblazer 2017, novo visual e mais tecnologia a partir de R$ 159.990

14 de maio de 2016 1

SUV grande traz aperfeiçoamentos nos freios, suspensão e no sistema de direção elétrica

TRAILBLAZER 7

Reforço para robustez com destaque à nova frente e interior sofisticado  (Fotos GM, DV)

 Faróis, iluminação diurna por LEDs,  grade alongada, capô com vincos, rodasde 18 polegadas e para-choque com auxiliares de neblina redesenhados, o novo Trailblazer 2017 por fora remete a picape S10 e segue a nova identidade visual da marca. Na traseira, lanternas em LEDs. O interior também foi aperfeiçoado com o uso de matérias mais refinados e novos painel, quadro de instrumentos, laterais das portas. Com 50 modificações, apenas na versão LTZ para até sete passageiros, o utilitário esportivo grande tem opções de motores V6 3.6 a gasolina de 279 cv e 2.8 Turbodiesel de 200 cv combinados com câmbio automático de seis velocidades e tração 4×4. O preço do Chevrolet Trailblazer 2017 baixou R$ 4.000 na opção a gasolina que custa R$ 159.900, e R$ 2.000 na turbo diesel, que passou para R$ 189.990.

O utilitário esportivo grande tem como principais clientes as famílias que respondem por 89% das vendas. Apenas 3% são solteiros e 1% viúvo. A renda média mensal é de R$ 25.000 e, para 20% dos compradores é um veículo adicional que procura um modelo com a robustez de uma picape com a sofisticação de um automóvel sedã.

O sofisticado interior é semelhante ao da picape S10 na versão topo High Country. Volante multifuncional, o quadro de instrumentos foi redesenhado com mostradores analógicos e digitais. O computador de bordo traz diversas informações e, com  a função Eco, auxilia o condutor otimizar o consumo de combustível. Também mostra a pressão dos pneus. A central multimida MyLink tem tela de 8 polegadas, traz navegação por GPS, sistema de som, Bluethoof, viva-voz conexão com a smartphones Android Auto e Apple CarPlay (iPhone).   O sistema ONStar de informações e serviços é gratuito no primeiro ano.

Os alertas de colisão frontal – sinaliza a proximidade com veículo à frente,  o de saída involuntária de faixa, e o de ponto cego,  são de série. Também a câmera de ré com alerta de movimentação traseira, que por sensores avisa ao motorista se há trânsito cruzado antes que ele possa ter aquela área no campo de visão. Ainda partida do motor à distância, sensores de chuva e crepuscular, sensor de estacionamento dianteiro, fechamento dos vidros pela chave, controles de tração e estabilidade e assistentes de partida em rampa e de descida.

Com 4,88 metros de comprimento, 1,90 m de largura e 2,85 m de distância entreeixos – o Trialblazer tem até sete lugares. As três fileiras de assentos tem diferentes níveis de altura e climatização individual e ajustável. O espaço para bagagem varia de 205 litros a 1.830 conforme a configuração dos bancos.

Toyota inaugura fábrica de motores e confirma chegada do novo Prius

13 de maio de 2016 0

Planta, que produzirá propulsores  para Etios, poderá também fazer para o Corolla

TOYOTA PRIUS 3

Novo Prius, o carro híbrido mais vendido no mundo, chegará logo no mercado brasileiro

 O turbilhão político que abalou a economia brasileira,  provocou a queda de quase 30% da venda de veículos nos últimos meses e levou ao afastamento temporário da presidente da República não comprometeu os planos da Toyota. Em plena crise, a montadora japonesa inaugurou a nova fábrica de motores em Porto Feliz, no interior de São Paulo. A primeira planta de motores do grupo na América Latina foi implantada em uma área de 872.500 metros quadrados e recebeu investimentos de R$ 508 milhões. Com 320 funcionários, produzirá 108 mil motores por ano para os compactos Etios hatch e sedã. No futuro, poderá também montar motores para o sedã médio Corolla.

PORTO FELIZ

A fabrica  com alto grau de automatização, é uma das mais avançadas do mundo ( Toyota)

 Uma das mais modernas unidades da Toyota no mundo, a planta de Porto Feliz tem estrutura flexível que permite aumentar a capacidade de produção para acompanhar as necessidades do mercado. Com alto grau de automação, também é a primeira que reúne as três fases do processo industrial – fundição, usinagem e montagem – num mesmo local.

PORTO FELIZ 2

Principais executivos da Toyota e autoridades participaram da solenidade de inauguração

 A Toyota é uma das poucos montadoras que crescem em 2015 quando o mercado despencou mais de 20%. O principal executivo da empresa para a América Latina e Caribe, Steve St Angelo manifestou a confiança na recuperação do Brasil e destacou que a chave para isso é que  empresas, fornecedores, sindicatos e governos trabalhando juntos. Apesar da crise, a Toyota não dispensou funcionários, mas contratou. Ressaltou que a estratégia da empresa é de longo e que se o mercado crescer, a fábrica de Porto Feliz poderá ser ampliada para produzir diferentes motores. Com as vendas estáveis nos últimos dois meses,  a Toyota trabalha forte para a redução de custos e conversa com os sindicatos para ter maior flexibilidade. Responsável pela marca japonesa em 40 países, o executivo lamentou que o Brasil só consegue exportar para a Argentina, Uruguai e Paraguai. Os demais importam dos Estados Unidos.  O precisa reduzir custos para ter competitividade e exportar mais.

ETIOS 2017 Gilberto Leal

Os motores 1.3 e 1.5 do compacto Etios  hatch e sedã são produzidos em Porto Feliz

 St. Angelo acredita que o motor a gasolina vai morrer com o avanço da tecnologia híbrida. Apontou como ideal a combinação da tecnologia híbrida com o etanol, lamentou que os consumidores não entendem suas vantagens e a necessidade de um trabalho de conscientização. O executivo revelou que o novo hatch compacto híbrido Prius deverá desembarcar logo no mercado brasileiro.

PORTO FELIZ 3

o Kagami Wari, ritual japonês de boa sorte, encerrou a cerimônia (Fotos Gilberto Leal)

Nova Honda XRE 190 modelo 2017 custa R$ 13.300

12 de maio de 2016 0

Com freio ABS de um canal, motocicleta trail urbana também encara trilhas de terra

HONDA XRE 190 ABRE A

Assento largo em dois níveis para rodar na cidade e em pequenas trilhas (Fotos Honda, DV)

  A família XRE tem mais uma opção. A Honda XRE 190, modelo trail de baixa cilindrada, é uma alternativa para os admiradores da versão com motor de 300 centímetros cúbicos (cc) mas procuram uma opção mais econômico e fácil de conduzir sem abrir mão do estilo moderno, do conforto e da versatilidade. Fabricada em Manaus, versão única,  inspirada na XRE 300, com três anos de garantia e troca de óleo gratuita em sete revisões, a Honda XRE 190 tem preço sugerido de R$ 13.300, base o Estado de São Paulo, sem frete e seguro.

A nova moto tem o motor monocilíndrico FlexOne de 184,4 cc, 16,3 cv (gasolina) a 16,4 cv (etanol), transmissão de cinco marchas e sistema de freios com ABS de um canal na frente e a disco simples na roda traseira. O chassi tipo berço semi duplo, suspensão dianteira tem amortecedor de 160 milímetros e a traseira, mono amortecida, tipo Pro-Link tem curso de 150 mm.

Visual avançado e espírito aventureiro, o conceito de trail urbano da XRE 190 combina a carenagem de linhas anguladas, para-lamas curto, escapamento elevado e pneus de uso misto. A traseira é valorizada pela lanterna e sinalizadores independentes, suporte de placa alto e alças em alumínio, integradas ao bagageiro em nylon de alta resistência. Nas cores verde metálico, preto metálico e vermelho metálico, as tampas laterais do motor na cor grafite.  As rodas raiadas tem acabamento em cromo fumê. Os pneus de uso de tipo misto são 90/90 – 19M/C 52P (frente) e 110/90 – 17M/C 60P (atrás).

O quadro de instrumentos digital conta mostra velocidade, rotação do motor, distâncias parcial e total, nível de combustível, entre outras informações. O assento largo em dois níveis facilita os deslocamentos urbanos ou em pequenas trilhas no fora-de-estrada. O tanque de combustível tem capacidade para 13,5 litros (3,1 litros de reserva).

 

Domingo Duster movimentará litoral gaúcho

12 de maio de 2016 0

Evento de aventura promovido pela Renault será neste domingo com saída de Osório

DUSTER DAY

A experiência percorrerá cerca de 60 quilômetros pelas regiões de Tramandaí e Cidreira

 A primeira etapa da expedição Domingo Duster 2016 reunirá os proprietários do utilitário esportivo compacto da área metropolitana de Porto Alegre na cidade de Osório. Serão percorridos cerca de 60 quilômetros pelo litoral passando por dunas, charcos, lagoas da Custódia, do Gentil e Fortaleza das regiões de Tramandaí e Cidreira. Os alagados terão grau de dificuldade de médio para alto, quando será possível pôr à prova a robustez do  Duster 4×4.

DUSTER DAY

Enfrentar qualquer terreno será desafio para o utilitário Renault nas versões 4×2 e 4×4

Com inscrição gratuita, a viagem de aventura que valoriza o ecoturismo, a história e a cultura dos lugares por onde passa, no percurso fora-de-estrada tem orientação e apoio de profissionais para garantir a segurança dos participantes.  O encontro será na concessionária Iesa Osório, às 8 h com café da manhã e cadastramento, seguidos pelo briefing do trajeto às 9h e  a saída prevista para às 9h45min. No retorno a Osório, será oferecido um almoço aos participantes no Morro da Borussia.

DUSTER DAY 2

Enfrentar barro e lama será desafio para toda família sem restrição de idade (Renault, DV)

Evento para toda a família, o Domingo Duster não tem restrições de idade e de participantes por carro. Os veículos serão identificados com adesivos e distribuídos bonés e camisetas. Nesta etapa é destinada para o utilitário esportivo Renault nas versões 4×2 e 4×4.

%d blogueiros gostam disto: