Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ganhou o mundo

11 de dezembro de 2013 14
Foto: rafaela Martins/Agência RBS

Foto: rafaela Martins/Agência RBS

As imagens do pequeno Jean Fernandes, 11 anos, que parou o trânsito para salvar o cãozinho Mel, atropelado em Itajaí, ganharam o mundo.

Ontem, foram destaque no portal de notícias norte-americano The Huffington Post, que contou a história e a incrível repercussão que o caso ganhou na internet, com referências ao blog da coluna Guarda-sol e à fotógrafa Rafaela Martins, do Sol Diário.

Jean também foi notícia no site chileno Biobiochile e nos nacionais Globorural.com e Agência de Notícias de Direitos Animais, como exemplo de amor pelos bichinhos.

Apesar do susto, o pequeno Mel passa bem.

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (14)

  • Cristina Lemos diz: 11 de dezembro de 2013

    Que belo exemplo deste garoto, realmente emocionou a todos. Parabéns.

  • Cintya diz: 11 de dezembro de 2013

    Até agora não entendi… o Mel é (já era) dele, ou era um cãozinho de rua que teve a sorte de encontrar esse anjo?
    De qualquer maneira é um belo exemplo a ser seguido!!

  • Leandro Souza diz: 11 de dezembro de 2013

    Que exemplo!!!! Emocionante.

  • Antônio Lourenço da Silva diz: 11 de dezembro de 2013

    O animal principalmente o cão é de uma sensibilidade muito grande. Com certeza maior do que o ser humano. Basta viajar por esse Brasil a fora que você pode notar debaixo de viadutos onde têm moradores de rua tem um cãozinho de lado. Ele não tem nenhum interesse a não ser a companhia e um pedaço ou um pouquinho de comida que sobra de sua companhia.
    Coisa de Deus, com certeza.

  • GIOVANI diz: 11 de dezembro de 2013

    Em tempos de super-humanizacao de bichos de estimacao – animais! – nada mais apropriado para a glorificacao das ideias dos seus super-protetores, nao eh mesmo? Se a 100 metros dali alguem estivesse alimentando uma crianca faminta, moradora de rua, e recolhendo-a a sombra de sua casa, passaria despercebido, quica ateh criticado, com certeza nao exaltado. Hoje se dah mais importancia aos abrigos de animais do que aos orfanatos. Pelamordedeus!!!

  • GIOVANI diz: 11 de dezembro de 2013

    E mais, aos que chegam ao cumulo de espiritualizar esses bichos – animais! – chamando-os de anjos ou “coisa de deus, com certeza”, pergunto: onde podemos encontrar referencias biblicas (ou qualquer outro livro religioso) para a ADORACAO DE ANIMAIS???

  • Willian diz: 12 de dezembro de 2013

    Só não entendo como o salvamento de um cão causa mais comoção que o salvamento de uma criança (caso noticiado em Florianópolis) feito pelos motoristas de ônibus.

    Não desmerecendo o ato do menino, mas infelizmente uma enorme inversão de valores da nossa sociedade, onde um animal tem mais valor e respeito que o próprio ser humano. Uma lástima!

  • Raphaela Souza diz: 12 de dezembro de 2013

    Chegamos ao cúmulo de nos admirar quando um adolescente cuida do próprio cão, como se isso fosse uma coisa rara hoje em dia. E pelo visto é raro mesmo. Que absurdo!

  • Cintya diz: 12 de dezembro de 2013

    Giovani, eu falei que o CACHORRO teve a sorte de encontrar esse anjo, ou seja, anjo = criança.
    E você acha realmente que animais não são coisas de Deus? Só se o homem também não for… Porque se os animais surgiram “do nada”, então os homens também surgiram assim.

  • Carla diz: 12 de dezembro de 2013

    Eu so acho caro leitor Giovane, que os animais são sim criaturas de Deus, pois qdo Deus pediu ao Noe construir a Arca, ele pediu que levasse consigo os animais, porque o Mundo ja estava cheios de pessoas, arrogantes, pretenciosas, desrespeitosas. Animais não são como pessoas que agem por interesse, animais so querem ser amados, respeitados e Cuidados…… Do jeito que vc fala, acredito que agiria da mesma forma que o motorista que atropelou o Mel….. agiria sem respeito a VIDA, indepente se e humano ou animal, TODOS merecem respeito.

  • CURTO&GROSSO diz: 12 de dezembro de 2013

    A tal “repercussão” fora do Brasil se deve ao fato de que sabidamente por aqui é mais do que normal alunos/crianças baterem até mesmo em professores nas salas de aulas, a prostituição infantil proliferar pelo país afora, marmanjões idiotas se matarem nos estádios de futebol e de eleitores/contribuintes serem feitos de palhaços o tempo inteiro.
    Enfim, esperar o que de um povo que há muito tempo perdeu a vergonha na cara e que agora resolve se comportar/aceitar que animal é gente e que gente é bicho ???

  • Willian diz: 12 de dezembro de 2013

    Por que dizem que o motorista não tem repeito a vida?
    O atropelamento foi proposital por acaso?

    Se um dia acontecer de eu atropelar um animal, também não irei parar, pois do jeito que as coisas estão, muito provável o motorista ser espancado pelo dono do animal, tamanha a inversão de valores.

    Sim, animais são criaturas divinas e merecem nosso respeito e admiração, mas não adoração ou valorização acima do ser humano, como muitos fazem

  • José Exageraddo diz: 12 de dezembro de 2013

    Penso que o garoto deve ser santificado, assim como foi a madre Paulinia, de Nova Trentu… A igreja matriz tinha que ser demolida e no lugar ser erguida uma estatua em homenagem ao cachorro, do tamanho da igreja… Pelos comentarios aqui expostos podemos chegar a conclusao que o ser humano vale menos que um animal….

  • Michel diz: 12 de dezembro de 2013

    Não restam dúvidas de que somos um povo burro demais e portanto muito fácil de enganar e direcionar.
    Os políticos e a imprensa que o digam !

Envie seu Comentário