Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Audiência pública pelo fim do Matadouro

30 de junho de 2013 0

Uma audiência pública marcada pela OAB, subseção de Itajaí, vai discutir nesta quarta-feira a desativação do Presídio Regional de Itajaí, o popular Matadouro. A unidade hoje sofre com a superlotação _ são 125 homens e 117 mulheres, num espaço que comporta, no máximo, 198 detentos.
Presidente da OAB em Itajaí, João Paulo Tavares Bastos diz que havia uma promessa do Estado em desativar o presídio assim que fosse construído o Complexo da Canhanduba. Mas, com a alta demanda no setor prisional, o governo voltou atrás.
_ É um prédio antigo, sem condições de ser ampliado e que está em área central, numa área carente que acabou estigmatizada _ diz Bastos.
A proposta da OAB é transformar o espaço em uma central de segurança pública, com delegacias e quartel da guarda municipal, quando criada.

Em entrevista à coluna no dia 11 de junho, Juliano Stoebrl, responsável pelas unidades prisionais do Vale e da Foz do Itajaí-Açu, disse que o maior gargalo que há hoje na região é o presídio de Blumenau. Mas a estrutura do Matadouro merece atenção. Em abril, durante a última enxurrada, celas ficaram inundadas _ e a falta de espaço não é novidade.

A audiência inicia às 17h na sede da OAB, na Rua Jorge Matos, 33.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário