Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aterro de Itajaí vai produzir energia elétrica

04 de abril de 2014 7
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O lixo que chega ao aterro sanitário de Itajaí vai gerar energia elétrica. A empresa Itajaí Biogás e Energia está trabalhando na implantação de um sistema capaz de gerar até um megawatt/hora usando apenas o biogás resultante dos resíduos orgânicos, que poderia abastecer até 14 mil unidades consumidoras. Os testes de aferição do sistema começam segunda-feira.

A expectativa é que a usina entre em funcionamento em maio. Com o tempo, a estrutura poderá produzir até quatro vezes a previsão inicial e abastecer até 58 mil casas.

A Itajaí Biogás e Energia é formada pela união da empresa Ambiental, que é responsável pela gestão do aterro, com a J Malucelli Ambiental e Tertium Participações, ambas paranaenses.

O aterro de Itajaí foi escolhido para o projeto que, de acordo com a empresa, é pioneiro no país em aterros de médio porte, por ser modelo de operação. A energia produzida no aterro será comercializada.

O biogás usado na produção de energia é drenado dos aterros para evitar explosões, mas parte dele acaba indo parar na atmosfera. O gás é 23 vezes mais prejudicial que o CO2, e colabora com o efeito estufa.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (7)

  • Ingo Veniente diz: 4 de abril de 2014

    legal, mas quanto as empresas vao cobrar p transformar lixo em energia? a energia sera vendida p Celesc? de qualquer forma, boa iniciativa… agora só falta aprovarem leis para que todos os habitantes reciclem o lixo, como acontece em alguns paises desenvolvidos…

  • Paulo Correa disse: diz: 4 de abril de 2014

    Parabéns pela iniciativa, um bom exemplo para o estado em termos de sistemas sustentáveis e que agregam valores ambientais e econômicos.

  • ODIR CALDAS diz: 5 de abril de 2014

    “Quem diria, um material que todo mundo dizia completamente inservível está virando energia e ainda preservando o meio ambiente ao não permitir a expansão do gaz na atmosfera. Parabéns ao povo de Itajaí. Enquanto isso, em Floripa e região a situação caminha para o caos”.

  • silvano rodrigues diz: 5 de abril de 2014

    Bela Iniciativa. Surge aí uma luz no fim do túnel, em tempos que a degradação do meio ambiente segue em ritmo galopante e dá sinais catastróficos. Ações como essas renovam esperanças, e de alguma forma contribuem como exemplo a ser seguido.

  • Bruno diz: 6 de abril de 2014

    Ótima iniciativa!

  • Observatório Social questiona usina de biogás no aterro sanitário de Itajaí | Guarda-sol diz: 25 de julho de 2014

    […] Leia mais sobre a usina, divulgada em primeira mão no blog – Aterro de Itajaí vai produzir energia elétrica […]

  • Jonas Taeu Nunes diz: 29 de julho de 2014

    A utilização do Aterro Sanitário da Canhanduba (Itajaí e Balneário Camboriú) para a produção de energia é excelente. O que a comunidade de Itajaí questiona é a forma como isto foi feito, já que se trata de exploração privada sobre um bem público. O Aterro e tudo o que nele se contém são bens públicos. O lixo não é somente “lixo”, vale ouro. Não houve licitação, ocorreu uma simples subcontratação, ou subconcessão, sem anuência expressa do poder público (Legislativo e Executivo), enfim, não houve sequer um contrato específico para isto. Todos queremos as melhores soluções ambientais e ecológicas, porém, que isto se faça dentro da Lei.

Envie seu Comentário