Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Protesto em Camboriú

20 de maio de 2014 5

Comerciantes de Camboriú estão organizando um protesto para reclamar do comércio que se instala na cidade durante o Congresso de Gideões. Só neste ano foram emitidos 400 alvarás temporários, e o pessoal reclama que sofre prejuízos com o comércio que vem de fora.

O secretário de Finanças da prefeitura, Sérgio Venâncio, reconhece que a falta de mobilidade durante o evento prejudica o comércio local e que é difícil concorrer com os preços das barraquinhas que se instalam pelo Centro. Mas diz que, como o pessoal aluga os pontos com muita antecedência, não há outra maneira de distribuir os alvarás.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (5)

  • Arnaldo Christian Pereira diz: 20 de maio de 2014

    Simples, se liberar o alvará só para empresa jurídica e fiscalização para verificar se estão emitindo nota fiscal e buscar parceria do PROCON e polícia Federal para verificar dos produtos falsificados. Simples ;)

  • ANSELMO CORRÊA diz: 20 de maio de 2014

    CONVOCAMOS TODOS OS EMPRESÁRIOS DE CAMBORIU E REGIÃO PARA O COMPARECIMENTO NESTA QUARTA-FEIRA DIA 21-05-2014 ÁS 20:00HS, PARA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA NO (CDL) DA CIDADE DE CAMBORIU.ESTARÃO PRESENTES ( REPRESENTANTES COMERCIAIS,DISTRIBUIDORES, ATACADISTAS,LOGISTAS EM GERAL ALÉM DE AUTORIDADES DO EXECUTIVO E LEGISLATIVO)

  • Otavio Ferraz diz: 20 de maio de 2014

    Que seja permitido a vinda de ambulantes para o Encontro até que pode-se concordar , o que não dá para entender que estes ambulantes tomem conta da cidade impedindo que os comerciantes locais de mantenham suas atividades normais… Não só os comerciantes são afetados, mas toda a população que não faz parte do evento . Acho que seria o momento para que a Prefeitura repensasse o evento e o local onde são montadas as barracas que ao meu ver deveriam sair do centro ( Praça das Fiqueiras) e ir para região do Ginásio (atrás do ginásio) pois desta forma quem quiser ir comprar nas barracas vai e quem quer comprar no comercio local também pode ir …seria uma idéia a se pensar

  • Paulo Roberto diz: 20 de maio de 2014

    Muito válida essa atitude do comercio de Camboriu, que são as pessoas que trabalham o ano inteiro para manter a economia da cidade, e quando aparece uma oportunidade de faturar um pouco mais com o congresso, vem as pessoas de fora tiram essa renda extra dos moradores.
    A prefeitura tem que rever tudo isso e coibir esse tipo de comercio.

  • Ezequiel diz: 21 de maio de 2014

    Acho uma injustiça os comerciantes pagam impostos que não são pouco não, e depois a prefeitura libera 290 mil para o evento, dinheiro que os comerciantes pagam para ter este transtorno pelo os que não pagam impostos e ainda vendem sem fiscalização deixem que as emprejas das industrias gospel comprem um espaço, um terreno e façam o seus comércio da fé sem atrapalhar a vida dos outros, e os políticos deixem de usar o gado gospel para fazer campanha, em Nações sérias é proibido usar igreja para obter votos…….

Envie seu Comentário