Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de abril 2014

Gideões desmentem cancelamento da presença de Feliciano em Camboriú após entrevista à Playboy

30 de abril de 2014 8
Foto: Marcos Porto/Arquivo

Foto: Marcos Porto/Arquivo

A presença do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC) em Camboriú para o congresso dos Gideões Missionários da Última Hora tem sido alvo de especulação no meio evangélico. O motivo é a entrevista que ele concedeu à revista Playboy que está nas bancas, em que  revelou já ter usado cocaína e disse que  que quem faz sexo anal “não volta mais”.

O boato é que a polêmica entrevista teria feito a organização do tradicional congresso _ anunciado como o maior encontro missionário do mundo _ cancelar a visita do pastor-deputado.

Foi um mal entendido, de acordo com o coordenador do encontro, Heron Macelai. Segundo ele, a presença de Feliciano em Camboriú está confirmada e ocorre neste domingo à noite. No ano passado, envolvido em polêmicas na presidência da Comissão de Direitos Humanos, Feliciano chorou e reclamou da imprensa aos fiéis durante sua participação no encontro.

As aparições de Feliciano no Congresso dos Gideões já ocasionaram polêmicas. Um vídeo que circula na internet gerou repercussão nacional ao mostrar o pastor dizendo que um fiel deixou o cartão de crédito para prestar doações, mas não deixou a senha. Embora a gravação tenha repercutido no ano passado, quando Feliciano assumiu a Comissão de Direitos Humanos no Congresso, o vídeo é 2009. Em sua página oficial, o deputado afirmou que foi tudo uma brincadeira.

 

Projeto urbanístico

30 de abril de 2014 0
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) recebeu na semana passada consulta da prefeitura de Balneário Camboriú sobre a possibilidade de elaboração de um projeto urbanístico no bairro histórico da Barra. A resposta da Fundação foi de que a proposta é “séria e desejável”.

Lixo eletrônico

30 de abril de 2014 0
Foto: Divulgação Acibalc

Foto: Divulgação Acibalc

A Acibalc dá início nesta sexta-feira à 5ª Campanha de Coleta de Lixo Eletrônico em Balneário Camboriú. Um contêiner será usado para receber os descartes no estacionamento do supermercado Xande, na Quarta Avenida. Todo o material recolhido será encaminhado a uma empresa de Joinville, que fará a separação para reciclagem. A expectativa é coletar 10 toneladas em eletrônicos.

Haja entulho

30 de abril de 2014 0

Nada menos que 40 carregados de entulhos foram recolhidos pela Secretaria de Obras de Itajaí no primeiro dia de mutirão de limpeza no bairro Cidade Nova. A maioria dos objetos encontrados nas ruas foram móveis e restos da construção civil.

Governo nota 10

30 de abril de 2014 0

Alunos do mestrado em Administração da Udesc lançaram uma campanha para regulamentar a exigência de qualificação técnica para cargos comissionados no governo do Estado. O movimento, que ganhou o nome de “Governo nota 10. Menos cabide, mais qualificação”, pretende alterar a legislação e lançar cartas de compromissos para os candidatos nas próximas eleições.

Sem prazo para a Via Expressa Portuária

29 de abril de 2014 3

O deputado federal Marco Tebaldo recebeu do governo federal uma resposta desanimadora sobre a Via Expressa Portuária de Itajaí: não há data para reinício, e muito menos para a conclusão da obra, paralisada em junho de 2012.

A informação é resultado de um requerimento apresentado por Tebaldi  na Câmara dos Deputados. As respostas vieram do DNIT, assinadas pelo engenheiro André Nunes, coordenador de Obras Delegadas. Segundo Tebaldi, ele afirma que “existem empecilhos relacionados aos valores de indenização que a população habitante deverá receber pela desapropriação da área. O município de Itajaí não consegue firmar um acordo com a população”.

De acordo com as informações do DNIT o investimento federal na Via Expressa até agora foi de R$ 7 milhões em dois quilômetros de obra.

Zidane em Balneário Camboriú

29 de abril de 2014 5
Foto: Manuel Otomuro/Divulgação

Foto: Manuel Otomuro/Divulgação

A confirmação de Balneário Camboriú como destino dos argelinos que virão ao Brasil para a Copa do Mundo deve trazer à cidade uma das maiores estrelas do futebol mundial: segundo o secretário de Turismo, Ademar Schneider, o craque francês Zinedine Zidane pode passar pela cidade durante a estadia dos turistas da Argélia.

Zidane é filho de argelinos e costuma acompanhar jogos da seleção do país. O francês é hoje um dos dirigentes do clube espanhol Real Madrid.

(Colaborou Victor Pereira)
Leia mais:

Balneário é confirmada como destino da Argélia

Argelinos em Balneário

A Argélia é aqui

29 de abril de 2014 1

A confirmação de Balneário Camboriú como destino dos turistas argelinos que virão para a Copa do Mundo (como adiantado em primeira mão pelo blog) confirma o justo título de capital do turismo catarinense para a cidade.

Pode ser um ensaio para a sonhada internacionalização do turismo além do Mercosul. Para tanto, vamos ter que fazer bonito: a Secretaria de Turismo já vinha investindo na capacitação dos trabalhadores do setor para bem receber os visitantes _ com aulas de inglês, por exemplo.

Já é um começo. Mas precisamos de cardápios bilíngues e melhorar os serviços de city tour.

Que sejam bem-vindos os argelinos _ e que voltem!

Justiça paralisa obras no Morro do Castelinho em Itapema

29 de abril de 2014 3
Foto: Rafaela Martins

Foto: Rafaela Martins

Atualizada às 16h46min

A Justiça Federal conceceu liminar pedida pelo Ministério Público Federal e determinou a paralisação das obras da construtora J.A. Russi no Morro do Castelinho, em Itapema. O local começou a ser desmatado na semana passada pela empresa.

A decisão, assinada pelo juiz Zenildo Bodnar, também proíbe novas intervenções no local, sob pena de multa de R$ 300 mil, no ato, e R$ 10 mil por dia.

A ação cautelar movida pelo MPF envolve não apenas a construtora, mas também a Fundação Área Costeira de Itapema (Faaci) e a prefeitura. A alegação do procurador Estevan Gavioli da Silva para pedir a paralisação é o fato de a área ser de preservação permanente, próximo da BR-101 e do mar _ o que leva a crer que se trate de área de Marinha, e com declividade acentuada (a lei federal proíbe construções em morros com mais de 30% de declive).

“Não é necessário ser expert para reconhecer, pelas fotografias acostadas à inicial, que o terreno ocupado possui declividade acentuada, de forma que existe grande restrição para a sua ocupação. Ou seja, se o terreno em questão é objeto de loteamento, tal loteamento é irregular ou ilegal” _ afirma na ação o procurador.

O morro fica no Centro de Itapema e é considerado parte essencial da paisagem por muitos dos moradores, que denunciaram o desmatamento.

A Justiça pede ao município de Itapema e à Faaci qure apresentem, na íntegra, o processo de licenciamento da obra. Nesta manhã, embora a obra estivesse paralisada, as placas com as informações da licença permaneciam no local.
A construtora pode recorrer da decisão.

O que diz a JA Russi:

A empresa informou que uma ação já tramitava na Justiça Estadual, movida pela Associação dos Moradores do Bairro Meia Praia (AMME), e que, diferente da Justiça Federal, não foi concedida liminar. A construtora afirma confiar na Justiça Federal e no processo de licenciamento ambiental concedido porque as formalidades legais foram atendidas _ através, inclusive, da doação de uma  área preservada de Mata Atlântica de 6,4 mil m² ao município como medida compensatória. A empresa informou já estar protocolando todo o processo de licenciamento ambiental no juízo federal.

Prefeito de Itapema veta lei que permitia uso da Bíblia como material didático

29 de abril de 2014 70
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O prefeito de Itapema, Rodrigo Costa (PSDB), decidiu vetar integralmente o projeto de lei aprovado no início do mês pela Câmara de Vereadores que permitia o uso da Bíblia durante as aulas de história na rede municipal de ensino. A polêmica proposta, assinada pelo vereador Mouzatt Barreto (PSD), havia sido aprovada por unanimidade.

No texto do veto encaminhado à Câmara o prefeito diz ter se baseado em parecer da assessoria jurídico-legislativa. As justificativas são os princípios de inconstitucionalidade, ilegalidade e contrariedade ao interesse público. O Executivo afirma que a proposta vai de encontro ao Estado laico, diz que a Bíblia é antes de tudo um livro religioso e que a institucionalização de seu uso em sala de aula teria efeito “multiplicador” _ ou seja, abriria espaço para o uso de outros livros religiosos também, o que prejudicaria o ensino.

A justificativa segue afirmando que a lei aprovada contraria o dever de neutralidade do Estado, a harmonia de poderes e apresenta vícios de legalidade.

O veto foi protocolado na Câmara no início da noite de ontem e deve ser lido na sessão da Câmara desta terça-feira. Os vereadores podem rejeitar o veto e fazer valer a lei apesar dos argumentos do Executivo.