Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Parquímetro

24 de outubro de 2012 1

Retorno, hoje, à questão da falta de troco no comércio e com as agentes da Estapar, na hora em que o itajaiense e visitante desta cidade precisa colocar moedas para retirar o ticket de estacionamento. É importante lembrar que a empresa está lucrando com o serviço. Ela tem obrigação de oferecer alternativas ao usuário do sistema. Uma terceira alternativa, além das duas já citadas na coluna de ontem, seriam máquinas que aceitassem notas, em vez de apenas moedas. Tem cadeira de massagem por aí na qual o cliente vai inserindo notas de, no mínimo, dois reais, para receber o serviço. O mesmo ocorre com essas máquinas de refrigerante e demais guloseimas. Por que, afinal de contas, a máquina do estacionamento rotativo só aceita moedas?  É bom lembrar que os comerciantes não têm, mesmo, nenhuma obrigação em trocar notas por moedas. Eles também precisam ter troco em caixa. Enquanto essas estratégias não existem, o cliente precisa planejar sua ida ao Centro da cidade. Qualquer tipo de compra apenas na modalidade presencial já é ultrapassada. O poder público e a empresa que administra o estacionamento rotativo precisam se atentar para essa realidade. O importante é facilitar a vida do motorista, não atrapalhar.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Marina Fiamoncini diz: 24 de outubro de 2012

    Vale lembrar que muita gente não pega a segunda via do comprovante que sai da máquina. É ela que garante o seguro do seu carro em casos de assalto etc.. ;)

Envie seu Comentário