clicRBS
Nova busca - outros
12 ago11:12

Sillvyo Luccio, de Olhe pra mim de novo, é uma das estrelas de Gramado

ZERO HORA



O filme é menos interessante do que se podia esperar, mas o seu protagonista é uma das estrelas de Gramado 2011. O cearense Sillvyo Luccio, o condutor de Olhe pra Mim de Novo, road movie sertanejo dirigido pelos documentaristas Kiko Goifman e Claudia Priscilla, nasceu mulher -— como Lúcia da Silva —, cresceu se dizendo lésbica, teve uma filha, foi casado com outra mulher, separou-se ao decidir mudar de sexo e hoje se sente mal ao ser identificado como “ela”.

— Tenho tudo o que um homem tem, até prótese. Só me falta… o glamour – completa a frase depois de uma pausa.

No tapete vermelho, quarta-feira, ou nas entrevistas que concedeu nesta quinta, centralizou as atenções — o filme propriamente dito acabou ficando de lado em todas as conversas e até mesmo no debate do Centro de Eventos do Hotel Serra Azul. Silvyo é transexual masculino. É tão homem que, quando fala, incorpora gírias e características tipicamente masculinas.

— Sou um cara romântico. Um homem que gosta de valorizar a mulher, sabe. Um homem que sabe fazer uma mulher feliz.


Confira a programação desta sexta-feira

10h – Reprise da programação competitiva da noite anterior

17h – O Mar de Mário, de Reginaldo Gontijo e Fernando Suffiati (BRA, 73min)

19h – Mostra competitiva: Jean Gentil, de Laura A. Guzmán e Israel Cárdenas (DOM, 84min)

20h45min – Intervalo

21h – Filme de encerramento: Sudoeste, de Eduardo Nunes (BRA, 128min


Por

Comentários