Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Visita simpática no Itajaí-açu

03 de abril de 2014 4
Foto; programa Botos do Itajaí/Divulgação

Foto; programa Botos do Itajaí/Divulgação

 

Tem chamado atenção dos pesquisadores a frequência com que os botos têm aparecido na entrada do canal de acesso aos portos, no Itajaí-açu. Esta semana um grupo foi novamente clicado por monitores do Programa Botos do Itajaí enquanto pescava e se divertia nas águas do rio.

Doutor em Oceanografia Biológica, o professor André Barreto, que coordena o programa, diz que chama atenção o fato de os mesmos animais aparecerem com frequência no canal _ às vezes em grupos maiores, e em outras menores. Nas últimas semanas os golfinhos têm nadado lado a lado com três filhotes, dois deles bebês.

Os pesquisadores têm monitorado a atividade dos golfinhos para tentar renovar a estimativa da quantidade de animais que frequenta o Itajaí-açu. A última contagem, feita em 2010, apontava para 30 animais.

_ Nos últimso 10 anos percebemos que eles têm vindo o ano todo, com mais intensidade no verão. A atividade que mais fazem por aqui é pescar. Desta vez temos a impressão de que há um grupo bem regular, mas ainda não sabemos quanto tempo eles ficarão por aqui _ diz Barreto.

Foto: Programa Botos do Itajaí/Divulgação

Foto: Programa Botos do Itajaí/Divulgação

 

Controle

A observação dos botos permite aos pesquisadores, por exemplo, observar a reação deles ao movimento dos navios. O fato de haver filhotes também ajuda na identificação de machos e fêmeas, já que os bebês ficam perto das mães até completarem dois anos.

Os botos que aparecem no Itajaí-açu vivem até 30 anos e chegam a três metros de comprimento.

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (4)

  • PAULO AFONSO DOS SANTOS diz: 3 de abril de 2014

    Olá Amigos!

    Muito bom e fora de serie esta Reportagem, ainda bem que nem tudo está perdido, neste Mundo tão poluído.

  • ANA Claudia diz: 3 de abril de 2014

    Os animais se adaptam, ate mesmo a certas poluições, mas o homem, atraves destes exemplos dos botos frequentarem o Itajai-açu deveriam por as mãos na conciencia.
    Tudo tem limite, e um preço alto.

    Ana Claudia Vilela

  • ROBERTA BRIZOLA diz: 3 de abril de 2014

    Que lindos!!! A sintonia desses animais deixam qualquer humano babando de inveja. Gostaria muito de ver um dia…

  • IvSilva diz: 5 de abril de 2014

    Uau…fazia anos que eu não avistava e nem ouvia falar dos botos, sempre frequento o molhe navegantino e não tinha mais visto e nem comentários. Que bom que eles estão voltando, e que fiquem. E tomara q as gestões públicas cuidem do Itajaí-Açu e seus afluentes para conservar essa beleza natural, que além de potencial turístico, significa q a natureza esta ativa…

Envie seu Comentário