Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Água suja em Balneário

27 de setembro de 2013 1
Foto: Joel Minusculi / Arquivo pessoal

Foto: Joel Minusculi / Arquivo pessoal

Registro enviado pelo leitor Joel Minusculi, de Balneário Camboriú, mostra a água suja nas torneiras de sua residência quinta-feira à noite, na Rua 2.500.

Segundo o leitor, houve falta de água na manhã de quinta. À noite, quando o abastecimento foi normalizado, a água voltou suja e cheia de lama e areia, entupindo a caixa d´água da residência. Esta seria a quarta vez no ano que o problema ocorre na residência.

Ainda conforme Joel, o chuveiro também ficou entupido com a água barrenta, chegando inclusive a estourar a resistência.

O Guarda-sol tentou entrar em contato com a Emasa, responsável pelo abastecimento de água em Balneário, mas não houve resposta até 11h desta quinta-feira.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Emasa diz: 28 de setembro de 2013

    Na quinta-feira não registramos nenhum contato com a reportagem. Na sexta-feira sim, mas solicitamos o endereço correto do reclamante e não foi fornecido. Através da reportagem da RBS/TV Blumenau, com Joelson Santos, repassamos todas as informações, após descobrirmos por nosso esforço o endereço citado: Rua 2500, 849. Trata-se de imóvel alugado. O cidadão diz que não conseguiu contato com a Emasa. Não é verdade. A empresa tentou contato pelos telefones registrados em material postado na Internet em nome do reclamante e também ele não atendeu, fato que ocorreu também com o próprio jornalista Joelson Santos, que também tentou falar com o reclamante e não conseguiu, segundo nos relatou. Ademais, a Rua 2500 tem centenas de economias ligadas à rede da Emasa. Estranho que um problema como este, não relatado em nossos cadastros de reclamações nem pelo cidadão citado e nem por mais ninguém, ocorra apenas em uma residência da rua. Fosse realmente um problema do sistema, outras residências teriam sido atingidas. Em todo caso, a empresa determinou um exame acurado do fato, in loco, para saber o que ocorreu de fato. Lamentável que se recorra à imprensa sem antes solicitar uma vistoria da empresa para tentar uma solução, o que é fácil não apenas pelo telefone, mas pelo e-mail constante de nosso site, de resposta imediata.

Envie seu Comentário