Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de junho 2014

Taca-le pau, Marcos! vira game

30 de junho de 2014 1

Desde que a filmagem das aventuras no sítio da vó Salvelina, em Taió, ganhou o mundo, os primos Leandro Beninca, 9 anos, e Marcos Joaquim Martinelli, 12, viraram sucesso. A brincadeira da dupla, que lembra em muito a diversão das crianças de antigamente, virou (quem diria!) joguinho de computador.

Jogue aqui!

O game, que conta com a inconfundível narração de Leandro (taca-le pau, Marcos!), foi desenvolvido pelo Estúdio Arones, de Guaramirim, que produz, entre outros produtos, aplicativos para tablets e celulares.

O jogador comanda o carrinho de Marcos e é desafiado a desviar das pedras que aparecem no caminho (no meio do morro da vó Salvelina) e a passar pelas indicações que aparecem na tela. Os criadores do game não foram localizados no início da noite desta segunda para comentar como está a aceitação do joguinho _ que, para quem está no outro lado da tela, é uma chance de brincar um pouco como se estivesse, também, no sítio da vovó.

Nesta segunda-feira a dupla, que ficou famosa, foi ao programa Encontro com Fátima Bernardes, na companhia, é claro, da vó Salvelina.

Design made in Litoral

30 de junho de 2014 1
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Produtos cheios de estilo, produzidos em Balneário Camboriú e Itajaí, estão entre os destaques na exposição Index SC, pré-Bienal Brasileira de Design, que começa amanhã em Blumenau. Entre os convidados estão a VS Slim, de Balneário, a Movelaria Boá, de Itajaí, e o Estaleiro Kalmar, que produziu a prancha de stand up paddle da foto com técnicas de marcenaria naval.

Pavimentação em Santa Luzia

30 de junho de 2014 0

Começaram as obras de pavimentação da Estrada Geral de Santa Luzia, em Porto Belo. A empreitada, avaliada em R$ 982 mil, será custeada pelo município em parceria com o governo do Estado. A pavimentação foi considerada prioritária durante as audiências do orçamento participativo.

Secretaria de Segurança de Balneário Camboriú pede à Polícia Federal que os guardas municipais possam levar armas para casa

30 de junho de 2014 2
Foto: Marcos Porto/Arquivo

Foto: Marcos Porto/Arquivo

 

A Secretaria de Segurança de Balneário Camboriú enviou um ofício à Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, questionando sobre a possibilidade dos guardas municipais levarem para casa as armas que usam em serviço. A prática, que é ilegal, vinha ocorrendo desde o ano passado e foi recentemente suspensa pela chefia da guarda, que agora aguarda o posicionamento da PF.

Na semana passada os  vereadores de Balneário Camboriú aprovaram uma indicação do vereador Leonardo Piruka (PP) pedindo que os guardas tenham de volta o direito de levar as armas para casa. O vereador se baseia em lei municipal que permite algo que a legislação brasileira proíbe. O Estatuto do Desarmamento, válido para todo o território nacional, só autoriza que guardas levem armas para casa em cidades de regiões metropolitanas ou com mais de 500 mil habitantes. Balneário não se encaixa em nenhuma das condições.

A justificativa de Piruka, aceita pelos demais vereadores, é de que os guardas estão expostos a risco em casa porque “estão na rua para combater bandidos”.
A função deles, por lei, é cuidar de patrimônio. Se estão indo além, estão agindo na ilegalidade.

Eia-Rima diz que a falta de alargamento pode trazer prejuízos às construções na beira do mar em Balneário Camboriú

30 de junho de 2014 12
Fotos: Marcos Porto/Arquivo

Fotos: Marcos Porto/Arquivo

 

O estudo e relatório de impacto ambiental da obra de alargamento da faixa de areia na Praia Central de Balneário Camboriú, que está em poder da Fatma, aponta como uma das justificativas para o projeto o adensamento da orla com grandes edifícios, sem obedecer a uma distância segura em relação à praia, que pode “provocar perdas de bens materiais durante eventos como enxurradas e ressacas, resultando em alagamento e erosão”.

O diagnóstico foi feito a pedido da prefeitura e conduzido por equipes técnicas das empresas Prosul e Acquaplan. O texto, com 82 páginas, explica os impactos que a obra trará à cidade e afirma que a empreitada, faraônica e milionária, é essencial para manter o turismo como matriz econômica de Balneário.

Entre as medidas propostas para reduzir os impactos durante a execução da obra, feita com o auxílio de uma draga hidráulica, estão a fiscalização constante para evitar danos ao meio ambiente, a presença de observadores de bordo para paralisar as atividades em caso de aproximação de animais como golfinhos e o uso da mão de obra dos pescadores artesanais, que terão as atividades temporariamente prejudicadas.

A proposta prevê o alargamento de 30 para 90 metros, mas a faixa de areia, mesmo, deve ficar com 60 metros de largura – o dobro do que tem hoje. O restante deve ser usado para melhorar a infraestrutura atual. A obra, que ainda vai passar por audiência pública, deve custar ao município R$ 150 milhões.

alargamento 2

Capacidade aumentada

O relatório afirma que as areias de Balneário Camboriú comportam hoje 15,9 mil banhistas.
A ideia é que o alargamento aumente esse número 2,85 vezes, chegando a um total de
45,5 mil. Como a praia deve passar a ter sol por um período mais longo quando não receber mais as sombras dos prédios, os frequentadores devem alternar-se no decorrer do dia. Com isso, a capacidade total diária da praia, de acordo com o relatório, passa para 159 mil banhistas.

Como ficará
Ciclovia, pista de cooper, novos quiosques e salas próprias para aluguéis de cadeiras e guarda-sóis fazem parte do projeto. Mas uma das principais mudanças deve ser a ideia de abrir bolsões de estacionamento no lado esquerdo da via, que passará a ter três pistas, de acordo com o projeto inicial. Devem aumentar, ainda, as calçadas nos dois lados da avenida: de em média 5 metros para 9 de cada lado.

De onde virá

Havia duas jazidas de areia mapeadas, uma a 2,3 km da orla, e outra a 15 km. Optou-se pela mais distante porque, de acordo com os dados técnicos, é menor a possibilidade de interferência na pesca e nas atividades de lazer, além da capacidade da jazida de suprir a necessidade de areia do projeto, estimada em 2,7 milhões de m³. A retirada da areia desse local, porém, custará mais do que a outra opção. A areia será retirada de uma profundidade entre 30 e 34 metros.

Os impactos

O relatório aponta duas fases de impactos, uma antes e uma após a conclusão das obras. Durante a execução há previsão de redução da fauna, turbidez na água, ruído e possibilidade de contaminação da água. Os impactos pós-obra são considerados positivos no Eia-Rima: melhoria dos espaços de lazer, mais turismo, emprego e renda.

Polícia interrompe festa que reunia adolescentes em boate privê em Balneário Camboriú

30 de junho de 2014 6

 

Foto: Valmor Dallago/Especial

Foto: Valmor Dallago/Especial

A Guarda Municipal e a Polícia Militar acabaram com uma festa que reuniu 46 adolescentes de 12 a 17 anos na tarde de domingo em uma boate privê na Marginal Oeste, no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú. No local havia bebida alcoólica e, segundo informações do Conselho Tutelar de Camboriú, alguns adolescentes estavam bebendo.

A festa era para comemorar os 15 anos de um garoto. Entre os convidados havia meninos e meninas de Balneário Camboriú e de Camboriú.

Os adolescentes foram entregues aos pais. De acordo com o conselheiro tutelar Valmor Dallago, a maioria alegou não saber que a festa ocorreria numa casa noturna, nem que haveria bebidas.

Quatro adultos que estavam no local foram identificados pela polícia.

Em duas semanas, esta foi a terceira festa de adolescentes envolvendo bebida alcoólica atendida pelo Conselho Tutelar de Camboriú.

Justiça libera obras do maior edifício do país em Balneário Camboriú

28 de junho de 2014 27

 

A Justiça liberou as obras do Infinity Coast em Balneário Camboriú, projeto da FG Empreendimentos que terá 240 metros de altura e é anunciado como o maior edifício do Brasil. Em maio, uma decisão da Vara da Fazenda Pública de Balneário havia determinado a paralisação das obras atendendo a um pedido do Ministério Público de Santa Catarina. Uma ação movida pela promotoria questionava a distância entre a obra e o Canal do Marambaia e pedia a demolição de parte da estrutura.

A direção da empresa entregou a Licença Ambiental de Instalação (LAI) à Justiça e recebeu autorização para retomar os trabalhos na sexta-feira, em documento assinado pela juíza Adriana Lisbôa.

A previsão de conclusão das obras do Infinity Coast é 2017. O prédio residencial terá 66 andares e, do alto, vista para Balneário Camboriú, Itajaí e Itapema.

 

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

 

Ao gosto alemão

28 de junho de 2014 1

O litoral, quem diria, tem se rendido aos encantos da culinária germânica. Cresce por aqui o consumo de ingredientes típicos dos pratos comuns no Vale, como a linguiça Blumenau – que tem ganhado papel de protagonista em pratos elaborados. Só a tradicional marca Olho, de Pomerode, que produz embutidos feitos com carnes nobres, já tem 45 pontos de vendas por aqui.

Exclusividade na fachada

28 de junho de 2014 0
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

A nova fachada do Balneário Shopping, que já começa a tomar forma, será a primeira no país feita em um material conhecido como KeraGail. Produzido na Alemanha, o revestimento é de cerâmica ventilado e permite a troca de calor – o que se traduz em economia de luz e ar condicionado, diferenciais que reforçam a sustentabilidade do projeto. A primeira importação do material para o Brasil foi feita pelo Grupo Almeida Junior.

Pedindo providências

28 de junho de 2014 0

O Procon de Porto Belo reuniu-se com empresas da empresa e telefonia Oi para cobrar melhoria nos serviços prestados no município. A empresa tem 20 dias para dar conta das reclamações dos consumidores da cidade em relação á telefonia móvel, fixa e internet.