Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de outubro 2016

Nova página do Torcedor Gremista ZH

27 de outubro de 2016 2

Por Guilherme Mazui / @guilhermemazui

Saudações tricolores! Ainda degustando a vitória maravilhosa sobre o Cruzeiro, trago uma novidade sobre nossa página do Imortal.

A partir de agora, temos uma página exclusiva dentro do site de Zero Hora, a página do Torcedor Gremista ZH. Visual novo, mais arejado, reunindo todos os posts sobre o dia a dia do Grêmio.

Desde já, agradeço a turma pela companhia dos últimos três anos aqui. Junto, deixo o convite para que todos acessem a nova página em ZH. Vamos manter no novo espaço os posts sobre o amado Imortal. Aqui vai o link

http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/torcedor-gremista-zh/

Avante, Grêmio!!

Vitória incontestável

27 de outubro de 2016 19

Por Guilherme Mazui

O Grêmio está muito perto da final na Copa do Brasil. Com respeito, mas sem temer o Cruzeiro, conquistou uma vitória maiúscula no Mineirão. Todos na Arena na próxima semana!

A forma como o Imortal construiu o resultado dá confiança ao torcedor. O Grêmio com Renato recuperou a postura de vencedor. Não afinou diante do Palmeiras, virtual campeão brasileiro, e encarou de cabeça erguida o Cruzeiro fora de casa.

O 2 a 0 é uma vantagem para lá de considerável. Só não podemos considerar a vaga conquistada. Será um erro primário calçar o salto alto. Em duelo de grandes equipes, jamais se deixa a concentração de lado.

Resguardado no Mineirão, onde tem histórico torto, o Grêmio levou raros sustos. A defesa tricolor melhorou com Renato, está mais estável. É um avanço em relação ao trabalho de Roger. Geromel e Kannemann vivem bom momento.

Na criação e ataque, tivemos paciência e eficiência cirúrgica. Luan tirou da cartola um gol primoroso. Depois de troca de passes consciente, o guri, mesmo sem as melhores condições do arremate, bateu de chapa, buscando o golaço que marcou. Reafirmou sua qualidade acima da média.

No segundo tempo, Douglas matou o jogo. Ramiro pifou o camisa 10, que bateu seco e rasteiro, de direita. Com mais força, poderíamos ter marcado o terceiro.

Confesso que não esperava uma vitória por 2 a 0. Vivo uma noite de felicidade, de orgulho do meu time. Estamos com postura e futebol de quem busca de fato o título. O sonho do penta está vivo.

Grêmio confiante no Mineirão

25 de outubro de 2016 16

Por Guilherme Mazui / @guilhermemazui

Fui otimista desde o início da peleia com o Palmeiras. Mantenho a postura contra o Cruzeiro. O Grêmio tem time e condições de chegar à final da Copa do Brasil. O primeiro passo é ir ao Mineirão sem a conversa mole do empatezinho fora.

Admito a cautela, não prego o afobamento em campo. Apenas alerto: entrar pensando em se defender é namorar a derrota. A retranca por esporte ameaçou a classificação diante do Palmeiras. Só atacamos de fato  depois de levarmos o gol, quando ficamos na obrigação de buscar o tento salvador.

Acredito que o Grêmio de Renato manterá a entrega e aplicação das últimas partidas. São ingredientes da receita para avançar à final, aspectos que devem ser complementados com a eficiência do ataque, o que ainda não apareceu.

Para ver gol, é preciso finalizar. Everton, por exemplo, não tem medo de arriscar. Aliás, gostaria de ver o Cebolinha como titular na vaga de Pedro Rocha. Como Bolaños ainda não deslanchou depois da nova lesão, Douglas reafirma seu espaço no time.

O regulamento da Copa do Brasil ensina que é fundamental marcar gol fora de casa. Converter as oportunidades em Belo Horizonte vai aproximar o Grêmio da vaga na final. Espero que a noite mineira desperte nossos homens de frente.

Bueno, é noite de semifinal de Copa do Brasil. Noite de futebol e aplicação, noite de pontaria certeira, noite de Grêmio. O sonho do penta está vivo.

 

 

O G-6 entrou no horizonte

06 de outubro de 2016 29

Por Guilherme Mazui / @guilhermemazui

Aleluia! Enfim, voltamos a vencer fora de casa. O Grêmio bateu o Vitória, encerrou um jejum de três meses e ficou mais próximo do G-6. Vieram boas notícias.

Foi um resultado justo. O Grêmio mereceu ganhar porque jogou mais. Levou apenas um susto, em grande defesa de Grohe. No mais, deixou de aplicar um escore folgado em razão do eterno pé torto.

Só no primeiro tempo foram três oportunidades. Na mais clara, logo no início, Walace pifou Henrique Almeida, que bateu no local com a maior probabilidade de erro: no meio do goleiro. Ocorreu o óbvio, ou seja, a bola estourou em Fernando Miguel.

No segundo tempo, Everton também perdeu chance clara, sozinho. Seria o 2 a 0 e a tranquilidade. Como o rapaz reproduziu a especialidade do nosso ataque, tivemos de administrar o frio na barriga até o final.

Com um ataque que briga com as redes, o gol veio de Jailson na bola parada. Douglas bateu a falta e o piá, de bela atuação com Walace e Ramiro, desviou. Foi o suficiente para voltarmos a ganhar fora de casa. A boa jornada dos três volantes coloca a titularidade de Maicon em discussão.

Se a turma da frente deixou a desejar, a defesa foi bem. Geromel e Kannemann seguros, os laterais firmes na briga com um atacantes perigosos. No feijão com arroz, Iago ficou na média de Marcelo Oliveira, reforçando que o titular não pode ter cadeira cativa na equipe.

Como boa notícia não vem sozinha, além da vitória, teremos tempo para descansar e treinar. E o próximo jogo é confronto direto na Arena. Em uma semana, o Grêmio pega o Atlético-PR com a chance de ingressar no G-6.

 

Grêmio segue inofensivo fora de casa

01 de outubro de 2016 42

Por Guilherme Mazui / @guilhermemazui

O G-4 pode virar até G-8. Não fará diferença. Inofensivo fora de casa, o Grêmio passa longe da vaga na Libertadores. A derrota por a 1 0 para o Cruzeiro foi mais um jogo cururu de uma campanha vexatória como visitante.

O efeito Renato não funcionou longe da Arena. Muito desfalcado, o Grêmio começou bem, mas o pé torto impediu o gol. Luan voltou a perder chance clara. Sem a frieza dos matadores, o piá capricha nas finalizações, porém a eficiência passa longe. Foi assim, mais uma vez, no Mineirão. Apesar da dificuldade, Luan segue como o melhor jogador do time.

Desesperado para deixar o Z-4, o Cruzeiro pressionou e ganhou espaço. Não tivemos inteligência para usar o contragolpe. Ao mesmo tempo em que amplia o poder de marcação, o esquema com três volantes  reduz a criatividade. É um preço que Renato aceita pagar. Por isso, é fundamental ser eficiente nas conclusões.

A defesa tricolor sofreu, em especial no segundo tempo. O Cruzeiro poderia ter vencido com tranquilidade. Achou o gol do jogo em uma bola na área. O Grêmio comemorava uma excelente defesa de Bruno Grassi, quando dormiu no ponto. Escanteio curto e rápido, a bola alcançou Henrique, que guardou.

A oito pontos do G-4 e a seis de um eventual G-5, o Grêmio tem 10 jogos para acordar. Como torcedor, tenho de acreditar.

Sobre a grama vermelha, alguns vizinhos vermelhos dirão que o Grêmio fez corpo mole. Discordo. O Grêmio apenas se repetiu como visitante. Pé torno na frente, furando com bola alçada na área. Nada de novo.