Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Coluna de 16 de agosto

16 de agosto de 2012 0

Greves 1
Embora legítimas, na maioria dos casos, as greves trazem transtorno demais ao País. Exatamente em um momento em que o Brasil poderia aproveitar a oportunidade para exportar mais comida a países como a China. Atraso total.

Greves 2
Mas também é importante entender que elas só acontecem por falta de diálogo. Creio que as greves atuais não teriam ocorrido, se não houvesse extrema necessidade. Acredito que isso seja pior do que a greve em si. A falta de diálogo que a acarreta.

Pipa 1
Quando o final de semana é ensolarado, a rapaziada das pipas aproveita. Em alguns lugares de Itajaí, como o bairro Dom Bosco, é impressionante a concentração de jovens empinando os papagaios.

Pipa 2
O problema é que a brincadeira saudável de outros tempos virou competição perigosa com o tal do cerol. Traz riscos também aos motociclistas e provoca prejuízos à rede elétrica.

Pipa 3
Melhor seria se os praticantes escolhessem apenas lugares próprios e seguros para empinar pipa. Locais abertos, sem fiação elétrica, o que hoje em dia está se tornando raro, mas necessário.

Gripe
Ministério da Saúde acredita que o pico de incidência da gripe H1N1, este ano, já terminou. De qualquer forma, as autoridades catarinenses precisam refletir sobre o fato de o Estado ter ficado em primeiro lugar no número de mortes pela doença, este ano. Situação lamentável.

Ferry-boat
Nas cartas do leitor, na terça-feira, aqui no O Sol Diário, o leitor Ingoberto Swarowsky, de Navegantes, disse que a empresa que administra o ferry-boat não garante estrutura para as pessoas saírem dos carros. É verdade. Pouca cobertura para tanta gente, em cada balsa. Sair do carro com criança, no inverno, com chuva, realmente é complicado. Quando o ferry-boat chega na metade do trajeto, o frio é intenso. É norma, ok, mas a estrutura poderia ser melhor. Também concordo com o leitor sobre o espaço entre os carros. É muito pequeno.

Cabeçudas
Matéria do O Sol Diário, esta semana, destacou a falta de infraestrutura em Cabeçudas. Mas, convenhamos, ainda é a praia mais charmosa de Itajaí. Uma pena a falta de estrutura, no local. Os quiosques, por exemplo, poderiam ter uma estrutura bonita, padrão, que valorizasse a cidade. Secretário de Urbanismo, Paulo Praun Cunha Neto, diz que um projeto está sendo elaborado para revitalizar a praia. Demorou!

“Quando não há riscos na luta, não há glória no triunfo” Pierre Corneille

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário