Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Falta fiscalização

06 de março de 2014 2

O flagrante feito pela leitora Thaís Mendes que mostra uma lancha circulando em área de banhistas, publicado ontem pela coluna, provocou uma série de comentários no blog sobre a irresponsabilidade de alguns condutores de embarcações e a falta de fiscalização dos abusos por parte da Marinha. Leitores relatam irregularidades constantes, por todo o Litoral.
O fato é que a delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí é responsável pela fiscalização de nada menos do que 183 municípios. Não tem pessoal nem condições para ficar de olho em todas as praias. Com o número de embarcações na região subindo vertiginosamente, a mudança no modelo de fiscalização é urgente.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • João Leitte diz: 6 de março de 2014

    Esse é um problema da Marinha e das prefeituras!!! Como é que as prefeituras conseguem aumentar o número de fiscais para fiscalizar o comércio ambulante, por exemplo? É muito óbvio, mais embarcações, mais fiscais… Que contratem, temporários ou auxiliar de fiscal, tem que haver uma solução… O que não pode ocorrer é esta algazarra generalizada no mar, colocando em perigo o cidadão pagador de impostos… Engraçado que eles gastam uma fortuna fazendo treinamentos, levando navios, helicópteros para várias partes do país e não resolvem estes problemas…

  • Schell diz: 6 de março de 2014

    Tais embarcações deveriam ter numeração grafadas nas laterias em tamanho condizente para a sua leitura desde a praia (fossem placas de carros); assim, poderíamos encaminhar detalhadamente reclamações às autoridades competentes. Não têm, é? Qual seria a razão, mesmo?

Envie seu Comentário