Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Top 10 repercute

23 de maio de 2014 0

A OAB catarinense enviou ao comando da Polícia Militar um ofício pedindo que os policiais se abastenham de divulgar nomes de suspeitos, de presos (em flagrante ou não) ou de qualquer pessoa que esteja relacionada a algum crime. O documento, assinado pelo presidente da OAB/SC, Tullo Cavallazzi Filho, afirma que a divulgação dos nomes desrespeita o princípio constitucional que pressupõe a não-culpabilidade e a proteção à intimidade e à honra do cidadão.

A manifestação da OAB foi motivada pela divulgação, em abril, de um documento com o nome de “Top 10 da criminalidade”, em que a PM elencava os nomes mais reincidentes de Balneário, de acordo com os registros da polícia.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário