clicRBS
Nova busca - outros
29 jul19:38

MP denuncia supostas irregularidades no Natal Luz

ZERO HORA

Atualizada às 18h23min

 

Após investigar a prestação de contas do Natal Luz, o Ministério Público do Estado (MP) denunciou criminalmente 34 pessoas e prepara ação civil pública que envolverá agentes políticos, entre eles o prefeito de Gramado, Nestor Tissot, e o ex-prefeito Pedro Henrique Bertolucci.

Na manhã desta sexta-feira, como parte da investigação, o MP cumpriu mandados de busca de documentos em oito locais de Gramado, Bento Gonçalves e Canela entre residências e escritórios.

De acordo com o promotor de Justiça Regional de combate à improbidade e corrupção, Adrio Gelatti, foi possível identificar pagamentos ilegais que chegam a R$ 7,8 milhões, referentes a contas do festival entre os anos de 2007 a 2010.

Além da denúncia criminal, formalizada na quinta-feira, os promotores preparam uma ação civil pública por improbidade administrativa que tem, entre outros objetivos, a devolução de valores supostamente desviados.

O prefeito Nestor Tissot disse desconhecer os detalhes da investigação e informou não ter recebido informações oficiais até o final da manhã desta sexta-feira. Ele prometeu se pronunciar à tarde, depois de se inteirar sobre as denúncias.

— Uma coisa eu sei: estão tentando acabar com o Natal de Gramado, isso é verdadeiro — disse o prefeito.

Também procurado pela reportagem, o ex-prefeito Pedro Henrique Bertolucci disse estar em viagem, não ter conhecimento sobre as denúncias e que iria se informar antes de se manifestar.

Confira matéria do Jornal do Almoço.

O que dizem os envolvidos:

— Nestor Tissot, prefeito de Gramado:
“Quero esclarecer tudo isso. Não há erro no repasse de valores para o evento, pois tudo está dentro das regularidades previstas por lei.”

Ouça a entrevista completa:


— Pedro Henrique Bertolucci, ex-prefeito de Gramado:
“Não existem problema nenhum, existe a prestação de contas detalhada do assunto. Quanto ao resto, acho que deve ser apurado.”

Ouça a entrevista completa:

 

— Adrio Gelatti, promotor de justiça de Caxias do Sul:
“Nós verificamos pessoas nomeadas por portarias do executivo municipal, desempenhando funções públicas nas comissões executivas que tinham a função de organizar, captar recursos e tomar decisões em relação ao Natal Luz e que fazia todas as contratações, recebimentos de valores e pagamentos através de uma associação sem fins lucrativos.”

Ouça a entrevista completa:


— Amadeu Weinmann, advogado do presidente do Natal Luz Luciano Peccin:

“Há interesse de um grupo poderoso que deseja “pegar” o Natal Luz. Também há interesse da oposição em desmoralizar o Natal Luz , para conseguir quociente .


Ouça o comentário de Cláudio Brito sobre o desvio de verbas do “Natal Luz” de Gramado.

Por

2 Comentários »

  • Gramado disse:

    quando cair o caixa dois da Expogramado cai o PP, para onde vai o dinheiro dos 10% cobrados para explorar serviços na Expo, alimentação, segurança e limpeza para centenas de eventos e milhares de pessoas, nada é declarado, e escancaradas viagens do escalão da prefeitura para o uruguai, devem levar de mala, que na cueca não cabe tanto dinheiro, que diga o secretario de turismo proprietario da empresa que presta 100% dos serviços no local

  • Gramado disse:

    Moeda corrente em Gramado é que propietário de Restaurante é laranja do secretário de turismo dominando a alimentação da Expogramado em contratos milionarios, que a empresa de segurança que domina os contratos da prefeitura em eventos faz caixa dois pro PP e favores como a segurança gratuita durante toda temporada de verão da casa noturna do secretário Volnei Beneti no litoral em troca do contrato do natal luz, incluindo no pacote a segurança nas fabricas e empreendimentos dos mandatarios do poder publico, não me admira que uma prefeitura que depreda o parque da Expogramado para armar uma estrutura ridicula cortando centenas de arvores nativas e protegidas, utiliza a mais barata de todas as mãos de obra existente, tratando nossas crianças como escravas de suas vontades obrigam -as ao replantio de milhares de mudas para compensar suas megalomanias estruturais, estrutura esta que hoje se encontra abandonada e sem utilidade alguma, desperdiçio e superfaturamento, como as rotulas de 20.000,00 tem que dar risada, somos todos palhaços, rindo e aplaudindo para não chorar.

Comentários