Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Leitura

01 de dezembro de 2012 0

No sábado passado, os detentos de Joaçaba receberam exemplares do livro Crime e Castigo, de Dostoiévski. A proposta do juiz Márcio Umberto Bragaglia, chamada de Reeducação do Imaginário, pretende reduzir quatro dias na pena dos detentos que lerem obras clássicas. Um mês depois de entregar o livro, o juiz e seus assessores farão entrevistas com os apenados para comprovar se eles leram. Medida genial que poderia ser adotada em todos os presídios, com certeza. O segundo livro do projeto será O Coração das Trevas, de Joseph Conrad.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário