Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PM grava momento em que cão farejador de Itajaí encontra drogas

28 de fevereiro de 2014 11

Atualizada às 15h

 

Policiais Militares de Itajaí gravaram em vídeo a atuação de um de seus cães-farejadores. A cadela Onca, da raça pastor-alemão, encontrou drogas durante uma operação da PM em Balneário Piçarras, no início da semana. As imagens mostram o carinho dos policiais com a cadelinha e a comemoração no momento em que ela encontra uma pedra de crack.

A Pm explica que no momento em que a cachorra encontra a droga, o policial joga um brinquedo, como forma de recompensa.

A ação, que contou com policiais civis e militares de toda a região, terminou com a apreensão de 45 pontos de crack, um revólver com munição e numeração raspada.

Com o fechamento do canil do 12º Batalhão, em Balneário Camboriú, o K-9 de Itajaí é o único na região a ter cães preparados para os trabalhos de faro, busca e resgate. A divisão tem oito cães, três em atividade e cinco em treinamento.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (11)

  • Ro diz: 28 de fevereiro de 2014

    Não entendi. Ela na verdade só achou pois o policial jogou (quase acertando a cabeça dela).

  • Matheus Farias diz: 28 de fevereiro de 2014

    Cão farejador assim até o meu lá de casa, esse cachorro não achou nada aos 45 segundos o policial jogou a droga para o cachorro!

  • Cão treinado diz: 28 de fevereiro de 2014

    Lindo retrato da atividade policial: plantando flagrante pra poder comemorar a apreensão. Pena ensinar algo tão ruim para o cão. Da próxima vez, não façam teatro: mostrem do que o cão é capaz.

  • ghpdobner diz: 28 de fevereiro de 2014

    Meu deus!! faz melhor feito da proxima vez!!!

  • Marcos diz: 28 de fevereiro de 2014

    Meu Deus… sou obrigado a comentar.
    Que matéria ruim, fraca. Pior que isso é essa operação “farsa” da PM.
    Só engana a cadela mesmo, e olhe lá.
    E quase tomou uma “pedrada de crack” na cabeça!!

  • Rodrigo de Carvalho Paulo diz: 28 de fevereiro de 2014

    Senhores leitores,

    A fim de não deixar dúvidas sobre o excelente trabalho desenvolvido pelo canil do Batalhão da Polícia Militar, teço os seguintes esclarecimentos:
    1) já no início do vídeo o policial pega um “tubo”, o qual, na realidade, é a recompensa do cão quando consegue achar a droga. Para o cão, a busca pela substância entorpecente é uma brincadeira, sendo que quando logra êxito na sua busca, é premiado com um “brinde” (que não é a droga!!);
    2) se os leitores perceberem, o tubo na mão do policial é muito maior do que a embalagem plástica contendo a droga posteriormente localizada no chão;
    3) no final do vídeo é possível perceber a droga na mão do policial e o cão mordendo o seu “prêmio”.

    Infelizmente, algumas pessoas tentam distorcer a verdade inegável que é mostrada no vídeo, qual seja, o cão achando a droga e recebendo o prêmio pelo seu êxito.

    Acredito que com estes esclarecimentos não restem mais dúvidas sobre a credibilidade do trabalho do canil da PM de Itajaí, um dos melhores do Estado.

    Por fim, ressalto que os comentários induzindo que a droga foi “plantada” pode caracterizar o crime de calúnia.

    Atenciosamente,

    Ten Rodrigo
    Comandante do PPT de Itajaí

  • Marcos Machado diz: 28 de fevereiro de 2014

    As pessoas que são leigas e não entende o trabalho do cão de faro da PM e que fizeram comentário erronias, para esclarecer, o que o policial jogou foi um tubo ( Brinquedo do cão) que estava na mão esquerda do Policial durante a filmagem, e o que foi encontrado foi uma pedra de crack pesando 53 gramas, sendo que toda vez que o cão acha o entorpecente é feita a premiação, pois o cão não pode ter contado direto com a droga,

  • léo diz: 28 de fevereiro de 2014

    Agradecendo ao Ten. Rodrigo pelos esclarecimentos, acrescento que, o cão ao encontrar a droga, apenas ASSUME POSIÇÃO sobre o achado, balançando o rabo e olhando para o seu treinador indicando que encontrou, não desenterra e nem o pega o achado. São treinados assim evitando o contato direto com a droga e tbém. evitando revirar o local onde poderia se machucar. Parabéns ao pessoal do PPT e ao K-9 de Itajaí.

  • raicardo diz: 28 de fevereiro de 2014

    Parabéns ao trabalho desenvolvido pela PMSC.
    O duro é ler o que esse bando de ignorantes escrevem. Se ao menos prestassem atenção ao vídeo não escreveriam tanta bobagem!
    Mas não adianta, o importante é falar mal da polícia.

  • Paulo diz: 28 de fevereiro de 2014

    Parabéns a PM pelo trabalho realizado. Pelo que ganham, eles trabalham com afinco.
    Parabéns ao tenente pela explicação, só leigos não entendem como funciona o treinamento do cão farejador.O policial só jogou o premio depois que o cão já havia achado a droga.

  • DENISE COSTA diz: 28 de fevereiro de 2014

    Pode não ser o melhor vídeo do planeta, mas está muito claro, aliás claríssimo, que o policial joga um petisco para o cão assim que o animal sinaliza ter encontrado algo, ou seja, a pedra que o policial mostra enquanto o cão saboreia seu prêmio. Sempre temos oportunidade de verificar antes de criticar e dar uma opinião sem fundamento.

Envie seu Comentário