Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeito de Itapema veta lei que permitia uso da Bíblia como material didático

29 de abril de 2014 70
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O prefeito de Itapema, Rodrigo Costa (PSDB), decidiu vetar integralmente o projeto de lei aprovado no início do mês pela Câmara de Vereadores que permitia o uso da Bíblia durante as aulas de história na rede municipal de ensino. A polêmica proposta, assinada pelo vereador Mouzatt Barreto (PSD), havia sido aprovada por unanimidade.

No texto do veto encaminhado à Câmara o prefeito diz ter se baseado em parecer da assessoria jurídico-legislativa. As justificativas são os princípios de inconstitucionalidade, ilegalidade e contrariedade ao interesse público. O Executivo afirma que a proposta vai de encontro ao Estado laico, diz que a Bíblia é antes de tudo um livro religioso e que a institucionalização de seu uso em sala de aula teria efeito “multiplicador” _ ou seja, abriria espaço para o uso de outros livros religiosos também, o que prejudicaria o ensino.

A justificativa segue afirmando que a lei aprovada contraria o dever de neutralidade do Estado, a harmonia de poderes e apresenta vícios de legalidade.

O veto foi protocolado na Câmara no início da noite de ontem e deve ser lido na sessão da Câmara desta terça-feira. Os vereadores podem rejeitar o veto e fazer valer a lei apesar dos argumentos do Executivo.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (70)

  • marcio aguiar diz: 29 de abril de 2014

    Tá mais que na hora de separar estado e religião. Até porque, quando estiveram juntos, promoveram as maiores barbáries que se tem notícia na história.

  • Luiz Fernando diz: 29 de abril de 2014

    Sou cristão, católico e praticante, reconheço a importância da religião na formação moral de uma sociedade e defendo a manutenção da disciplina como optativa no ensino público, com um caráter mais ecumênico e informativo, abordando as características das religiões no Brasil. A informação religiosa pode caber sim ao estado e respeitando a característica Laica do estado, mas a formação deve ser promovida primeiramente pela família. Sou radicalmente contra a doutrinação partidária da educação brasileira, pois estão querendo empurrar no ensino através da revisão (para pior) da grade curricular promovida pelo atual governo brasileiro. Já acompanhei com meu filho (que está na 6 serie) o conteúdo e temas discutidos em algumas disciplinas e noto o caráter extremamente tendencioso de alguns conteúdos puxando para o marxismo, na exaltação de algumas posturas de regimes totalitários da américa latina, distorcendo fatos importantes de nossa história. Portanto se eles defenderam a exclusão da Bíblia por causa do estado laico deve ser combatido também a doutrinação partidária dos bancos escolares. Que apesar das dificuldades de recursos e gestão (por imcompetencia e não por falta de dinheiro) os gestores públicos e educadores se foquem em prestar serviços de qualidade na formação de nossos filhos.

  • naldo diz: 29 de abril de 2014

    Interessante, mas tem que lembrar ao limitado do prefeito que ser laico não significa ser antirreligioso, mas simplesmente não reconhecer nenhuma denominação religiosa como oficial do Estado. A resposta do prefeito foi fraca, até porque a maioria absoluta da população do municipio se identifica como cristão (91%). Interessante que quando é para impôr outras coisas de certas minorias absolutas aí não há desculpa, mesmo quando isso bate de frente com opiniões da maioria.
    E sim, o livro Biblia é histórico sim, e fundamental no entendimento de nossa Civilização. Só marxistas não reconhecem isso.

  • JOAO PEDRO DA CUNHA diz: 29 de abril de 2014

    É Marcio Aguiar. Por isso o numero de criminalidade entre as crianças e jovens só aumenta. Com pensamento igual ao seu.Os vereadores estão certos e querem o bem de nossas crianças, incutindo nelas mensagens de paz, amor e amizade.

  • Rozinha diz: 29 de abril de 2014

    Enfim uma decisão descente e coerente. O que um livro desses poderia ensinar em aulas de história? Pergunte á qualquer professor desta área que ele lhe dirá que isto é piada. E Senhor João Pedro da Cunha, a criminalidade não aumenta por falta de leitura da bíblia, até por que tá cheio de evangélico cristão na cadeia e fora dela, inclusive, no RJ estavam matando pessoas na favela por não serem cristãs….
    Imagina uma pessoa sem critério nenhum de interpretação lendo isso:
    “Deuteronômio Capitulo 21

    18 ¶ Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos,
    19 Então seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar;
    20 E dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz; é um comilão e um beberrão.
    21 Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, e todo o Israel ouvirá e temerá. “……
    Sem mais!

  • superpedrinho diz: 29 de abril de 2014

    Parabens prefeito, quem quiser se meter em encrencas dirijam-se diretamente as igrejas.

  • JOAO FELIPE DE NOVAIS diz: 29 de abril de 2014

    Paz, amor e amizade? De qual Bíblia estás falando? Vá ler a Bíblia e deixe de exibir sua ignorância. Ou melhor, não leia esse livro tendencioso, cheio de preconceitos, machista e irreal.
    Leiam mais português e matemática, talvez troquemos o ridículo título de maior país católico por uma posição melhorzinha em índices de educação.

  • Multireligião diz: 29 de abril de 2014

    Essa reportagem me deu vontade de comer banana – sou protestante e estudei em colegio catolico, nunca gostei daquela imposição; as escolas devem mostrar que vivemos num mundo com raças e credos diferentes e todos precisam se respeitar, afinal somos todos diferentes e nao somos macacos…

  • Agostinho diz: 29 de abril de 2014

    Sr. prefeito, você vetou o uso da Bíblia na escola, então distribui revistas de adultos para essas crianças. Assim elas irão aprender mais no teu pensar.

  • Joao Guilherme Antunes diz: 29 de abril de 2014

    A criminalidade entre crianças e jovens não aumenta pela falta de estudo da Biblía ou religiosidade, mas principalmente porque não tem educação em casa. Se vale a bíblia, então vale ensinar sobre Buda, sobre Candomblé, entre outras religiões. E deixe que o ser humano decida sobre sua religiosidade. Adianta muito aula de religião antes do recreio e dar porrada no professor na última aula. Lugar de religião é na igreja, culto etc….

  • andre diz: 29 de abril de 2014

    Parabens Prefeito por proibir um absurdo desses. A biblia nada mais e do que um instrumento de dominacao , aletarada atraves dos tempos pra subjulgar, dominar as pessoas, uma grande mentira que muito &^%$^# acreditam!

  • waltencir j da silva diz: 29 de abril de 2014

    se eu morasse em itapema e esta lei fosse aprovada, tiraria meus filhos da escola deste município, pois sou ateu e não admito que se empurrem coisas de religiões pela goela a baixo, está mais do que na hora do estado brasileiro ser laico.

  • Maria Silvério diz: 29 de abril de 2014

    É um absurdo querer institucionalizar uma religião. Parabéns ao prefeito. Será que esses vereadores são tão ignorantes? Não tem mais nada para apresentar para a sociedade do que essas besteiras? Religião é uma coisa que não se mete na cabeça das pessoas. As pessoas devem ter o livre direito de escolher uma ou outra quando adulto. Isso se quiser escolher uma religião, coisa que hoje vemos como algo totalmente meticulado e desnecessário.

  • CURTO&GROSSO diz: 29 de abril de 2014

    Um veto a mais um ato de pura politicagem do legislativo local.
    Esperar que ensinamentos bíblicos substituam a educação que os pais devem dispensar ao seus filhos é uma demonstração de alienação/covardia até mesmo porque as escolas devem ministrar cultura e em se tratando de ética, moral e bons costumes o exemplo deve vir de casa !!!

  • jose diz: 29 de abril de 2014

    o prefeito esta corretissimo, a religiao tem que ser opcional, o que as religioes trouxeram de bom ao nosso planeta ateh os dias de hoje, tem ajudado em que, tem que incluir mais livros de ciencias, outro coisa o prefeito tem que cobrar impostos de todas as igrejas, e nao cobrar das escolas, na minha opiniao. as criancas tem que ficar longe da biblia, pois tem muito assassinato, estrupos, adulterio, e muitas atrocidades mais, mais uma coisa, todos os personagens da biblia sao assassinos, nao escapa um, entao parabens prefeito.

  • Dhoco diz: 29 de abril de 2014

    Parabéns a atitude do prefeito, pelo menos alguém com um pensamento racional. O estado deve ser laico, sempre, e não defender princípios religiosos, mesmo que, como dito em um comentário acima, 91% se declarando cristão, e os outros 9%? Deverá ser incluído também o estudo do Mahabharata, Bagavadguitá, Zend Avesta, Allan Kardec, Alcorão, Kitáb-i-Aqdas, Tripitaka e até mesmo livros da Cientologia, porque não.

    PS: e se não sabem do que estou falando, uma breve pesquisa irá clarear as suas mentes limitadas.

  • Rafael diz: 29 de abril de 2014

    “Vai de encontro” significa estar alinhado, de acordo. O termo correto seria “vai contra”.

    E parabéns ao prefeito.

  • Charles dos Santos Velasco diz: 29 de abril de 2014

    É isso ai, proíbem bíblias na escola hoje para incentivá-la nas prisões amanhã.

  • marco diz: 29 de abril de 2014

    Desculpe-me João Pedro da Cunha mas, não é necessário um livro religioso na sala de aula para se falar de Paz, Amor e Amizade.
    caso contrário, o Oriente Médio seria um paraíso para se viver…!

  • Nika diz: 29 de abril de 2014

    Deteuronomio 6:5-9 “Portanto, amem o SENHOR, nosso Deus, com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças. Guardem sempre no coração as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Repitam essas leis em casa e fora de casa, quando se deitarem e quando se levantarem. Amarrem essas leis nos braços e na testa, para não as esquecerem; e as escrevam nos batentes das portas das suas casas e nos seus portões.”
    Portanto, distribuam Bíblias nas escolas para que não precisem distribui-las em cadeias/presídios!!!

  • Nigelland diz: 29 de abril de 2014

    A BÍBLIA DEVE SER ENSINADA NAS ESCOLAS SIM !

    É a Bíblia que nos ensina o caminho certo, da justiça, do amor, do respeito, da civilidade, da integridade, da honestidade, da moralidade, da piedade, da humildade, da verdade, da sobriedade, da paz, da alegria, da longanimidade, da benignidade, da bondade, da fidelidade, da mansidão e do domínio próprio.

    Quem rejeita o ensino da Bíblia são pessoas ignorantes, rebeldes, mentirosas, derrotadas, pecadoras, perversas, prevaricadoras, sem amor pelo próximo, sem respeito, sem submissão à qualquer lei ou governo, infiéis, traidoras, sem Deus, sem temor, depravadas, libertinas, repugnantes, desgostosas da vida, fracassadas e escravas de suas vergonhas, de seus vícios, de suas abominações, de suas maldades.

    Onde já se viu um ser humano decente afrontar e se rebelar contra o próprio Criador ?

    Um Criador que se tornou carne e se fez humano como nós, e se submeteu à toda espécie de humilhação e deboche. Ninguém, em nenhuma outra religião ou no mundo inteiro fez algo maior do que Cristo fez, de sair do seu trono de honra e glória, e vir habitar entre suas criaturas, e ainda ser hostilizado até a morte por elas.

    Gente má ! Vocês são vermes debaixo dos pés Daquele que governa o mundo.
    Vocês não respeitam nem mesmo Deus, ao usarem a ridícula desculpa de que “o Estado é Laico” ?

    Por acaso o Estado, a ONU, a OTAN, as Nações Unidas e o mundo inteiro não estão sob a soberania de Deus ?

    Raça de Víboras ! Como acham que escaparão da condenação do inferno os que ousam falar contra a Lei de Deus (a Bíblia) escrita para ser ensinada e praticada para o próprio bem de vocês ?

    É por causa da gravidade da ofensa de vocês, que é possível compreender o porquê do inferno preparado para vocês, ser um estado de eterna destruição. Sim, o fogo inextinguível é para àqueles que afrontam a Deus e à sua Lei. Para estes não há perdão algum. Como se já não bastasse o que seus antepassados fizeram com Deus, depois de ter massacrado, pisoteado e pendurado Ele num madeiro, ainda vem essa raça abominável, tecendo comentários assassinos contra Àquele que é justo e vive para sempre. Amém.

    Rogo a Deus para que Ele retribua a ofensa de vocês, pois se eu fosse juiz sobre vocês, vocês já deveriam ter descido vivos ao mundo dos mortos.

    Se nem mesmo uma autoridade humana deixa de punir tamanha ignorância e rebeldia contra tudo o que é certo, justo e honesto, quanto mais Àquele que os mantém vivos pelo sopro do Seu poder.

  • Bruno diz: 29 de abril de 2014

    Não vejo problema que os alunos aprendam sobre as diversas religiões e suas características. Agora, usar um livro mítico de determinada religião para estudar HISTÓRIA é um absurdo!
    Escola é lugar de pensamento crítico, científico, é lugar de discutir sobre fatos comprovadamente verídicos. A História está nos livros de História!

  • Dhoco diz: 29 de abril de 2014

    E assim se propaga o “tal deus de amor” de certas criaturas, vejam como “prega” o bem esse tal de Nigelland….kkkkk piada isso neh?

    Depois digo que o cristianismo e afins são a pior doença da humaninade e as pessoas duvidam…

  • Tiago diz: 29 de abril de 2014

    João Paulo da Cunha, não senhor. A criminalidade não está ligada diretamente à religião. Há países predominantemente ateus e predominantemente religiosos onde a criminalidade tem níveis baixíssimos.

    E você deve ser adulto para saber que democracia não se constrói pelo gosto da maioria. Há algo chamado bom senso no que tange políticas públicas que diminuam as desigualidades e preconceitos. Por isso crianças e idosos têm políticas diferenciadas, porque precisam de amparo especial. Assim como aqueles que não possuem religião ou possuam outra senão a cristã. Ora, 91% da população é cristã, numa classe de 40 alunos pelo menos 3 alunos não são cristãos, mas terão de se submeter ao ensino de 01 (UMA) determinada religião. Acho super legal e interessante que se estudem a história das religiões, de todas, para que todos nós as conheçamos. Agora, uma em detrimento das outras, daí é demais.

    Outro fato curioso, a criminalidade continua aumentando e a taxa de cristãos continua nos 90%. Quem que está cometendo os crimes? Está mais fácil culparmos a falta de planejamento familiar, a pouca educação que as crianças estão recebendo da família e do Estado e a lei extremamente branda e ineficaz.

  • arli joao da silva diz: 29 de abril de 2014

    A Bíblia é uma só, e deveria ter um tempo em sala de aula para ensinar os alunos desde pequenos, tenho certeza que seria de grande valor. Eu quando dei meus primeiros passos em sala de aula havia a matéria de religião. E não havia tantos bandidos como existem hoje.. Pior queriam fazer, entregar camisinhas em sala de aula, incentivando as crianças ao sexo.

  • CATIA diz: 29 de abril de 2014

    Esta na hora do mundo entender que BIBLIA não é religião!!!
    Meu DEUS onde vamos parar, rejeitar a palavra é o mesmo que rejeitar a DEUS, se todos os seres humanos conhecesse a palavra o mundo não estaria como esta, nossos jovens e nós mesmo adultos precisamos praticar o evangelho, muitas vezes isso não acontece dentro de nossas casas….
    uma pena o prefeito vetar essa lei , não estou falando que todos seguiriam mas de repente algumas ovelhas seriam salvas pela PALAVRA.
    Parabéns aos vereadores , uma pena não ter sido aprovado :(

  • Silma Sinara Bittencourt de Souza diz: 29 de abril de 2014

    Por isso que o País está como esta cada vez mais frio, sem Deus a palavra de Deus tem poder e se ao menos os 10 mandamentos fossem seguidos já teríamos um mundo melhor, e é responsabilidade sim da família, mais não prejudicaria se a escola ajudasse neste sentido.

  • Cristiano Gonçalves diz: 29 de abril de 2014

    Há uma grande diferença entre educação religiosa e educação cristã. A bíblia como material didático reflete o preconceito com as demais religiões.

  • Carol diz: 29 de abril de 2014

    E quem disse que o Estado precisa ser Laico ?
    Quem incutiu esse pensamento débil e perverso na mente de vocês ?

    A Bíblia é um livro histórico, e relata as as origens do mundo de modo fidedigno e inigualável. Coisa que nenhuma ciência, autoridade ou tecnologia conseguiu relatar até hoje com razoabilidade.

    Àqueles que negam a historicidade dos fatos Bíblicos, estão negando à ciência, pois a ciência já comprovou muitos dos fatos Bíblicos.

    Refutar a Bíblia e condená-la como autoridade moral e espiritual para o ensino nas escolas é uma blasfêmia tão grande, que talvez nem haja perdão para os que assim procede.

  • waldir goulart diz: 29 de abril de 2014

    É uma triste decisão pois, infelizmente não lemos a biblia quando estamos bem, mas na hora da dor suplicamos a Deus
    veja que nos presidios é o livro mais lido .

  • Michel diz: 29 de abril de 2014

    Não devemos utilizar a Bíblia como solução para corrigir os desvios de conduta de filhos que muitas vezes até agridem professores e que nada mais são do que o espelho da bestialidade dos próprios pais !

  • Rui Carlos Marques de Barcellos diz: 29 de abril de 2014

    O Brasil é um país LAÍCO, portanto vamos respeitar até quem não tem religião alguma. Caro leitor Rafael
    Você disse: “Vai de encontro” significa estar alinhado, de acordo. O termo correto seria “vai contra”.

    É exatamente o oposto: Vai de encontro significa ser contrário a idéia, ou seja “vai contra”, enquanto que ir ao encontro é estar alinhado com a idéia.

  • Paulo diz: 29 de abril de 2014

    Analisem o comentário deste tal de Nigelland. No inicio do seu comentário diz que a Bíblia nos ensina o caminho certo, da justiça, do amor, do respeito, da civilidade, da integridade, da honestidade, da moralidade, da piedade, da humildade, da verdade, da sobriedade, da paz, da alegria, da longanimidade, da benignidade, da bondade, da fidelidade, da mansidão e do domínio próprio.

    Parece que ele não assimilou nada disto que ele colocou sobre os ensinamentos da Bíblia por ele defendida no primeiro parágrafo do texto acima, pois no restante do texto ele prega a intolerância, o ódio, a vingança, destruição.

    Ele é que realmente precisa ir para uma escola de religião, e não escola de história história, para aprender algo sobre a Bíblia que ele defende, pois de benignidade, bondade, amor e outros virtudes enumeradas no seu texto, pelo visto, ele não entende nada, muito menos as pratica, o que é facilmente percebido pelo restante da exposição.

    Parabéns ao prefeito pela decisão. Imagina ter um professor de religião como este tal de Nigalland. Coitado das crianças. Seriam todas induzidas a intolerância para com aqueles que não acreditassem nas suas convicções.

  • michelle diz: 29 de abril de 2014

    Prefeito covarde !! E não tem nada de outros quererem instituir outros livros religiosos, o único caminho , a verdade e a vida estão escritos apenas na Biblia Sagrada , para DEUS não existe religião, tanto que na Bíblia não é citada nenhuma denominação , apenas deve ser seguido os princípios e mandamentos que apenas na Biblia estão escritos !!

  • ATEU diz: 29 de abril de 2014

    Gente, como tem “religioso” hipócrita hoje em dia..
    Cara, pensa assim:
    - ninguém no mundo que vivemos aceita algo socado garganta a baixo, se você pensa em aproximar seu filho da religião ensine ele em casa, e faça com que ele busque se apaixonar pelo seu deus pois tenho certeza de que quando ele crescer e tiver como optar pode ter certeza que ele irá renegar essa “doutrina” forçada.
    Não esta na hora dos pais se portarem como exemplo para os filhos ao invés de se espelharem nesse estilo de governar de merda ao qual somos submetidos que se apóia nos outros para arranjar desculpas e não buscar soluções.

  • Jorge BNU diz: 29 de abril de 2014

    Malaquias 3:10 – Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova”, diz o Senhor dos Exércitos, “e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.
    Amém?

  • claudia diz: 29 de abril de 2014

    Parabéns prefeito… Só que faltava ter bíblias na escola… Não eh só pq a pessoa lê a bíblia que irá propagar o amor ou formar uma pessoa do bem.. sou ateia e nem por isso faço o mal, pelo contrário… faço o bem pq eh do meu carater e não pq tenho medo de ir para o inferno. As pessoas devem ter o livre árbitro para escolher seguir alguma religião, e não impor a ela. Até pq qm sabe do passado das igrejas sabe que não eh lá mto bonito não eh? Ou esqueceram de tantas mulheres queimadas por serem consideradas bruxas, etc. Pq a igreja sempre quis reter toda riqueza? Vender terrenos no céu?? Kkkk religião eh um atraso para a ciência.. Tanto que no passado quem discordava era queimado e tal… Mas há quem acredite que viemos do barro..

  • Gustavo diz: 29 de abril de 2014

    Não gosto de entrar em assuntos religiosos, mas é difícil manter o controle após ver um comentário como o do (a) Nigelland acima. O respeito começa quando nos colocamos no lugar do outro. Você, como cristão (a), gostaria que ao invés da Bíblia fosse utilizado na educação infantil (veja bem INFANTIL, humanos que ainda não tem opinião formada sobre grande parte das coisas da vida) livros como Torá, Alcorão, entre outros livros sagrados de outras religiões? Não posso afirmar, mas pelo teor do seu post a tendência é não. Portanto, seria sensato que você respeitasse também a opinião de pessoas que tem diferentes crenças da qual você segue. Ou, como diria um dos mestres de uma outra religião que não da cristã (Siddartha Gautama, conhecido popularmente como Buddha), “o Ódio não pode ser combatido com ódio; o ódio somente será combatido com amor”.
    Eis um exemplo de “pessoas ignorantes, rebeldes, mentirosas, derrotadas, pecadoras, perversas, prevaricadoras, sem amor pelo próximo, sem respeito, sem submissão à qualquer lei ou governo, infiéis, traidoras, sem Deus, sem temor, depravadas, libertinas, repugnantes, desgostosas da vida, fracassadas e escravas de suas vergonhas, de seus vícios, de suas abominações, de suas maldades.pessoas ignorantes, rebeldes, mentirosas, derrotadas, pecadoras, perversas, prevaricadoras, sem amor pelo próximo, sem respeito, sem submissão à qualquer lei ou governo, infiéis, traidoras, sem Deus, sem temor, depravadas, libertinas, repugnantes, desgostosas da vida, fracassadas e escravas de suas vergonhas, de seus vícios, de suas abominações, de suas maldades”, segundo sua opinião.

    Por favor, pense nisso.

  • Nigelland diz: 30 de abril de 2014

    Me arrependo do meu último comentário. Me perdoem.
    Rogo a Deus para que Ele mostre a estas pessoas, que sem Ele elas nada são.

  • Antonio S . f. diz: 30 de abril de 2014

    Mais uma vez estou descepcionado com tanta babozeira vinda da boca de Pessoas que se dizem t~~ao importantes Pq ainda no mundo há tantas pessoas ignorantes que não sabem o que falam sobre a BIBLIA . Na verdade infelizmente não entendem nada sobre palavra de DEUS. as suas sabedorias diante de Deus. é minuscula e para mim insignificantes Aqueles que criticam a palavra de DEUS, naõ saõ nada. saõ uns pobres miseráveis e nus diante de Deus e que Deus na sua infinita Bondade e Poder tenha missericordia da suas vidas porque se naõ pedirem perdaõ pra Deus por tudo isto vaõ todos queimar no inferno????? BIBLIA naõ e religiaõ mas sim a PALAVRA DE DEUS … 29-04-2014

  • Jacson diz: 30 de abril de 2014

    Dizer que crimes aumentaram por falta de ler a biblia é maior palhaçada que alguem pode dizer pois existe uma igreja cristã em cada a esquina em todo o brasil e nem por isso a criminalidade reduziu, e outra, se fosse um templo de outra religião em cada esquina o que vocês iriam dizer? que a criminalidade seria por causa desses templos? sendo que vocês dominam a maior parte do mundo e os crimes ainda continuam aumentando. Não é porque a maioria das pessoas são cristãs que todo mundo tem que ser cristão e ter que ler a biblia, o estado é laico, o estado não pode colocar uma religião só como unica e uma biblia para que todos aprendam só sobre aquela religião, lembramos a todos vocês hipócritas dessa paginas que metade do brasil não é cristão, existem diversas outras crenças e religiões cujo seus livros não é a biblia e a pior coisa que alguém de baixa educação pode dizer é botar a culpa da criminalidade e da violencia por falta de lerem a biblia, sendo que, na biblia ha mais crimes e assassinatos, incestos, e torturas psicológicas sobre um inferno do que outros livros religiosos. Se for pra botar a biblia como livro didatico então também queremos Livros De Todas as Religiões brasileiras como livros didatico. (Paganismo, Bruxaria, Wicca, Candomblé, Espirita, Satanismo, Judaismo, etc.)

  • Marisol diz: 30 de abril de 2014

    A BÍBLIA NÃO DEVE SER ENSINADA NAS ESCOLAS, NÃO!
    Conheço o prefeito desde criança, somos amigos a muitos anos, e a irmã dele também é afilhada de minha madrinha. Mas fora isso, mesmo que eu não o conhecesse, eu dou o meu apoio a esta decisão.
    Sr. Nigelland, a Bíblia é um conjunto de livros sem basamento histórico!!! É um conjunto de livros de contos de fadas, com fundo moral. É um conjunto de livros cheio de guerras, sangue, sexo imoral e ilegal hoje em dia.
    Estudei num dos colégios mais caros do Brasil, católico. E lá, nunca, mas nunca mesmo, houve uma única aula com a Bíblia. Lá tínhamos aula de filosofia, sociologia, artes, redação, e claro, o dobro das aulas normais de colégios públicos. Minha mãe foi diretora por muitos anos no maior colégio de Itapema, colega da mãe do prefeito, e elas repudiam esse tipo de ensino tendencioso. O Brasil é um país laico, portanto, repudio aulas religiosas em escolas públicas, repudio crucifixo em instituições públicas e repudio qualquer forma de impor qualquer religião ou ensinamento religioso.

  • Marco Aurélio Echart Montano diz: 30 de abril de 2014

    Concordo que os alunos tenham contato com a bíblia para poderem entender uma época da humanidade, onde o maior mito que posteriormente virou delírio da humanidade foi construido, Como um livro de ficção também é válido. Só escola é onde se deve informar baseado na ciência, e ciência funciona com evidências , basta de deformar a mente das crianças incutindo nelas, as ideias absurdas da culpa, pecado céu inferno e outras barbaridades. Não sei qual foi a motivação do prefeito, mas neste caso acertou, mesmo que sem querer.

  • Marcelo Venturi diz: 30 de abril de 2014

    Fez bem em vetar. A Lei já é absurda em sua criação, e nem me refiro ao fato de ser laico ou não, que também tem sentido. Mas o absurdo é se perder tempo criando uma lei autorizando o uso de um livro como material didático!
    Em minha opinião, TODOS os livros poderiam servir como material didático, desde que os PROFESSORES decidam por isso, desde que eles achem pertinente e saibam como utilizá-los. Não pode jamais esta decisão partir de políticos. Cabe aos professores e pedagogos escolher e definir quais usos e como serão usados os materiais, já que terão sua função Didática.
    Se bem usada até a bíblia pode ser um ótimo exemplo de como as coisas eram absurdas no passado. Portanto, não tenho nada contra seu uso, assim como de qualquer outro livro de ficção, ou mesmo os científicos. Tudo depende da consciência dos pedagogos e dos educadores, e não depende de nós ou muito menos dos políticos definirem isso.
    Esta lei já nasceu inútil, e por isso deve ser vetada.

  • Eduardo Ferrari diz: 30 de abril de 2014

    Creio que houve um mal entendido, a Bíblia neste caso seria para estudo de historia e não ensinamento religioso, a bíblia nos diz que erramos por não conhecer a verdade, eu concordo com muitos que dizem que por tal falta de conhecimento religioso baseado no que esta escrito nas ESCRITURAS SAGRADAS, muitas atrocidades acontecem.
    Se de fato todos ensinassem seus filhos o que este livro tem a ensinar, tenho certeza que muita coisa seria diferente, não veríamos desrespeito ao professor, pais e pessoas no modo geral, deixem de ser ignorantes, ninguém sugeriu que ensinassem coisas ruins, deixem de ser cegos, como podem ser tão inteligentes e rejeitar ensinamentos que só trazem benefícios bons para a sociedade?
    Rozinha… O que vc postou esta no antigo testamento, em momento algum a Bíblia manda que apedreje os seus filhos, apenas lhe educa a educar, se vc não educa os seus filhos, contribui para que a sociedade o eduque e infelizmente não terão o amor que vc tem e os apedrejarão, portanto aprenda a interpreta de forma inteligente sem deturpar o que esta escrito.

    Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.
    1 Samuel 2:30

  • Nicholas diz: 30 de abril de 2014

    Atitude corretíssima a do prefeito, se as pessoas acham que formar futuros cidadoes totalmente anencéfalos e incapazes de pensar por eles mesmos é uma coisa que façam isso nas suas casas com os seus filhos e deu, mas que não venham querer ensinar para o meu filho um monte de baboseira sem nexo nenhum com o que deve ser ensinado na escola. E para quem diz que a Bíblia é um livro que ensina paz e amor eu pergunto onde que tá o ensinamento de paz e amor em um livro que manda os pais matarem seus próprios filhos caso eles sejam mal comportados, ou onde tá a paz e amor desse livro que diz que um pai pode estuprar a sua própria filha porque ele tem direito a isso. É eu acho que esse pessoalzinho que adora religião não tem um conhecimento muito bom sobre elas né. E ao prefeito de Itapema meus parabéns lugar de bíblia não é na escola até porque esse é um livro que não tem fato histórico nenhum para ensinar.

  • Ana Paula diz: 30 de abril de 2014

    Parabéns, prefeito!
    Ao meu filho de 6 anos, que escolhi tê-lo, amá-lo, tento proporcionar-lhe dentro das minhas condições bem estar, saúde, educação. Dou-lhe bons conselhos, ensino sobre não mentir, não xingar, não trapacear, imponho limites, dou bons exemplos… Enfim, ensino como ser um homem honesto e bondoso. Se meu filho estudasse a bíblia em casa ou na escola, logo em gênesis eu teria extrema dificuldade em explicá-lo, como Adão e Eva multiplicaram seus filhos através do INCESTO! Como os fantoches da religião não entendem de genes recessivos? Até os primatas entendem sobre eles. Nossas fêmeas ancestrais distinguiam o odor dos seus parentes a fim de não copular com eles e perpetuarem a espécie humana, pois quando cruzamos indivíduos consanguíneos, criamos uma bomba genética!
    INCESTO é abominável, horrendo… Eu jamais ensinaria essa BOBAGEM ridícula e inescrupulosa ao meu filho. Agora quando ele estiver adulto que escolha a orientação espiritual que lhe convenha, mas enquanto criança, jamais ensinarei ou deixarei que alguém ensine sobre essas bobagens!

  • Ultore Alatus diz: 30 de abril de 2014

    Li esse comentário: “É isso ai, proíbem bíblias na escola hoje para incentivá-la nas prisões amanhã.”. Mas as pessoas que estão presas são pessoas cristãs. como se explica isso??Como o cristão pode querer ir contra a própria lei do seu país?? Cristão pq vc quer ser fora da lei? N consigo entender isso, sinceramente… Será que quem está a favor do ensino biblicos nas escolas realmente tem o costume de ler a biblia????

  • Rafael diz: 30 de abril de 2014

    Lei é Lei.

    A constituição Brasileira determina que vivemos em um país de natureza Laica, onde há total separação entre Estado e Igreja. Ponto final.

    Com base na constituição, nenhuma instituição pública é permitida a ensinar nenhuma religião de maneira legal.

    Caso abram espaço para uma religião, com base no princípio da Laicidade, então teriam que abrir espaço para todas. Neste caso, não haveria espaço para mais nada nas escolas, pois somente no Brasil existem aproximadamente uma centena de religiões diferentes.

    O prefeito não fez nada mais do que sua obrigação. Ficou do lado da lei, amparado pela constituição.

    Sobre a Bíblia ser um livro histórico, não, não é. Documentos Históricos são baseados em relatos e testemunhos diretos de eventos provenientes de fonte fidedigna.

    A Bíblia, tanto o velho quanto o novo testamento, foi escrita por fontes anônimas e descreve eventos não contemporâneos aos relatos descritos. Como exemplo, os evangelhos presentes no novo testamento foram escritos cerca de trezentos anos depois da morte de Jesus de Nazaré. Quando se diz, por exemplo, Evangelho de Mateus ou Lucas, a denominação correta seria Evangelho Segundo Mateus, ou Segundo Lucas, pois nenhum dos evangelhos foi escrito diretamente pelos apóstolos, e sim por seus seguidores, séculos depois dos acontecimentos descritos nos mesmos.

    Obviamente, a Bíblia com a conhecemos foi editada e montada pela Igreja Católica nos primeiros oitocentos anos da era Cristã. Quem conhece a História sabe o quanto a Igreja Católica, em seu primeiro milênio, era tão poderosa quanto corrupta, maléfica e indigna de confiança.

    Portanto, do ponto de vista Histórico, não há como se fiar na veracidade dos eventos descritos pela Bíblia, logo, seria uma tremenda estupidez ensiná-la em aulas de História.

    Parabéns ao prefeito. Sua decisão está corretíssima do ponto de vista legal e educacional. Não existe margem para contestação.

  • Rafael diz: 30 de abril de 2014

    Tem de proibir mesmo. A Biblia nao é material de ensino, nao possui valor educativo e moral.

    Ela é um livro religioso de algumas determinadas religioes. E nao possui veracidade total em seu conteudo, pois contem muitas lendas, contos, fabulas e mitologias.

    E ha muitas passagens que mostram genocidio, assassinato, infanticidio, parricidio, matricidio, roubos, furtos, incestos, saques, guerras de exterminio, penas de morte, ameacas de morte e inferno, ameacas de castigos divinos, contradicoes, erros, falhas, absurdos, etc.

    Ou seja, nao é um bom livro para a formacao etica e moral das pessoas.

    E foi um livro bastante utilizado para promover massacres, exterminios, assassinatos, guerras, inquisicoes, permitir a escravidao negra, racismo, preconceito, intolerancia, discriminacao, etc.

    Por isso, esse livro tem de ser vetado SEMPRE em todas as escolas e em todas as instituicoes de ensino. Nossas sociedade nao podem mais usar esse livro para elaborar leis ou reger normas de conduta etica e moral. Nos caminhamos com nossas proprias pernas, somos independentes, pensamos por nos mesmos, temos nossas proprias leis e regras, nossa moralidade é definida por nos mesmos.

    A Biblia, o lugar dela é no passado. Junto com todos os outros livros de mitologias, contos, lendas e fabulas.

  • Matusalem diz: 30 de abril de 2014

    Me convenceram, a Biblia é realmente o livro do amor e que deve ser seguido e ensinado a todas as criancinhas; agora com licença que vou começar a colocar em prática os ensinamentos dela apedrejando um colega de trabalho meu que fez hora extra no sábado (Números 15:32-36) e no intervalo do almoço vou levar o filho de 6 anos da minha vizinha pra ser apedrejado na praça, afinal ontem ouvi ele gritar com ela (Deteronômio 21.18-21).

  • ridoval siqueira diz: 30 de abril de 2014

    Que vergonha, vereadores! Os senhores deveriam ler mais, inclusive Einstein, que dizia: “A Bíblia é um amontoado de contos respeitáveis, porém infantis”. Não misturem Estado e Religião, isso já trouxe muita dor, muita morte em todos os tempos, em todos os lugares!

  • Eduardo diz: 30 de abril de 2014

    Deixa de ser ignorante Matusalem, para não dizer burro, aprende a interpretar e depois comenta.
    Se todos que leem a Bíblia agissem como vcs interpretam não teria habitantes na terra, até mesmo pq todos leram ou conhecem a palavra viva e todos são passiveis de erros e todos, leia-se todos somos pecadores!!!!!!

  • bernardo diz: 30 de abril de 2014

    Estado é Laico e pronto, independente se você é cristão ou qualquer outra doutrina.
    Marxismo não tema nada a ver co política, é ensinado marxismo da mesma forma que é ensinado o capitalismo.
    Opiniões e ideologias a parte a decisão foi correta.
    Se quer que seu filho aprenda a bíblia coloque o em curso de bíblia na igreja que deve ser gratuito, se é tão importante assim para a sociedade as igrejas não devem cobrar correto?
    Até mesmo porque igrejas não pagam imposto algum e ensinar princípios cristãos, pelo que sei, é o foco da religião…

  • Fabricio diz: 30 de abril de 2014

    Bem, se pudesse ser distribuída a bíblia nas escolas e usá-la como base de ensino, posso eu solicitar que se utilizem do Livro de São Cipriano e de livros que façam referências satânicas nas aulas?

    E ensinando o candomblé? Pode também?

    Se libera para uma religião, tem que liberar para todas.

  • Crowley diz: 30 de abril de 2014

    Se a pessoa gosta da religião que segue, ela que frequente templo/culto para isso
    não acho justo forçar essa religião cheia de defeitos e que deixa as pessoas alienadas.

  • osmir diz: 30 de abril de 2014

    eu concordo as escolas deveriam ter Biblia sim é realmente o livro do amor que deve ser seguido e ensinado a todas as crianças . Só Jesus é o caminho a verdade e a vida .

  • Danilo Peres diz: 30 de abril de 2014

    Acerca de Dois mil anos atras esteve nessa terra um Homem que pregava a Paz, a humildade, o Amor entre as pessoas, fez grandes milagres curou enfermo fez paralíticos andar cegos enxergar, ressuscitou mortos e as pessoas viram isso de perto mesmo assim não creram e o crucificaram se mesmo presenciando estas maravilhas não acreditaram é provável que não acreditem mesmo na Bíblia que é a sua palavra e nós evangélicos não temos a missão de convencer ninguém porque quem convence é o Espírito Santo. Temos que fazer o que Deus nos manda pregar o Evangelho a toda as pessoas, quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.Marcos 15-16.

  • Danilo Peres diz: 30 de abril de 2014

    Retificando é Marcos Cap.16 Vrs. 15-16

  • Ricardo diz: 30 de abril de 2014

    Me impressiono cada vez mais pela ignorância humana. Estado Laico não é anti-religioso, mas não da vantagem a nenhuma agremiação ou credo religioso, seja cristão, muçulmano, judeu, hindu, wicca, xintoísta, budista, etc…
    Dou meus parabéns a esse prefeito por ter feito algo que fará bem ao povo, embora a maioria dele seja ignorante para não entender isso.
    Um outro detalhe, bíblia pra substituir história, podiam também usar pra substituir geografia, biologia, química e física…

  • wagner diz: 30 de abril de 2014

    se as pessoas acham a biblia tão importante na educação das crianças, que os pais o façam, afinal não vivem dizendo que quem cria são os pais e a escola não tem responsabilidade apenas de ensinar? não existe a catequese, que tem como dever doutrinar as crianças em suas respectivas religiões? então porque obrigar as crianças a terem contato com uma única religião? simples: o poder, o poder de obrigar e mandar na vida das pessoas, que existe, hj explicitamente, na nossa sociedade, não querem nem saber se o motivo para negar tal lei é boa ou não, apoiou a biblia nas escolas, bom, não apoiou é ruim.

  • Graça Vargas diz: 1 de maio de 2014

    Por favor! Não confundam conhecimento religioso com doutrinação. Na escola cf. a lei é permitido o acesso ao conhecimento do fenômeno religioso. Portanto não existe aula de Religião nas escolas, mas sim Ensino Religioso, que por ser uma área do conhecimento deve sim trabalhar o conteúdo das diversas Denominações e Tradições Religiosas e cabe aos alunos escolherem com o aval de seus pais qual caminho seguir. Jamais poderá ser imposição.

  • Ivan Carlos Serpa diz: 1 de maio de 2014

    O prefeito está correto! A separação entre Estado e religião se deu no Brasil em 1889 com a Proclamação da República, instituindo o Estado laico. A educação deve respeitar a diversidade religiosa presente no Brasil. É um absurdo querer transformar a sala de aula em púlpito de qualquer religião. Parabéns ao prefeito!

  • Gilmar Santos diz: 1 de maio de 2014

    Por favor essa é pra rir para nao chora né, como é possivel nestas alturas que a costituiçao do Brasil esta pissoteada por alguns politicos e partidos falidos que acosa as crianças na tv, e nas escolas, com suas idiologias, fazem leis pensadas para capitar numeros de possiveis desorientados para militar em seu barco furado.

  • Pin Bittencourt diz: 2 de maio de 2014

    Melhor comentário de todos foi da Nigelland. Parece que ela acabou de sair de Nárnia hahahaha tem gente que vive na fantasia mesmo, **** que pariu

  • Marcos Santos diz: 19 de maio de 2014

    Parabéns ao prefeito!

    E que o ministério público se encarregue de fazer valer a laicidade do estado caso esses crentes desgraçados tentem desobedecer o veto do prefeito!

  • Marcos Santos diz: 19 de maio de 2014

    E para os ignorantes que postaram acima, a bíblia não é história!

    Se tiver que ensinar ficção como livro de história, deveremos obrigatoriamente ensinar homem aranha e supermam às crianças como se fosse histórias verdadeiras…

    Aprendam uma coisa, crentes, religião se pratica dentro das igrejas…

  • tiago pavan diz: 19 de maio de 2014

    Isso é o que da quando ovelhas botam candidatos sem noção como vereadores. Os babaca ficam fazendo proposta sem noção, e usam seu poder de banca evangélica pra aprovação delas.
    sote que ao menos o prefeito tem um pouco de conhecimento.

  • Martins diz: 20 de maio de 2014

    Pessoas que defendem a BÍBLIA nas escolas nem sabem o que é Laicidade do estado.
    Dizem que ela mostra o caminho da verdade, se colocassem o livro espirita de umbanda vocês aceitariam? Ah mais ai é diferente, do a bíblia é certa, kkkk só olhando a sua ignorância.

  • Marcelo deSouza diz: 21 de maio de 2014

    A bíblia é tão importante como fonte histórica quanto é um gibi do superman. Impor seus costumes e sua religião aos outros é uma afronta aos direitos humanos.

Envie seu Comentário