Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bíblia na escola é aprovada

02 de abril de 2014 60

Os vereadores de Itapema aprovaram por unanimidade o projeto de lei do vereador Mouzatt Barreto (DEM) que sugere o uso da Bíblia nas aulas de história em escolas públicas e particulares. A proposta agora será encaminhada ao prefeito Rodrigo Costa (PSDB), que tem 15 dias para sancionar a nova lei.

O vereador justificou a iniciativa dizendo que, por se tratar de uma sugestão, e não imposição, a proposta não fere a Constituição Federal.

Para Mouzatt Barreto, o livro cristão não vai levar a constrangimento crianças de outras religiões.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (60)

  • Lisangelo Berti diz: 2 de abril de 2014

    Com todo respeito a Bíblia, mas ela não é material didático. Qual será o próximo passo dos vereadores? Ensinar o criacionismo? Que houve um dilúvio universal? Que a Terra tem meros 6.000 anos de existência?

  • Dhoco diz: 2 de abril de 2014

    E o ser humano mostrando mais uma vez, como uma sociedade pode regridir, daqui uns dias, voltam as “caças as bruxas”.
    Deveriam proibir fanáticos religiosos de legislar.

    O ESTADO DEVE SER LAICO…SEMPRE

  • Jornalista diz: 2 de abril de 2014

    Fico feliz com a notícia! As pessoas distorcem o valor dos ensinamentos desse livro quando falam de religião! Aprender os mandamentos de Deus não quer dizer que seja necessário defender placas de igrejas, que os educadores sejam sábios nesse momento!

  • Amem Jesus diz: 2 de abril de 2014

    coisa boa, para estes alunos… agora só faltam os vereadores copiarem o bom exemplo…

  • Ricardo diz: 2 de abril de 2014

    Absurdo por vários motivos.
    1) A bíblia não é um livro histórico e sim a visão mítica de um povo (hebreus) sobre a criação do mundo (antigo testamento)
    2) O Brasil é um país laico, portanto o uso da bíblia só poderia se dar em aulas de história das religiões associado ao estudo de tantas outras existentes.

  • Marcos diz: 2 de abril de 2014

    Em contrapartida, crie-se uma lei que sugira a leitura da Constituição Federal em igrejas, templos e demais locais onde haja a prática de atividades religiosas e afins!

    Aliás, pode-se criar leis sugerindo qualquer coisa que se queira. Uma lei que sugere obriga que se faça aquilo que se bem entende.

    O Excelentíssimo vereador deveria ter seu mandato caçado só por conta do papel gasto para escrever tamanha inutilidade.

  • Eduardo diz: 2 de abril de 2014

    Só não entendi uma coisa, uma lei que “sugere” algo, é uma lei? Seria algo do tipo, a lei sugere que todos usem cinto de segurança em seus veículos. Mas quem não quiser, não tem problema. É isso mesmo que eu entendi. Pq se for… o sr. Barreto, deveria achar algo mais construtivo p/ fazer com seu tempo, do que legislar.

  • Paulo Daniel diz: 2 de abril de 2014

    Acho que deveriam sugerir o USO da Constituição Federal para formar cidadãos melhores. Só uma opinião…

  • Paulo diz: 2 de abril de 2014

    Típico da classe política, dar conselho na educação sem melhor nada. Uso de
    Um livro não didático para fins didáticos é patético, muda o fofo e perde tempo.
    No vestibular estes últimos vão rezar o versículo enquanto os alunos que estudaram com materiais corretos passam na frente deles. Atitudes ridícula e desrespeitosa com a liberdade religiosa.

  • Pai de Santo diz: 2 de abril de 2014

    Também quero participar.
    Quero fazer um macumba didática e meu amigo católico quer por uma foto do papa na sala de aula. Um outro colega quer uma imagem de Buda…
    Não me neguem, senão será discriminação religiosa.

  • Aldair diz: 2 de abril de 2014

    Inacreditável!!!!! Em pleno 2014 estar lendo uma coisa destas
    O mais incrível é que foi unânime
    Que vergonha!!!!!!
    A Bíblia é um livro de ficção, escrito para pessoas da Idade Média, nem deveria mais ser levado á sério
    Espero que o prefeito tenha bom senso e vete….

  • Alessandra Kellen Heidecke Moeller diz: 2 de abril de 2014

    Com tantos problemas mais sérios a serem resolvidos, o que uma bíblia na aula de história trará de benefícios e avanços a educação? Visto que a nossa educação vem demonstrando um aumento significativo de fragilidades e desafios a serem resolvidos. Mas, ainda questiono: qual a relevância de uma bíblia na escola, visto que se respeite a diversidade e pluralidade étnica, religiosa e cultural de um pais. Sou professora na área de humanas há 20 anos em Blumenau, e achei uma tremenda incoerência e perda de tempo/dinheirooooooooo com a construção deste projeto.

  • Marciana diz: 2 de abril de 2014

    Será que não teria outra coisa mais importante e urgente para fazer? O que esse projeto vai trazer de mudanças? Não somos um Estado laico?

  • Taylor diz: 2 de abril de 2014

    Ora ora, porque não aprovam uma lei obrigando ao estudo da Constituição nas escolas, dos direitos civis e sociais? Ahhhh, mais isso fará com que os futuros eleitores não votem mais nesses politiqueiros profissionais não é?

  • Renan Oliveira diz: 2 de abril de 2014

    “Para Mouzatt Barreto, o livro cristão não vai levar a constrangimento crianças de outras religiões.”

    Aprovar um projeto de lei pra autorizar a bíblia de lavey vocês não querem neh ??

    Se uma criança se recusar a ficar na sala por causa da bíblia simplesmente leva 0 e os responsáveis são chamados na escola.

    Como sempre vão impor medo nas crianças e plantar a bíblia em crianças inocentes.

    Eu era levado a igreja desde pequeno e sempre tive pesadelos com o apocalipse.( o medo de deus me separar de minha mãe e me jogar no inferno por ser um pecador).Isso me revolta eu sei o mal que a religião me causou.

    Hoje sinto orgulho em ser ATEU.

  • Luiz diz: 3 de abril de 2014

    É uma vergonha, tinha que ser em Itapema mesmo. Se querem ensinar a respeito de religiões que seja mostrando na historia como as mesmas foram prejudiciais a humanidade.

  • Antonio diz: 3 de abril de 2014

    Sou Ateu e sou totalmente contra, eis que na escola é para ensinar o conhecimento básico da vida humana, e o conceito religioso é um aprendizado individual e pessoal, para quem acredita e quer seguir.

    O Brasil hoje em dia, é um país onde se cultua a liberdade religiosa, e se fosse dar uma educação religiosa de nossos dias, qual seria a doutrina religiosa que você acha que deveria ser dado nas escolas ? Protestante, Católica, Umbanda, Judaíca, Muçulmana, qual delas ?. Porque não o Ateísmo?

    Todas as doutrinas religiosas acima são totalmente diferentes uma das outras, e se for optar por uma delas, o Brasil estaria na tendência de adotar uma única religião, ignorando todas as outras, se perdendo ai a liberdade de culto.

    Portanto nobres vereadores é lamentável ler uma noticia dessa, pelo jeito Itapema ta uma maravilha para ficaram inventando esses tipos de lei.

  • Fernando diz: 3 de abril de 2014

    As religiões praticamente sem exceções mais prejudicaram a Humanidade, vejam a história. guerra dos 100 anos matar em nome , do cristianismo, certamente Jesus não queria a morte e sofrimento de ninguém.
    Só visam lucro, disfarçados do que quer que seja, a pouquíssima caridade que fazem é só para inglês ver quando a católica queimou e escondeu até hoje livros (confidenciais) por que? querem esconder o que ?
    Vamos ensinar a humanidade a “ser gente” e “praticar o bem”, é muito fácil, só faça para os outros o que querem que façam para você, se coloque no lugar do outro sejam cristãos sem religião sua consciência sua religião. E para isso que pagamos políticos?

  • Guilherme Silva diz: 3 de abril de 2014

    O Ensino da Bíblia é sim relevante como contexto histórico, grandes historiadores comprovam que a maioria dos fatos relatados aconteceram verdadeiramente. Há também existe um detalhe muito importante, a Bíblia é o único livro que ensina princípios que o homem poderá viver de forma verdadeira

  • Jailson diz: 3 de abril de 2014

    Antes que ouvesse arqueologia, havia a Bíblia, antes que houvesse história, havia a Bíblia e a Bíblia serviu de bússola para que se conhecesse melhor e antes de qualquer outro a história de povos que gente ignorante chamava de mítico como os heteus, ou diziam que personagens eram fictícios como Nabucodonosor.
    Pois é, a Bíblia tinha razão e a arquelogia muitos anos depois (mas muitos mesmo) encontrou aquilo que a Bíblia já dizia que existia e em muitos casos até dava as coordenadas.
    Pena que vão ser retirados os fatos históricos (com H para quem não sabe a diferença) e não vão ser ensinados princípios éticos e morais que nas escolas não existem mais… mas já é um grande passo.

  • Valério Weiss diz: 3 de abril de 2014

    Estimados… Demorou, com certeza o uso da Bíblia nas escolas (aulas) será fundamental para o crescimento humano. Assim quem sabe em um futuro próximo não precisaremos de cadeias e penitenciárias, de fato a Bíblia é um livro “antigo”, mas é o MELHOR manual para se viver em qulaquer época/fase de nossas vidas, ou seja: VIVER BEM!
    OBS: Somente citei a “Bíblia”, mas se for-mos aprofundar na “intimidade” que ela nos dá com DEUS… CERTAMENTE a PAZ, a verdadeira ALEGRIA será soberana!!

  • Carlos Henrique diz: 3 de abril de 2014

    Claro, ninguém votou contra pra não ficar mal na foto com os fanáticos, ninguém quer perder votos. Mas que a lei é claramente inconstitucional não resta dúvida, mesmo que seja apenas uma “sugestão”.

  • CURTO&GROSSO diz: 3 de abril de 2014

    Melhor seria se nossos “nobres representantes” pagos com o nosso suado dinheiro e espalhados pelo Brasil inteiro apresentassem projetos de forma a disseminar o entendimento e aplicação do que é cidadania, moral, ética e vergonha na cara.
    Em virtude de ser muito difícil apresentar projetos sobre algo que não se conhece, o jeito é levar nessa embromação/safadeza !!!

  • Lucia diz: 3 de abril de 2014

    BÍBLIA, O PIOR LIVRO JÁ ESCRITO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE!!

    Meu filho já sabe, se começarem a usar a bíblia na sala dele, é pra ele sair, e ai do professor ou qquer outro fdp que o prejudique na escola!!

  • Rodrigo diz: 3 de abril de 2014

    Só ser for pra limpar a bunda !!! Isso que dizem que estamos num estado “laico”…NOJO !!! Querem enfiar a todo custo de goela a baixo mentiras e mais mentiras !

  • Wenderson da Silva diz: 3 de abril de 2014

    Apoio a ideia, por que os livros de história falam de como Portugal escravizou índios e negros que foi uma coisa horrível, e é claro que vão destacar isso nos textos bíblicos certo, de como o era comum apedrejar mulheres, sacrificar filho pra mostrar o quanto você e fiel há uma figura imaginária, o quanto ser intolerante e legal na visão da bíblia, de que todo mal e culpa da mulher. Se for assim claro que tem agregar o livro com as maiores mentiras nas aulas de história.

  • magali diz: 3 de abril de 2014

    É pura ignorância, pois não cabe ao município legislar sobre este tema. É o Mec que dá as diretrizes da educação e além disso fere o Artigo 19 da Carta Magna no tocante a proibição do patrocínio de religiões em escolas. Além do que, seria um retrocesso em um Estado laico. É esses ignorantes que ocupam as câmaras de vereadores de todo o país, uma vergonha…Já fiz denúncia ao MEC ao MP.

  • magali diz: 3 de abril de 2014

    É pura ignorância, pois não cabe ao município legislar sobre este tema. É o Mec que dá as diretrizes da educação e além disso fere o Artigo 19 da Carta Magna no tocante a proibição do patrocínio de religiões em escolas, fere também no art 33,que fala sobre não obrigatoriedade do Enasino Religioso nas escolas; 0art 21 a 25 fala das competências de cada Estado, Município e União. Além do que, seria um retrocesso em um Estado laico. É esses ignorantes que ocupam as câmaras de vereadores de todo o país, uma vergonha…Já fiz denúncia ao MEC ao MP.

  • Marcelo diz: 3 de abril de 2014

    A Bíblia não deveria ser lida por ninguém antes dos 18 anos, bem como o Capital, de Carl Marx. O indivíduo em formação não deve ser submetido a nenhuma alienação, seja ela qual for. Depois da maioridade, mais esclarecido, a questão se individualiza e o problema de ler, aceitar ou acreditar é de cada um.
    Além do mais, a lei é inconstitucional, pois a política educacional deve obedecer a legislação federal e não há nada nela sobre incluir o livro dos cristãos no rol de livros escolares.

  • Cláudio diz: 3 de abril de 2014

    Cadê nosso Estado Laico? Concordo se apresentarem os livros sagrados de todas as religiões (Bíblia, Corão, Torah…) a fim de conhecimento, e nunca de forma religiosa. Pois vivemos com a diversidade religiosa e não podemos tender para qualquer lado. Imparcialidade é a melhor opção.

  • Geane diz: 3 de abril de 2014

    Em primeiro lugar, essa discussão já é ultrapassada. Desde a proclamação da República o Brasil é um país laico, sem religião oficial, e por vez, a escola é o ambiente de aprendizagem, de conhecimento e não de reprodução de ideologias, doutrinas ou crenças religiosas.
    Também saliento que como historiadora, a função de tal disciplina não é ensinar ou divulgar qualquer crença religiosa, mas sim, fazer com que o aluno se compreenda sujeito ativo da História nas suas variadas compreensões de mundo.
    Rezar na aula de História??? Isso simplesmente demonstra o despreparo dos vereadores e a falta de conhecimento que os mesmos tem em relação à Educação.
    As aulas de História devem servir para orientar os alunos a votarem em políticos que realmente fazem a diferença, porém, dessa maneira, a escola continua sendo o espaço de dominação, doutrinação e reprodução social/ideológica/política/cultural.

  • Maria das Graças diz: 3 de abril de 2014

    Santa ignorância a deste(s) vereadores, parasitas do dinheiro do povo. Eles é que deveriam passar por exames, antes de ter sua candidatura aprovada. Não têm cultura geral e bagagem nem para promover quermesse. Que dirá LEGISLAR!

    Só entrei para deixar um comentário, em apoio ao que vários já disseram, muito bem dito. ISSO É ILEGAL!!!! É preciso processar, excomungar, estes usurpadores do poder do povo. São os demagogos, eleitos na conversinha mole, se aproveitando da ingenuidade de certos grupos sociais marginalizados.

    Este vereador, além de estudar toneladas de coisas sobre DIREITO, POLÍTICA, deveria cursar, sentadinho na cadeira, uma licenciatura. Aprenderia o básico do que é escola, educação, a legislação da área.

    Sobretudo quero ver estes vereadores fazendo estágio nos altos do São Bento, Morretes, etc. Quero ver eles jogarem esta conversa de bíblia em cima da galera. E que aprovemos nós, professores, uma lei igualando o salário do parasita do vereador ao salário do professor.

    NOJENTOS! Se o prefeito tiver juizo, veta!

  • Aneliza diz: 3 de abril de 2014

    Aos que chamam a bíblia de mentirosa:
    Certa vez ao entrar glorioso em Jerusalém, Jesus declarou em meio à multidão que ainda que os filhos se calassem, as próprias pedras clamariam (Lc 19:40). Por que não poderíamos ver na arqueologia um cumprimento destas palavras? De uma maneira silenciosa, porém bastante ativa, pedras, cacos de cerâmica, restos de fortalezas e antigos manuscritos clamam que a história é verdadeira, que Deus é tão real que quase dá para tocá-lo. Fonte:http://novotempo.com/evidencias/2011/04/01/a-arqueologia-e-a-biblia/

  • ROBERTO CURCCIO diz: 3 de abril de 2014

    Isso é ignomínia. SE vai se basear na “bíblia”, tem-se que ensinar trechos históricos do profeta Maomé e dos deuses hindus.

    Eles querem, por que querem, fazer LAVAGEM CEREBRAL EM NOSSAS CRIANÇAS.

    Com a PALAVRA, o Ministério Público de ITAPEMA;SC. Que já se faz tarde.

  • Guilherme diz: 3 de abril de 2014

    É uma pena q por mais q a lei seja sancionada a bíblia jamais será efetivamente utilizada nas aulas, pois é sabido que a leitura integral desta sempre serviu como ponta-pé inicial para o ateísmo, dada a quantidade de barbaridades que nela estão contidas. Como sempre, se fará o uso de partes seletas do “texto sagrado”. É uma pena.

  • alberto diz: 3 de abril de 2014

    Crianças lendo sobre estrupos, adultério, guerras, mortes, pragas, genocídios, castigos cruéis, violência e sendo reprimidas pelo medo do fogo do inferno. Esse vereador deveria sentir vergonha.

  • Ana Iarossi diz: 3 de abril de 2014

    Absurdo!!! Se ensinassem a LER seria melhor… O que vemos é um monte de analfabetos funcionais que não sabem juntar duas letras chegando no ensino superior… E ensinar religião na escola só os tornará analfabetos sociais também…

  • Ricardo diz: 3 de abril de 2014

    Tá explicado: O vereador é da Assembléia de Deus e sua mulher, Zuleide Barreto, oradora, pastora, missionária, profeta, ou qualquer coisa assim: https://scontent-b-gru.xx.fbcdn.net/hphotos-frc3/t1.0-9/10177419_293230087496297_1034864821_n.jpg

  • Gustavo Holdefer Canepa diz: 3 de abril de 2014

    Isso é muita idiotice, isso é falta de respeito com a religião de muitos alunos, sabendo que muitos alunos tem uma religião que já vem de família ou de cultura do lugar onde veio, isso é algo típico do Brasil, fazer todo mundo andar na linha, sociedade idiota que cria robôs, eu próprio sou Ateu, e não iria admitir que agora nas tentem mudar a opinião dos outros, escolas que fazem a cabeça dos alunos se enquadrar na sociedade ridícula.

  • Paulo Ricardo Hames diz: 3 de abril de 2014

    Que vergonha ein vereadores. Um país que se diz laico, nem deveria ensinar esse livro cheio de mentiras e coisas grotescas. Lamentável.

  • jesus de nazare diz: 4 de abril de 2014

    Ok, é pegadinha de 1 de abril… Só pode ser….

  • Tiago diz: 4 de abril de 2014

    Qualquer ser ignorante pode observar que as matérias vão se contradizer, como vão ensinar a bíblia, e ao mesmo tempo ensinar a teoria da evolução.. pense num vereador burro esse aí.. Já é uma afronta ter a matéria religião, agora essa da bíblia, brincadeira né…

  • rosana ouriqeus diz: 4 de abril de 2014

    A educação é LAICA!!! Teríamos que adotar tbém o texto sagrado de outras tradições religiosas, inclusive a tradição oral das religiões afro-brasileiras. Os mitos de criação ja são estudados nas aulas de ensino religioso. Logo, logo vão querer adotar a Biblia como parte da Constituição, dai vamos apedrejar os adúlteros, retornar à escravidão, adotar a bigamia, o genocídio, infanticídio, os pastores e padres como autoridade máxima, retroceder para que a mulher não tenha direito a NADA, sacrificar animais em cultos e/ou missas, a LEI “olho por olho”, ETC…. Sim ,pois tudo isso está na Biblia…
    Os textos sagrados das diversas tradições religiosas ja são estudados na disciplina de Ensino Religioso que é Inter religioso e considera a diversidade cultural e religiosa no mundo.

  • RODRIGO DERETTI diz: 4 de abril de 2014

    Cara, na boa, para todos os que estão pronunciando contra essa lei, são hipócritas! Pois, a maioria nasce de um berço cristão, seja, católico ou protestante… Acredito que isso ensinaria valores as crianças, valores que já se perderam nos últimos tempos, valores que envolvem o contexto FAMÍLIA… Talvez se tivessem ensinado isso a muito tempo atrás haveria muito menos ladrões, estrupadores, bandidos, assasinos … INCRÍVEL, realmente INCRÍVEL a mediocridade desses comentários… Se for pra falar de algo que vocês não conhecem com palavras esdrúxulas, melhor ficarem quietos… aqueles que dizem que a bíblia não indica fatos históricos ou dizem que ela é um livro de contos … deveriam pesquisar … estudar … MEDÍOCRES, aprendam uma coisa a bíblia ensina valores! IGNORANTES… acho que essa é a palavra correta a ser usada ! veem uma reportagem em que filho mata o pai, e reclamam … mas, se esse tivesse lido a bíblia , não tivesse o feito ! AI AI … acredito que só entenderam o valor disso quando acontecer algo na sua família e você tiver que procurar ajuda em Deus … E aos ateus que comentaram, vocês são os famosos “SOU ATEU GRAÇAS A DEUS” né ?.. CHEGA…

  • William R. diz: 4 de abril de 2014

    KKKKKKKKKKKKK quantos comentários !! Daí você chega na casa de todos esses que se manifestaram contra e têm a bíblia aberta em um suporte na sala.. Chega na casa , e primeira coisa que encontra é um quadro na parede com o SALMOS 23 OU O 91… Ai Ai … o que dizer para esses tipos de pessoas? É tudo fachada ? Hipócritas … que não descem do muro … Graças a Deus, Deus ama a todos e têm misericórdia ! Mas peço a todos que escreveram contra, que na hora da dificuldade vocês se lembrem desses comentários… A Bíblia é uma carta de amor que o PAI deixou aos seus Filhos!

  • Jorge Luiz diz: 4 de abril de 2014

    Bem, antes nas escolas ensinavam educação religiosa e porque acabou,como um professor iria ensinar se ele não segue os mandamento, a bíblia não é para ser ensinada por alguém que não a conhece,porque não podemos ensinar uma coisa se não sabemos,sabemos que há muitos hipócritas,mas também tem aqueles que seguem os mandamentos com seriedade como Jesus,e se as outras religiões ou (seitas que acham que são religiões se manifestassem como seria)
    As crianças aprenderiam um pouquinho de cada.
    Seria bom para os alunos aprenderem para que vieram a essa terra e por que,hoje aprendem a dar um rolezinho,funk ostentação e outras coisas mais, e seus pais como a educam…
    Minha manifestação não será a favor e nem contra,porque tem valores a ser entendido, pessoas que se manisfestam com agressividade só conhecem um conceito…
    Abraços

  • Bia diz: 4 de abril de 2014

    Os políticos a cada dia provam que querem emburrecer a população, não basta só roubar o nosso dinheiro como também querem transformar o Brasil em um país teocrata igual ao Irâ!!! Lugar de aprender sobre a religião é na IGREJA e não na escola!!! Mas infelizmente a grande massa é burra e alienada que infelizmente ainda vive na idade média!!!!

  • Williams diz: 4 de abril de 2014

    Primeiramente, o laicismo é um erro. Somos um país fundado nos valores morais cristãos. Com liberdade à todas as crenças, mas cristão. Não à toa, depois que separou-se Estado e Igreja os valores morais só decresceram. Isso não apenas no Brasil, mas em todos os países onde Estado e Igreja se separaram, principalmente graças à abolição da Monarquia e implantação das repúblicas.
    Vemos nas notícias políticas, políticos querendo incluir no material escolar, cartilhas sobre sexo, com imagens inclusive explícitas, para crianças e isso é visto como “educação” enquanto que o uso das Sagradas Escrituras é tachado de violação do maligno “direito” laico.
    O mais impressionante e triste, é que muitos dos que defendem essa laicidade do Estado pertencem à alguma denominação cristã. Pois eu lembro aos mesmos que se dizem cristãos o que realmente significa um estado laico. Nas palavras do bispo católico Monsenhor Marcel Lefebvre: “o laicismo é o ateísmo do Estado, porém sem esse nome!”
    É isso que querem para os seus filhos? Um Estado que além de ser ateu, promove o ateísmo?

    Boa noite!

  • Rodrigo N. diz: 5 de abril de 2014

    Bizarrice. vão ensinar que a Terra tem 6.000 anos? Que a mulher veio da costela? Já existe o ensino religioso. Que retrocesso.

  • Marcelo Brolhani diz: 5 de abril de 2014

    Acho importante a Biblia estar na Escola, os principios morais cristãos são os melhores, quem discorda deve deixar em escolas ateístas com fundamentos comunistas, lenistas já que eles não querem que seus filhinhos ” não acreditem em contos de fadas” portanto o importante é a escolha, pois eu assino em baixo, espero que seja concretizada.

  • Zuleide Barreto diz: 5 de abril de 2014

    Gente ele deu uma sugestão de fazer uma leitura da Bíblia antes de começar ás aulas em classe e ,é opcional não é obrigatório como na câmara dos vereadores antes se começar a sessão um vereador faz á leitura Bíblica assim ele também colocou essa opção vai de cada professor e a leitura será escolhida pelos professores ,qual é melhor fazer uma leitura Bíblica ou distribuir camisinhas,kit gays,cachimbos para drogas …..etc

  • Marcelo Brolhani diz: 5 de abril de 2014

    Tem tantos fariseus modernos que comentam besteira sobre a Biblia, um analfabetismo sobre a História da Igreja, que dá até pena, querem atacar com laicismo e nem sabe sobre as suas origens que veio do cristianismo, deveriam visitar mais museus e ir para Israel ver para saber um pouco mais, esses que falam de bruxas deveriam saber sobre o encontro do Papa João Paulo II fez sobre a era da inquisição com os maiores historiadores do mundo, hoje tem tanta gente burra e ignorante que deveria de lavar a boca antes de dizer tantas asneiras.

  • Iara Branco d’Avila diz: 5 de abril de 2014

    Me criei como católica, porque meus pais eram católicos. E, naquela época (já faz muuuiiiitoooo tempo), todas as escolas tinham um crucifixo pendurado na parede com aquela cara de sofrimento do Cristo, pendurado por pregos e escorrendo sangue.. Nunca gostei de ver essas imagens. Entretanto as aulas de “religião” eram curriculares e obrigatórias. Tinha coisas que eu nunca entendia, na minha crua inocência dos primeiros anos escolares., como a história da Santíssima Trindade…. Cristo enquanto homem, filho de Maria “virgem” e de um pai “adotivo” São José, “concebido” sob o Espírito Santo … a gente tendo que rezar no sol, em fila, antes de entrar na sala de aula; ter de ajoelhar na igreja, nas missas; confessar e pedir “perdão dos pecados”… que pecados teríamos com apenas 7 ou 8 anos de idade? Ser ameaçada com o “fogo do inferno”…ser impedida de casar de branco, caso não fosse mais virgem….(teríamos todas de ser Maria Virgem?… ser discriminada caso não declarasse ser católica no ato do preenchimento dos formulários de matrícula…ver Maria Madalena ser apedrejada pela sua condição de promíscua… ver nos relatos do Livro Sagrado, a Bíblia, que matavam criancinhas, discriminavam os filhos de mães ditas adúlteras… e por aí afora.
    Ora senhor vereador, não sei qual a intenção de sua “sugestão”…. Aliás, vereador tem que legislar e não dar sugestão ou parecer… Acho mesmo que o Prefeito nem deva apreciar tal encaminhamento, já que não se caracteriza como projeto e, em sendo assim, não pode nem ao menos ser vetado (o que seria medida de inteira Justiça)…A liberdade de culto já foi proclamada faz tempo… Os crucifixos até já foram abolidos das salas de aula… O ensino nesse segmento de há muito já vem se caracterizando apenas como forma de esclarecimento cultural apenas, de estudo comparativo de paradigmas diversos e das consequências, boas ou não, que dalí vieram como consequência. Nada contra o Livro>Bíblia! Sou e pratico o Espiritismo (depois que aclarei minha visão espiritualista) e, também por isso, não vou aplaudir a quem quer que seja (muito menos vereadores) que tentarem impingir conceitos obrigatórios de religião nos currículos escolares. Ora! Como já disse várias vezes, após algumas sessões legislativas em Itapema (e participo de muitas…) os vereadores estão precisando URGENTE de capacitação para o exercício dos mandatos! E o culpado disso tudo é o eleitor que votou despreparado…PRONTO! FALEI!

  • Bíblia na Escola é Aprovada | Jhordan Diego diz: 7 de abril de 2014

    [...] FONTE: http://wp.clicrbs.com.br/guarda-sol/2014/04/02/biblia-na-escola-e-aprovada/?topo=98%2C2%2C18%2C%2C%2… [...]

  • Kaoana Borges da Silva diz: 8 de abril de 2014

    Acho que vou me suicidar depois de ler isso. Era o último empurrão, mostrando como o mundo não vale a pena, que eu precisava.

  • Bíblia no MP | Guarda-sol diz: 11 de abril de 2014

    [...] Miranda avalia a denúncia recebida por meio do Ministério Público de PSC sobre a legalidade do projeto aprovado pela Câmara de Itapema, que sugere o uso da Bíblia como material didático nas aulas de História [...]

  • Marcio Cst diz: 17 de abril de 2014

    Absurdo é pouco.Estamos de volta ao século 19, época da inquisição.Mais uma vez estão querendo empurrar sua religião na força. Ou se acredita nos dogmas deles ou você está frito. Escola é lugar de estudar ciência e não religião alguma.Quem apóia isso é um fanático ou nunca leu nada sobre o que essa “instituição” fez no passado. Só para lembra, a mulher é tratada na Bíblia com imunda quando esta menstruando…

  • Prefeito de Itapema veta lei que permitia uso da Bíblia como material didático. | Guarda-sol diz: 29 de abril de 2014

    [...] O prefeito de Itapema, Rodrigo Costa (PSDB), decidiu vetar integralmente o projeto de lei aprovado no início do mês pela Câmara de Vereadores que permitia o uso da Bíblia durante as aulas de história na rede municipal de ensino. A polêmica proposta, assinada pelo vereador Mouzatt Barreto (PSD), havia sido aprovada por unanimidade. [...]

  • Augusto Cesar diz: 19 de maio de 2014

    temos que admitir que a bíblia tem tem trazido muitos benefícios a sociedade um exemplo quantas pessoas são transformadas pela palavra deste livro eu pessoalmente acredito que sé não foce por ela este mundo estaria muito pior e mais violento do que já e e não vejo mal nem um no ensinamento da estoria de cristo jesus acho que só vai contra quem não ama teu filho.

  • Carlos Ruas diz: 25 de novembro de 2015

    ACHO QUE ANTES DE COMENTAREM, PODERIAM PELO MENOS LER A BIBLIA. POIS IRÃO SABER QUE ELA NAO ENSINA SOMENTE SOBRE A LEI DE DEUS , E SIM COMO NOS COMPORTAR, SENDO UM CIDADÃO MELHOR, MAIS JUSTO, MAIS HONESTO.

    LEIAM PELO MENOS PROVERBIOS.

    Provérbios 10:19
    Quando se fala demais é certo que o pecado está presente, mas quem sabe controlar a língua é prudente.

Envie seu Comentário