Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Projeto inédito leva detentos a trabalhar na Aventura pelos Mares do Mundo

02 de dezembro de 2013 2
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

Uma iniciativa pioneira no Estado levou internos do regime semiaberto a trabalhar na Aventura pelos Mares do Mundo. Os detentos, sete homens e quatro mulheres, recepcionaram os frequentadores e atuaram em atrações da festa.

A ideia partiu da organização do evento e da Secretaria de Segurança de Itajaí, e foi aceita pelo Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap) e pela Vara de Execuções Penais.

Os internos foram selecionados para o trabalho de acordo com o comportamento. A maioria deles está no semiaberto por progressão de regime, ou seja, conquistaram, com trabalho e boa postura, a possibilidade de trabalhar durante o dia e voltar às prisões somente para dormir.

A decisão da organização e do Estado em não divulgar a presença dos detentos na Aventura pelos Mares do Mundo durante a festa foi para evitar preconceitos. Enquanto atuaram, eles deixaram de lado o estigma da prisão para serem apenas trabalhadores em meio aos turistas.

A gestão prisional voltada ao trabalho e à ressocialização em Itajaí, incentivada pela administração das prisões e pela Justiça, tem se tornado modelo para todo o Estado. Em janeiro o Deap pretende divulgar os dados de retorno dos egressos às unidades prisionais que adotam o sistema _ o que poderá comprovar, na prática, que a reinserção é possível.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Otaviano Camargo diz: 2 de dezembro de 2013

    o trabalhador brasileiro tem um jornada diari de 8 horas no minimo. Por que os detentos nao fazem o mesmo, afinal comem e dormem as nossas custas…. Todo detento deveria trabalhar pelo menos 10 horas diarias… e pagar pela sua estadia…

  • Dilubio Horneston diz: 2 de dezembro de 2013

    no exercito, eramoos obrigados a trabalhar, fazer a barba, cumprir horarios e normas rigidas, obrigatoriamente… que tal se os presos fossem adminisrados pelo Exercito?

Envie seu Comentário