Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Interrupção de show em Itajaí provoca protesto nas redes sociais

02 de dezembro de 2013 15
Foto: Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

A interrupção súbita do show que a cantora Giana Cervi apresentou no sábado, na Aventura pelos Mares do Mundo, gerou protestos nas redes sociais. Nesta segunda-feira Giana postou uma foto sua no Facebook, com os lábios fechados sob fita adesiva. Foi rapidamente “copiada” pelos fãs e amigos.

Giana se apresentava num dos palcos do evento quando o som foi deliberadamente cortado pela organização, causando protestos. Até o fim da tarde desta segunda, a coordenação da Aventura pelos Mares do Mundo não havia esclarecido o motivo da interrupção.

Natural de Brusque e radicada em Itajaí, Giana Cervi é um dos mais conhecidos talentos musicais da região. Sua brusca interrupção foi, no mínimo, deselegante.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (15)

  • Rinaldo Ferreira diz: 3 de dezembro de 2013

    Nos músicos precisamos de oportunidade, e não podemos aceita o cancelamento do show em Itajai pois precisamos divulga nossos trabalho artístico para a sociedade, a arte hoje é o nosso sustento, como vamos viver se ficam cancelado o show e a nossa chassi de conhecido perante a sociedade.

  • Fabiano Muniz diz: 3 de dezembro de 2013

    Itajaí é a demonstração miniatura do que foi 1964, aliás, PP é subproduto da ditadura militar.

  • dorva diz: 3 de dezembro de 2013

    Penso que não é a primeira vez que isso acontreceu. Numa outra apresentação, o pessoal do Monobloco, ao dar a sua canjinha, foi deselegantemente interrompido, no meio da música. Sequer deixaram o cantor terminar a música. Tal comportamento revela a falta de preparo da organização, seguido pela intolerancia r total falta de elegancia, para nao dizer, no linguajar da região: ABESHTADO!!!

  • Lorran diz: 3 de dezembro de 2013

    Caraca, em Rinaldo, ta mal em fera, se escrevendo é assim nem imagino cantando.

  • Giulia Cardoso diz: 3 de dezembro de 2013

    Não teve cancelamento, o show aconteceu sim. Até onde sei, foi pedido a redução do show porque muita gente e crianças estavam lá para o desfile de Natal e começou a chover e teve um problema com a multidão. Como não reduziram o show, foi cortado o microfone para não dar problema ou acidente. Uma interrupção pode ser deselegante, mas um acidente maior o que seria?

  • Helcio Martins diz: 3 de dezembro de 2013

    É cada vez maior a coincidência dos que levaram estes mesmos que ai estão no poder a lutar contra os supostos “milicos” de 1964, vejam bem , tudo que estes “revolucionários” pregavam como o de pior em um governo, eles começam a reproduzir aqui e agora. Isso é censura de parcialidade no mínimo ilegal, pois não se interrompe o trabalho das pessoas no meio deles, a não ser que seja algo destrutivo a comunidade. A arte e música , bem como os pasquins da vida, seriam a redenção e a forma popular de protesto, mas em um ambiente onde Ziraldo aceitou remuneração por ser patriota, fica patente que mudamos o nome do gambá para frederico, mas ele continua a feder, estamos vivendo ditadura de novo e atos como este tendem a se repetir em toda a nação, perpetrado por aqueles que condenavam os mesmos atos la atrás e ganharam a nossa simpatia. Vi comentários aqui que de fato mostram uma educação rasa, coisa que nos tempos militares pelo menos não acontecia, não eram todos na escola, mas os que iam aprendiam corretamente. Perguntem-se agora se realmente este é um país livre, ta na cara que não, pois qualquer carteira de funcionário pútrido dá direito a tudo e se reclamarmos, vamos presos por desacato a autoridade…igualzinho em 1960 a 1964, se o público perde o direito a reclamar é óbvio que o motivo é muita mazela e portanto muita reclamação……finge ai que o brasil de letra minúscula é país e daqui nós fingimos que esta tudo certo…..estamos cada vez menores em nós mesmos como cidadãos, esta arbitrariedade em um lugar civilizado daria cadeia ao talzinho que desligou a tomada, mas aqui na terra do criminoso rico com dodoi, na terra onde o bandido sai de camisa rosa fazendo sinal dos panteras americanos , que se diz doente, mas esta solto nas ruas e ninguem fala NADA, este show exterminado é apenas amendoim em festa de salmão…..

  • Beatriz diz: 3 de dezembro de 2013

    Giulia Cardoso, já até onde ‘eu sei’, um show que foi contratado para 2 horas e foi reduzido para 1 hora e meia. Até aí, Ok. Mas aos 45 minutos foi cortado. Grosseiramente cortado! quem presenciou nos bastidores, ‘ignorantemente’ cortado!
    Chuva? Possível acidente? Essa parte eu realmente não percebi… O povo parecia estar curtindo bastante o show. Será que o Papai Noel não esperaria ao menos terminar a música?

  • Cirilo Ouriques diz: 3 de dezembro de 2013

    Parabéns Helcio Martins, disse tudo.

  • Fabiano Muniz diz: 3 de dezembro de 2013

    Helcio Martins, não entendi direito o que tu quis dizer, me pareceu que tentaste colocar a culpa nos que foram contra a ditadura de causar esse absurdo autoritário. Se foi, lembre-se que o PP, partido que comanda a prefeitura de Itajaí, foi apoiador direto da ditadura militar! Então tua tese cai por terra.

  • Fabiano Muniz diz: 3 de dezembro de 2013

    Um pouco de história.

    http://blogdotarso.com/tag/arena/

  • Lanna Lillo diz: 3 de dezembro de 2013

    Vários equívocos ocorreram nesse evento, sem falar no ônibus de consciência ambiental da FATMA com materiais educativos para crianças e adolescentes que ficou escondido e teve uma participação mínima das pessoas que compareceram ao evento, ou seja, 0 incentivo à educação em relação ao meio ambiente. Outro fato foi terminar o evento sendo que ainda havia regatas para chegarem em Itajaí e darem de cara com o nada, isso é ridículo, depois de ganhar o dinheiro não estão nem aí pra ninguém.

  • Luiza Balsini diz: 4 de dezembro de 2013

    Oi gente, isso já aconteceu comigo também e é por essas e outras faltas de lei em relação a profissão de músicos em SC que pretendo deixar o estado e vou onde haja mais respeito e oportunidades para o músico e que a gente não seja tratado como lixo e com descaso! Um abraço para esta cantora de admirável talento e coragem que assim como eu também sofre desrespeito dos cidadãos catarinenses eta povinho ignorante e sem cultura manipulado pela mídia!

  • Luiza Balsini diz: 4 de dezembro de 2013

    Por isso SC ta na merda e sem ordem dos músicos, qualquer idiota hoje em dia se quiser diz que é músico e tem neguinho tocando por 40 reais no shopping itaguaçu galera onde vamos parar? vai se tornar uma terrinha cada vez pior e comandada pelos sem cultura. Os contratantes se aproveitam da falta de união e de lei que tem na profissão de músico aqui. Vai ficar cada vez pior!

  • Alexandre diz: 4 de dezembro de 2013

    É fato que Santa Catarina é um estado reacionário sim senhor. Dizer que a educação nos tempos da ditadura era boa, é cuspir na cara de vários excelentes pedagogos/educadores que, com muito afinco, tentaram e tentam melhora-la. Foi na ditadura que o senso crítico se perdeu. O “povo” foi sim alienado, ensinado a não pensar, a não questionar sobre pena de tortura e morte. Se hoje, vivemos essa situação periclitante em nosso país, muito deve-se ao militarismo que perdurou longos 21 anos. Agora vir aqui e defender ditador/torturador, explica e muito o fato ocorrido nesse evento.

  • Jorge diz: 6 de dezembro de 2013

    Terra de Gentlmen hehehe…

Envie seu Comentário