clicRBS
Nova busca - outros

festival de cinema

09 ago23:31

Fernanda Montenegro recebe troféu Oscarito no Festival de Gramado

ZERO HORA

Daniel Feix  |  daniel.feix@zerohora.com.br


Com Selton Mello, Fábio Assunção e a maioria dos — não muitos — globais que têm passado pelo tapete vermelho, houve tietagem e, em alguns momentos, histeria. Com Fernanda Montenegro, homenagens mais sóbrias e uma reverência que fez jus à diva do teatro, do cinema e da televisão no Brasil. Um fã chegou a entregar rosas brancas, que a atriz recebeu com a simpatia que se espera das grandes damas.

Pouco antes de ela chegar ao tapete vermelho, os assessores do festival reuniram jornalistas reiterando que não seria permitido abordá-a — já não havia sido realizada nenhuma entrevista coletiva à tarde, como é comum nas homenagens em Gramado —, e que aquele que ousasse fazer alguma pergunta poderia ser descredenciado do festival. O objetivo era preservar a atriz de 81 anos, que só chegou à Serra à tarde e passaria a noite incomunicável no Kurotel, o mais reservado dos hotéis de Gramado, até voltar a Porto Alegre na manhã seguinte.

O clima de ameaça, no entanto, só persistiu até a chegada da estrela maior deste 39º Festival de Gramado. Fernanda Montenegro atendeu a todos, conversou com quem lhe dirigisse a palavra ao longo dos cerca de 30 minutos em que permaneceu no saguão do Palácio dos Festivais e, quando subiu ao palco do evento para receber o Troféu Oscarito, demonstrou a mesma capacidade de cativar quem está por perto que encantou espectadores ao longo das últimas cinco décadas de dedicação à dramaturgia.

— É interessante como são os caminhos do cinema — disse, olhando para o troféu e fazendo referência a Roberto Farias, que entregou o troféu a ela. — Eu era fã do Oscarito, e Roberto era assistente de direção das chanchadas protagonizadas por ele. E não é só o Oscarito que pode ser um ponto de encontro nosso aqui. Eu sou uma cinemeira. Desde sempre. Vi muito, sonhei muito com Hollywood, um dia até bati lá. Mas faz muito tempo…

De A Falecida (1964) até O Amor nos Tempos do Cólera(2007), passando por Tudo Bem (1978), Eles Não Usam Black Tie (1980) e Central do Brasil (1998), Fernanda fez diversos filmes inesquecíveis da cinematografia nacional.

— Recebi muitos prêmios. Faltava este. Tenho muita honra de levar o Oscarito para casa — afirmou, oferecendo o troféu a Ítalo Rossi, que morreu recentemente e que foi classificado pela homenageada como o seu maior parceiro de cena.

Por duas vezes, o cinema lotado a aplaudiu de pé.

* Colaborou Vanessa Franzosi


>>>Vídeo: Confira a passagem da atriz pelo tapete vermelho



1 comentário
09 ago11:43

Rapper e ator Thogun esbanja simpatia em Gramado

ZERO HORA

Roger Lerina  |  contracapa@zerohora.com.br



Na pele de um halterofilista de circo mambembe, o ator Thogun encarna um dos tipos bizarros do filme O Palhaço. Exibido fora da competição, o longa dirigido e estrelado por Selton Mello encantou o público em Gramado. Recebendo desde sexta-feira os parabéns por sua atuação, ele é forte candidato ao Kikito de mais simpático do festival.

Thogun até aceitou o chimarrão oferecido pelo gaúchão que fica em um dos estandes da área de Exposições do Hotel Serra Azul.

— Gosto paca! — garantiu o carioca, que morou entre os 19 e os 22 anos em Porto Alegre, trabalhando como contato comercial da antiga Rádio Gaúcha FM.

— Foi uma meio que uma loucura, saí de casa e acabei vindo para o Sul. Comecei a trabalhar na Gaúcha e logo o pessoal começou a pedir que eu gravasse comerciais — lembra Thogun com seu vozeirão entre um gole e outro do mate.


Comente aqui
09 ago09:07

Atriz Fernanda Montenegro recebe homenagem nesta terça em Gramado

ZERO HORA



Entre os prestigiados na 39ª edição está a atriz Fernanda Montenegro, que será agraciada com o troféu Oscarito, entregue anualmente a grandes nomes da dramaturgia nacional. A veterana, que recebeu o Urso de Prata no Festival de Cinema de Berlim e foi indicada ao Oscar de melhor atriz por sua atuação no filme Central do Brasil, de Walter Salles, em 1999, será homenageada por sua contribuição ao cinema brasileiro. A cerimônia será realizada na próxima terça-feira, às 20h45min, em meio à programação noturna no Palácio dos Festivais.

Fernanda, 81 anos, já era um nome consagrado nos palcos quando estrelou seu primeiro filme, A Falecida (1964), de Leon Hirszman, adaptação da peça homônima de Nelson Rodrigues. Ela marca presença em títulos importantes do cinema nacional como Tudo Bem, de Arnaldo Jabor, Eles Não Usam Black-Tie, também de Leon Hirszman, A Hora da Estrela, de Susana Amaral.

O troféu Eduardo Abelin, que reconhece o trabalho de grandes diretores do cinema brasileiro, será entregue na quarta-feira para Domingos Oliveira, autor de Todas as Mulheres do Mundo, As Deliciosas Traições Do Amor, Separações, Feminices, Carreiras e Juventude.


Comente aqui
08 ago23:39

Jesus Luz faz passagem relâmpago pelo tapete vermelho


Vanessa Franzosi  |  vanessa.franzosi@gruporbs.com.br


Quando tudo parecia ter acabado na noite desta segunda-feira no Festival de Cinema de Gramado, o modelo Jesus Luz apareceu no tapete vermelho. Eram 22h40 quando ele chegou na Rua Coberta para acompanhar o final da noite dentro do Palácio dos Festivais. O pouco público que ainda estava no local pode registrar fotos com ele, que atendeu a quase todos os fãs, bem disposto.


Comente aqui
08 ago18:17

Fábio Assunção é o mais esperado para o tapete vermelho desta noite

ZERO HORA

Vanessa Franzosi  |  vanessa.franzosi@gruporbs.com.br



Conhecidos pelas novelas da TV Globo, o ator Fábio Assunção e a atriz Maria Padilha sentaram lado a lado na tarde desta segunda-feira para falar do filme O País do Desejo. Protagonizado pelos dois, o longa de Paulo Caldas será exibido pela primeira vez no Brasil nesta noite, em Gramado. Caldas dirigiu Baile Perfumado, O Rap do Pequeno Príncipe contra as Almas Sebosas e Deserto Feliz — com este último, levou vários Kikitos em 2007.

Fábio vive Padre José e Maria Padilha a pianista Roberta. Do encontro dos dois em uma clínica onde ela se trata de uma doença, surge o amor proibido.

— O filme apresenta três estruturas em conflito: a arte, a ciência e a religião — explicou o ator.

Transparecendo ansiedade, Fábio deixou a coletiva atendendo ainda a alguns repórteres e foi direto ao café do hotel Serra Azul. Por poucos minutos, ele teve a companhia de Selton Mello, que deixou o local ao primeiro clic do fotógrafo. Ontem à noite, os dois foram vistos no bar Harley Motor Show, onde também estava o ator Sérgio Marone. Fábio chegou na cidade às 2h e foi direto para o pub.

Logo mais, Fábio deve receber todas as atenções do público ao passar no tapete vermelho para acompanhar a exibição do longa, marcado para as 21h.


Comente aqui
08 ago13:56

Chuva reduz movimento em Gramado durante Festival de Cinema

ZERO HORA

Daniel Feix  |  daniel.feix@zerohora.com.br



O movimento de domingo à noite já não era o mesmo do restante do fim de semana. A segunda-feira veio com chuva, trouxe a queda — ainda não muito drástica — da temperatura e um certo esvaziamento da cidade. Parece tradição de Gramado desde que o festival aumentou de tamanho e passou a iniciar na sexta-feira: os primeiros e os últimos dias, não por coincidência os dois fins de semana, são marcados pela grande presença de turistas e curiosos, enquanto o entrecho do evento sofre com uma queda marcante de movimentação.

Pode-se dizer o mesmo sobre a presença de astros e estrelas de televisão e também sobre ocupação do Palácio dos Festivais, que foi maior na exibição de O Palhaço, o filme de abertura, e depois decaiu quando da projeção dos demais longas selecionados. Algo que melhorou em relação às edições anteriores foi a transferência dos debates e das atividades paralelas aos filmes propriamente ditos. Antes realizados na Expo Gramado, que fica afastada do cinema, este ano eles voltaram ao Centro de Eventos do Hotel Serra Azul, a um quarteirão do Palácio. Com a concentração, a ideia de movimento e interação entre os presentes é bem maior.


2 comentários
08 ago13:44

Curta de moda de Jacques Dequeker será exibido hoje

DONNA ONLINE ZH



O curta-metragem Polaroid Circus será exibido esta tarde na mostra competitiva do Festival de Cinema de Gramado. Dirigido pelo porto-alegrense Jacques Dequeker, um dos mais importantes fotógrafos de moda da atualidade, o filme mistura realidade e fantasia ao mostrar uma modelo passeando pelas ruas de Paris com sua câmera Polaroid em mãos.

Rodado em 2009, Polaroid Circus já foi exibido no Festival de Cinema de Paulínia, em São Paulo, em julho deste ano. O curta é a estreia de Dequeker na ficção. Há dois anos, o ex-lutador de boxe se associou a Marcos Mello – também gaúcho e também diretor do curta – e criou uma produtora especializada em filmes de moda. Antes disso, Jacques já trilhava uma carreira de sucesso fotografando editoriais para revistas como a Vogue.

A sessão começa às 17 horas, no Palácio dos Festivais, em Gramado, e também apresenta os curtas InsustentávelA Verdadeira História Da Bilarina De VermelhoA Melhor Idade.


Comente aqui
08 ago11:40

Confira a programação de hoje do Festival de Gramado

Insustentável é um dos filmes da mostra competitiva de curtametragens

NO PALÁCIO DOS FESTIVAIS

14h15min – Mostra Panorâmica: Luz Teimosa, de Luis Alves de Matos (BRA, 75min)
17h – Mostra competitiva (curtasmetragens): Insustentável (15min), A Verdadeira História da Bailarina de Vermemlho (16min), A Melhor Idade (15min), Polaroid Circus (15min)
19h – Mostra competitiva: Las Malas Intenciones, de Rosário Montero (PER, 107min)
20h45min – intervalo
21h – País do Desejo, de Paulo Caldas (BRA, 87min)


NO HOTEL SERRA AZUL

9h – Seminário Fundacine/RS: Panorama das Políticas de Fomento ao Audiovisual no Brasil
14h – Seminário Fundacine/RS: A Nova Política para o Desenvolvimento do Audiovisual no Rio Grande do Sul

*Os ingressos para as sessões das mostras competitivas de longas-metragens no Palácio dos Festivais estão à venda na internet (festivaldegramado.net/ingressos) ou na sede do palácio, em Gramado. Para as sessões de curtas, a entrada é franca. Para as reprises dos filmes em competição, os bilhetes custam R$ 15. Abaixo, os valores por noite:

- Sexta-feira (5/8) a terça-feira (9/8): R$ 70 (plateia) e R$ 50 (mezanino) 
– Quarta-feira (10/8) e quinta-feira (11/8): R$ 90 (plateia) e R$ 70 (mezanino) 
– Sexta-feira (12/8): R$ 110 (plateia) e R$ 90 (mezanino)
– Noite de encerramento e entrega dos Kikitos, sábado (13/8): R$ 130 (plateia) e R$ 110 (mezanino)

*Mais informações no Centro de Informações Turísticas de Gramado, fone (54) 3286-1475 (de segunda a domingo, das 9h às 19h). Central de Reservas de Hotéis: fone (54) 3036-0006  (de segunda a sexta-feira, das 9h às 22h, e sábados, das 9h às 17h)


Comente aqui
07 ago21:41

As estrelas de domingo no Festival de Cinema de Gramado

ZERO HORA


Carla Marins em passagem rápida por Gramado

Entre as gravações da novela Morde & Assopra, Carla Marins conseguiu um dia de folga para acompanhar a programação do Festival de Cinema, em Gramado. Na noite de sábado ela prestigiou os dois filmes da mostra competiviva e no sábado, durante a passagem rápida para o chá em uma pousada, ela lamentou ter perdido o filme de Selton Mello, que abriu o festival.
– As gravações não me deixam ficar mais tempo, tenho que ir. E foi uma pena não ter conseguido assistir O Palhaço – disse antes de entrar no carro, na corrida.


O mais aclamado pelo público

Para o público que ficou ontem esperando por famosos, o salvador da noite no tapete vermelho foi o ator Marcelo Serrado. Apesar de ter cruzado a Rua Coberta rapidamente e ter chegado perto dos fãs por um único momento, ele foi quem ficou registrado nas máquinas fotográficas de centenas de pessoas.

Seu passeio por Gramado se encerra na segunda, quando o ator retorna para as gravações do seu novo personagem na televisão. Convidado por Aguinaldo Silva para Fina Estampa, próxima novela das 21h da Rede Globo, Marcelo interpretará o mordomo Crodoaldo, um personagem homessexual.

- É um personagem que nunca fiz antes, um grande desafio por ser totalmente diferente de mim – comparou o ator antes de entrar no cinema para a exibição do filme Uma Longa Viagem.


Um papel a ela no cinema

Conhecida do público gaúcho por dividir o palco dos teatros com Ingra Liberato em Inimigas Íntimas, Fernanda Carvalho Leite fica durante toda a semana em Gramado para prestigiar a sétima arte. Sua grande noite será na quinta-feira, quando O Carteiro, de Reginaldo Faria será exibido no Palácio dos Festivais a destcando no papel da viúva Genoveva.

No filme rodado nas proximidades de Santa Maria, ela é uma viúva jovem apaixonada pelo carteiro e acaba o delatando à polícia por escrever cartas em nome de outra pessoa.

- Quando li o roteiro, achei o melhor personagem feminino e trabalhar com o Reginaldo (Faria) foi muito especial – diz a atriz, que foi descoberta pelo diretor enquanto encenava Inimigas Íntimas no Rio de Janeiro.

- Ele estava procurando uma atriz para ser a viúva, me viu em cena, gostou e rejuveneceu a personagem para eu poder fazê-la – revela.

Depois de O Carteiro em sua carreira cinematográfica, Fernanda quer se aproximar ainda mais do cinema e estar em Gramado, para ela, é uma forma de ser vista.

- Quero muito fazer mais cinema, mas como não sou uma realizadora, não produzo nem escrevo, dependo de oportunidades, convites e testes.

1 comentário
07 ago19:02

Yoli Planagumá é atração no Serra Azul


O Hotel Serra Azul receberá artistas e convidados do Festival de Cinema de Gramado. Durante o evento, atrações recebem os hóspedes e visitantes.

Yoli Planagumá, vencedora do Prêmio Sharp de Música como Cantora Revelação, na Categoria MPB,  se apresentará no Volare, novo bar do hotel , entre 8 e 13 de agosto, sempre a partir da meia-noite.



A cantora embalará as madrugadas com sucessos da Música Popular Brasileira e o romantismo de canções italianas.

Yoli Planagumá subiu ao palco pela primeira vez com apenas oito anos de idade, tocando bateria na orquestra de seus pais, Conchita Del Rio y Sus Bongoceros. Aos 20 anos, iniciou uma carreira de sucesso como cantora. Desde então, já fez turnês pelo Brasil e em países como Espanha e Portugal, onde reside atualmente. Seu último álbum, Na Telha, foi lançado em 2007.


Comente aqui