Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Reforço temporário na Emasa

25 de março de 2014 1

A prefeitura de Balneário Camboriú encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que aumenta de 200 para 300 o número de trabalhadores em serviços de varrição e coleta de lixo nas praias, que é de responsabilidade da Emasa.
Como o serviço foi autorizado com prazo de validade pela Justiça desde que o município rompeu contrato com a empresa Ambiental ano passado (a permissão da Emasa para explorar o serviço é de seis meses, prorrogáveis por mais seis), o contrato com os trabalhadores também é feito de forma temporária.
A justificativa para o aumento no número de funcionários dada pela Emasa é precaução. Não é novidade que a autarquia teve sérios problemas de adaptação ao serviço no início. Os trabalhadores começaram na função sem uniformes e equipamentos, e houve reclamações em relação ao serviço durante a temporada de verão.

Desde que assumiu a varrição e a limpeza da praia, em novembro do ano passado, a Emasa já desembolsou mais de R$ 1,5 milhão entre pagamento de salários, encargos e aparelhamento. A média de gastos, nos últimos meses, é de R$ 400 mil.
O município alega que a conta ainda é mais barata do que o montante pago à Ambiental, de pouco mais de R$ 800 mil por mês.
Como a Ambiental apresentou um agravo na tentativa de retomar o serviço, caberá à Justiça a cartada final sobre quem ficará com o trabalho depois que o prazo terminar. A Emasa não descarta a possibilidade de terceirizar o serviço.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Ingestao Geral diz: 25 de março de 2014

    pra variar, a falta de gestao, parece um filme dos 3 patetas… imaginem esses “gestores” administrando uma empresa com 5 mil funcionarios – seria um caos total… agora, nao entendo… se 200 dao conta, por que contratar 300? vamos fazer uma conta rapida: 200 dividido por 7km vai dar 28 homens por quilometro (ou seja a cada 100 metros 3 homens)… eu penso que este numero é suficiente.. existem os momentos de grande demanda na alta temporada, mais no resto do ano nao ha tanto lixo assim…

Envie seu Comentário