Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Piriquito emite carta explicando por que não renunciou

06 de abril de 2014 1

 

Foto: Marco Fávero

Foto: Marco Fávero

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB), esclareceu por meio de uma carta neste domingo os motivos pelos quais desistiu de renunciar à prefeitura.

Piriquito tinha intenção de concorrer a governador e, nesse caso, teria que abrir mão do cargo neste fim de semana.

A decisão do prefeito saiu após uma reunião com a regional do partido, em Itajaí, que contou com a presença do vice-governador Eduardo Pinho Moreira e dos senadores Luiz Henrique da Silveira e Casildo Maldaner.

Na carta, Piriquito disse que não renunciou porque “cada coisa tem um tempo certo” e que, para o partido, o melhor é que ele continue na prefeitura neste momento. A carta termina dizendo que “ficou demonstrado que o PMDB/SC não tem dono, que são os militantes, é a base do PMDB que deve decidir o direcionamento partidário e que qualquer um que divergir dos rumos tradicionais, terá sua voz garantida”.

Leia o texto na íntegra:

“Foram quase 4 (quatro) meses, desde  o dia 15 de janeiro de 2014, uma quarta-feira que iniciamos a defesa de um projeto, de uma caravana, de um movimento que fizesse com que o PMDB de Santa Catarina debatesse com sua base, o seu futuro. Foi a partir deste momento que nasceu o Movimento “Eu Quero Votar no 15”.

O presente momento em que me reporto a vocês, busco inicialmente, a tentativa de expressar o quanto sou grato pela oportunidade que me foi dada de ter a atenção de vocês nas mais diversas regiões que visitamos, congregando em nossos encontros quase 200 (duzentos) municípios catarinenses.

Foram Deputados, Prefeitos, Vice-Prefeitos, Vereadores, Suplentes de Vereadores, Coordenadores Regionais, Secretários, Diretores, Gerentes e Coordenadores de SDR´s, Integrantes dos Diretórios Municipais, Membros dos segmentos partidários (PMDB MULHER, JPMDB, MOVIMENTO SINDICAL), além dos mais diversos líderes comunitários e simpatizantes, um conjunto de esforços que nos permitiram debater a apresentar os motivos que nos levaram a defender a candidatura própria de nosso partido nesta eleição.  A satisfação em trocar experiências, ouvir lideranças, aprender ainda mais sobre a importância da história do PMDB, e, principalmente construir novas amizades é o que me motiva a continuar nesta luta.

O sentimento que toma conta de mim no dia de hoje é o de realização e de que cumprimos um papel importante nestes últimos meses com o Movimento “Eu Quero Votar no 15”. Viajamos por todo o Estado sem falar de pessoas, sem apontar conceitos negativos ou criticar nomes, buscamos a todo o momento, propor, construir e defender junto aos companheiros peemedebistas o sentimento de que o melhor caminho para o glorioso MDB e para Santa Catarina é ter candidato a Governador em 2014.

Temos a consciência que tivemos papel preponderante para que fosse marcada a pré-convenção do dia 26/04/2014, data na qual o PMDB decidirá sobre sua posição na eleição majoritária deste ano e onde nós estaremos ao lado de cada um de vocês como um militante, um delegado, continuando a defender a candidatura própria.

Não renunciei ao mandato de Prefeito de Balneário Camboriú para participar do processo pré-eleitoral como pré-candidato por entender que para cada coisa tem o tempo certo, e que para o PMDB, neste momento, e principalmente para Santa Catarina, o melhor é que continuemos a transformar Balneário Camboriú, tornando esta cidade cada vez mais referência em gestão pública para nosso Estado.

Por fim, ressalto a importância do orgulho que devemos ter de nosso partido, da nossa história e dos nossos líderes, mas principalmente temos que nos orgulhar do espírito democrático que foi reafirmado neste processo. Ficou demonstrado que o PMDB/SC não tem dono, que são os militantes, é a base do PMDB que deve decidir o direcionamento partidário e que qualquer um que divergir dos rumos tradicionais, terá sua voz garantida.

Contem comigo companheiros, um forte abraço e saudações peemedebistas,

Balneário Camboriú SC, em 05 de abril de 2014.

Edson Renato Dias – Piriquito

Peemedebista e Defensor do Movimento “Eu Quero Votar no 15”

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Marcelo diz: 8 de abril de 2014

    Numa coisa o Periquito tem razão: Balneário Camboriú é uma referência em gestão pública. Referência do que não fazer. E de como o dinheiro público é mal empregado. Cada obra pior que a outra: o que é aquela ponte que dá acesso à Barra, se não uma aberração da engenharia e da arquitetura? A cidade está cheia de lombadas, que já foram feitas e refeitas diversas vezes. Não há estudo preliminar às obras. As avenidas largas terminam em afunilamentos de uma única pista. As principais vias de acesso foram trancadas, está cada vez mais difícil entrar ou sair da cidade, pois o trânsito está totalmente engessado. E os engarrafamentos não diminuíram. Não vou nem entrar no assunto corrupção, mas deixo uma pergunta no ar: para onde está indo a arrecadação milionária da cidade?

Envie seu Comentário