Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Queda na produção

16 de dezembro de 2013 0
Foto: Marcos Porto/Arquivo

Foto: Marcos Porto/Arquivo

A safra da sardinha fecha 2013 com uma queda de 32% na produção em relação ao ano passado. De acordo com dados do Grupo de Estudos Pesqueiros da Univali (GEP) foram pescadas este ano 35 mil toneladas do peixe, contra 51,8 mil toneladas em 2012 _ volume que era considerado o maior dos últimos 15 anos.

Dois motivos levaram à redução nas capturas de acordo com Paulo Ricardo Schwingel, pesquisador do GEP. O primeiro foi a limitação de compra das indústrias enlatadoras, que estavam com os estoques abastecidos de sardinha congelada. O segundo, que preocupa os estudiosos, é a captura de cardumes que estão em fase de reprodução.

Levantamentos do GEP levam a crer que a sardinha tem antecipado o período reprodutivo, que estaria ocorrendo durante a época do ano em que a pesca é liberada, fora do defeso. Isto explicaria a safra recorde do ano passado, já que durante a reprodução os cardumes se reúnem e ficam mais perto da costa, portanto mais vulneráveis. Explicaria também a queda na produção este ano: se foram capturadas sardinhas em período reprodutivo no ano passado, os peixes não renovaram suficientemente a população.

_ Podemos ter atingido o estoque desovante, o que significa que podemos ter batido um recorde falso. Esta situação coloca em risco a sustentabilidade biológica e econômica do recurso _ afirma Schwingel.

A sardinha é hoje o principal produto da pesca industrial em Santa Catarina e especialmente na região de Itajaí, que detém o maior número de embarcações voltadas a esse mercado no país. A má gestão do recurso pode acarretar prejuízos ainda incalculáveis.

Falta gestão

Embora seja um dos principais produtos da pesca no país, a sardinha sofre com o descaso crônico dos órgãos responsáveis pela gestão de recursos. Uma lei criada em 2009 previa a criação de um Comitê Permanente de Gestão para peixes como a sardinha. O órgão só foi criado em fevereiro de 2013, quatro anos após a nova legislação entrar em vigor. Até agora, porém, não foi colocado em prática.

O GEP, que produz dados estatísticos no Estado, estava sem recursos desde que acabou o convênio que mantinha com o governo federal. Recentemente um acordo ente o Sindipi, sindicato que representa os armadores, e o governo do Estado, garantiu a retomada dos trabalhos.

Sardinha em SC

2012 _ 51,8 mil toneladas
2013 _ 35 mil toneladas

Sardinha no Brasil
 
2012 _ 99,5 mil toneladas
2013 _ 75 mil toneladas (projeção)

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário