clicRBS
Nova busca - outros
08 ago13:56

Chuva reduz movimento em Gramado durante Festival de Cinema

ZERO HORA

Daniel Feix  |  daniel.feix@zerohora.com.br



O movimento de domingo à noite já não era o mesmo do restante do fim de semana. A segunda-feira veio com chuva, trouxe a queda — ainda não muito drástica — da temperatura e um certo esvaziamento da cidade. Parece tradição de Gramado desde que o festival aumentou de tamanho e passou a iniciar na sexta-feira: os primeiros e os últimos dias, não por coincidência os dois fins de semana, são marcados pela grande presença de turistas e curiosos, enquanto o entrecho do evento sofre com uma queda marcante de movimentação.

Pode-se dizer o mesmo sobre a presença de astros e estrelas de televisão e também sobre ocupação do Palácio dos Festivais, que foi maior na exibição de O Palhaço, o filme de abertura, e depois decaiu quando da projeção dos demais longas selecionados. Algo que melhorou em relação às edições anteriores foi a transferência dos debates e das atividades paralelas aos filmes propriamente ditos. Antes realizados na Expo Gramado, que fica afastada do cinema, este ano eles voltaram ao Centro de Eventos do Hotel Serra Azul, a um quarteirão do Palácio. Com a concentração, a ideia de movimento e interação entre os presentes é bem maior.


Por

2 Comentários »

  • Flavio Marqueti disse:

    Eu me solidarizo com vc, Janaína, por vc estar tentando, bravamente, tirar leite de pedras, cobrindo este festival morto e enterrado! A foto q vc escolheu para ilustrar este post é perfeita : uma gramadense, ou um ( sei lá ), e seu guarda- chuva cambeta, como a cidadezinha decadente e tristonha. As autoridades de Gramado conseguiram falir a cidade com suas mutretas sem fim e o povo gramadense mostra sua covardia e cretinice, assistindo ao fracasso de todos os eventos da cidade sem agir. Bem feito, então! Que fiquem com o cadáver e sintam seu fedor!

  • Julio Kraemer disse:

    Na verdade isso não se deve a chuva, é normal o movimento cair no domingo, segunda e terça, as reservas dos hotéis já estavam dessa forma. ao comentário do senhor acima preciso acredito que todos os municipios gaúchos devam estar com inveja de não terem eventos “fracassados” como os de Gramado!

Comentários